Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão.

Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas da Europa durante a Segunda Guerra Mundial, bem como outros tesouros, ocultos em um castelo alemão do século XVI, situado na Polônia moderna.

O Palácio Hochberg, na Baixa Silésia, a aproximadamente 40 quilômetros ao norte da fronteira com a República Tcheca, é um dos 11 locais descritos no diário de Standartenfuhrer Egon Ollenhauer, oficial da Schutzstaffel nazista (SS).

O diário foi mantido em uma loja maçônica alemã por décadas, vindo a ser revelado depois que o último dos ex-oficiais nazistas relacionados a ele faleceu.

Roman Furmaniak, chefe da Fundação da Baixa Silésia, que tomou posse do diário há uma década, afirmou que o documento aponta o Palácio Hochberg como sendo um dos esconderijos do tesouro.

O diário revela que, em uma sala no fundo de um poço explodido debaixo do palácio, há barras de ouro do Wroclaw Reichsbank e outros tesouros de Breslau (antiga cidade alemã transferida para a Polônia após a Segunda Guerra Mundial) no valor de US$ 1,54 bilhão (R$ 8,1 bilhões).

“Com base nas instruções da maçônica de Quedlinburger, acredito que localizei o poço nos solos do palácio”, afirmou Furmaniak ao The First News.

Acredita-se que o tesouro, que teria sido depositado com a Waffen SS por residentes locais ricos, para esconder tesouros em meio a uma série de derrotas da Wehrmacht na Frente Oriental, esteja enterrado debaixo do castelo, com cadáveres de diversas testemunhas que escutaram ou observaram a operação para destruir o poço.

Uma das páginas do diário do início de 1945 menciona especificamente o palácio e Gunther Grundmann, um conservador alemão encarregado de catalogar e ocultar tesouros nazistas em meio à queda iminente do Terceiro Reich.

“Grundmann e seu povo haviam preparado um poço profundo no terreno do palácio. Joias, moedas e lingotes foram colocados em caixotes, mas muitos deles foram danificados, tendo traços de tiros. Depois que terminamos, o poço foi explodido, preenchido e coberto. Grundmann é um organizador muito bom […]“, segundo um trecho do diário.

O Palácio Hochberg, uma das propriedades pertencentes à rica família aristocrática, foi comprado em 2017 por uma família polonesa que procurava restaurar o local e transformá-lo em uma atração turística.

O diário do oficial da SS foi entregue por Furmaniak ao Ministério da Cultura da Polônia em 2019. Segundo Furmaniak, a loja maçônica gostaria que qualquer um dos bens encontrados fosse “reunido com seus herdeiros, caso seja possível”.

Entre os 11 locais mencionados no diário, estão diversos tesouros, artefatos religiosos e obras de arte da Polônia, União Soviética, França, Bélgica e outras regiões ocupadas pelos nazistas.s

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …