Ele disse que seria o próximo a morrer depois de Marielle (e foi mesmo)

(dr) João Figueiredo / Facebook

Menos de um dia depois do homicídio de Marielle Franco, João Maria Figueiredo, agente e segurança de 36 anos, disse que seria o próximo. E foi mesmo – nove meses depois.

Não tinham passado nem 24 horas da execução da vereadora Marielle Franco no Rio, em 14 de março de 2018, quando João Figueiredo pegou no microfone no Fórum Social Mundial, em Salvador, para dizer “hoje ela foi a vítima, o próximo pode ser eu“.

Nove meses e uma semana depois, Figueiredo, membro do grupo Policiais Antifascismo, foi assassinado em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

O policial, de 36 anos, cumpria no dia 21 de dezembro, às 17h, o percurso de sempre do trabalho para casa, na região norte de Natal, perto da periférica São Gonçalo do Amarante, quando foi atingido ao volante da sua moto por cinco tiros, três no lado direito do corpo e dois no lado esquerdo, junto à boca e ao ombro.

Os assassinos levaram a arma e o celular que Figueiredo transportava, mas não mexeram no dinheiro e deixaram a moto no lugar do crime. A polícia ainda trabalha com a possibilidade de latrocínio – roubo seguido de morte –, além da hipótese de execução.

Segundo os quatro policiais, “em princípio é homicídio e não latrocínio”. “Tudo bem que não seria fácil tirar dele o dinheiro e ficar com a moto seria perigoso porque é facilmente localizável, mas ainda assim o fato de ter sido morto no percurso que fazia regularmente leva a crer que foi homicídio.”

Soma-se à tese de homicídio o fato de as munições encontradas no local serem de calibre 40, de uso exclusivo da polícia. Para a tese contrária contribuem os números da violência no Rio Grande do Norte, o estado mais inseguro do país, com 68 mortes a cada 100 mil habitantes e o registro de 26 agentes mortos só em 2018.

A polícia também recorda que muitos projéteis calibre 40 estão hoje nas mãos de criminosos, após assaltos a delegacias.

Os integrantes do Policiais Antifascismo, a que Figueiredo pertencia, um grupo organizado nas redes sociais em 2017 a partir do Rio de Janeiro, não têm dúvidas, no entanto, de que se tratou de execução.

“A gente não pode afirmar nada categoricamente, mas tudo aponta para uma execução”, diz Alexandre Santos, investigador da Polícia Civil de São Paulo, citado pelo jornal Folha de S. Paulo.

Santos afirma ter sofrido perseguições, dentro da própria polícia, por pertencer ao grupo de cerca de 400 agentes espalhados pelo país que defende o respeito aos direitos humanos, a descriminalização das drogas e outros pontos minoritários nas forças policiais brasileiras.

O próprio Figueiredo, que atuava como segurança de Fernanda Bezerra, governadora do Rio Grande Norte e única mulher a desempenhar essas funções no Brasil, chegou a ser preso em 2016 pelo comando da PM após criticar nas redes sociais o sistema de segurança pública do país. Bezerra, que considerava o soldado “um irmão”, prometeu “firmeza em uma cobrança séria e profunda sobre quem foram os responsáveis do crime”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Jovem com síndrome de Down será a primeira no país a tirar carteira de motorista

A chef de cozinha de 22 anos, Maria Clara de Carvalho será primeira brasileira com síndrome de Down a conseguir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Maria Clara é casada, faz aula de teatro, dança …

Superterra gelada vizinha do nosso planeta pode abrigar vida primitiva

Edward Guinan e Scott Engle, cientistas da Universidade de Villanova, no estado norte-americano da Pensilvânia, anunciaram que pode existir vida primitiva em GJ 699b, a Superterra gelada que orbita a estrela de Barnard, localizada a apenas …

China faz história: pela primeira vez, nasce uma semente de algodão na Lua

A missão espacial chinesa conseguiu fazer brotar uma semente de algodão na Lua, informou nesta terça-feira (15) a imprensa estatal, em um feito inédito, alcançado pelo Chang'e 4, a primeira sonda a pousar no lado …

Submarinos russos serão equipados com “torpedos do Juízo Final”

Os submarinos das frotas do Norte e do Pacífico da Marinha russa deverão brevemente contar com 32 drones nucleares Poseidon, conhecidos como “torpedos do Juízo Final”, capazes de destruir completamente cidades costeiras. Segundo revela o portal Russkoe …

Universidade egípcia expulsa aluna por abraçar o noivo (fora do campus)

A aluna abraçou o noivo quando o rapaz a pediu em casamento, mas o gesto, que não aconteceu no interior do campus, foi o suficiente para a jovem ser expulsa pela universidade. A universidade egípcia de Al …

Escultura “McJesus” provoca protestos em Israel

Uma escultura representando a figura de Ronald McDonald (da cadeia de fast food McDonald’s) crucificado, em uma exposição de arte em Israel, está provocando protestos da minoria cristã árabe no país. Centenas de cristãos árabes pediram …

Há uma espiral misteriosa na atmosfera de Vênus

A nave espacial não tripulada Akatsuki, do Japão, encontrou gigantescas estruturas espirais na atmosfera de Vênus, formadas por ventos polares e pela rápida rotação do planeta. A atmosfera de Vênus ganha atenção de astrônomos há quase …

Tem “barriga de cerveja”? Seu cérebro pode estar encolhendo

Uma equipe de pesquisadores britânicos concluiu que quem acumula mais gordura na zona do abdômen apresenta uma maior probabilidade de redução do cérebro e de aparecimento de demência. Com a linha da cintura em expansão, surgem …

Até os antigos egípcios faziam tarefa de casa

Uma tarefa de casa, escrita por uma criança do Antigo Egito, ficou preservada desde o segundo século a.C. – e as palavras podem parecer familiares até nos dias de hoje. Uma lição antiga preservada em uma …

Dinamarca avança com plano ambicioso de criar 9 ilhas na costa de Copenhague

O governo dinamarquês e a prefeitura de Copenhague, em conjunto com um gabinete de arquitectura e planejamento urbano, vão avançar com um ambicioso plano de criar nove ilhas na costa da capital do país. Um grandioso …