Dois atentados em Barcelona fazem 14 mortos e mais de 100 feridos

David Armengou / EPA

Segundo um novo balanço divulgado pelo Governo da Catalunha, os ataques ocorridos nesta quinta-feira provocaram a morte de pelo menos 14 pessoas e mais de 100 ficaram feridas

Na Catalunha, Espanha, quinta-feira (17) foi dia de terror: uma van percorreu cerca de 500 metros de uma zona de pedestres, atropelando todos os que conseguisse, em uma das mais movimentadas artérias da cidade de Barcelona. Em Cambrils, durante a noite, a polícia espanhola evitou outro atentado abatendo cinco terroristas.

Foram precisas menos de 12 horas para que a Catalunha fosse atingida por duas vezes: ainda que o segundo atentado não tenha tomado grandes proporções, com a ação eficaz das autoridades espanholas para evitar outro ataque, o terrorismo ganha força quando semeia o medo.

Eram 16h50 (11h50 em Brasília) quando a cidade de Barcelona começou a ser afundada em uma espiral de terrorismo e medo. Uma van branca irrompeu pelas Ramblas, uma das avenidas mais movimentadas e turísticas da cidade, atropelando mortalmente 13 pessoas e deixando mais de 80 feridos.

Inicialmente, a imprensa local dissera que se tratara “apenas” de um veículo que tinha atropelado cerca de dez pessoas. As horas passaram e com elas, o número de vítimas mortais e de feridos foi aumentando.

Às 21h36 (16h36 em Brasília), o balanço oficial era de 13 mortos e 80 feridos – 15 em estado muito grave, 23 em estado grave e 42 leves. Não há brasileiros entre as vítimas.

Na hora do ataque, a imprensa local falou em dois homens barricados dentro de um bar, que teriam, inclusive, feito reféns. Mais tarde, através do Twitter, as autoridades catalãs desmentiram, acabando por confirmar que se tratava de um atentado terrorista e que já tinham feito uma detenção.

Os ataques foram reivindicados pelo Estado Islâmico, mas as identidades dos autores ainda não foram reveladas. Inicialmente, a polícia catalã dizia ter prendido um dos suspeitos: Driss Oubakir, de 28 anos e origem marroquina. O homem estaria ilegal na Espanha e teria chegado a Barcelona há quatro dias.

Horas depois da detenção, o provável verdadeiro Driss Oubakir se apresentou às autoridades, pelo que se entende que o primeiro suspeito teria roubado os documentos de identificação de Oubakir e teria se passado por ele. A polícia continua então a investigar se o homem que se apresentou é quem diz ser.

Depois de terem fechado todos os acessos às zonas das Ramblas e áreas envolventes, às 22h49 (17h49 em Brasília), a polícia catalã reabre o acesso. O principal suspeito continua foragido.

Mas a história não acabaria aqui. O relógio já marcava a 1h da madrugada de sexta-feira (20h de quinta-feira em Brasília) quando um veículo voltou a investir sobre uma multidão, em uma zona balnear, em Cambrils, a 117 quilômetros de Barcelona.

Seis civis e um polícia ficaram feridos. As autoridades catalãs prontamente reagiram tendo abatido de imediato quatro dos suspeitos e ferido o quinto (e último), que acabou por não resistir aos ferimentos e também morrer.

Já na manhã desta sexta-feira, uma mulher que tinha ficado ferida em Cambrils – e que foi descrita como a mais grave -, acabou morrendo no hospital, sendo a primeira morte do segundo atentado.

O conselheiro de Interior do Governo regional catalão, Joaquin Forn, disse à rádio RAC1 que o ataque de Cambrils “segue o mesmo método, há uma ligação”, em relação ao de Barcelona.

O governante não explicou o que relacionava os ataques, e confirmou que o condutor da van no ataque de Barcelona continua em fuga.

Os autores do atentado de Cambrils levavam cintos de explosivos falsos, dizem as autoridades da Catalunha. Já não é a primeira vez que terroristas usam cintos falsos para maximizar o medo: os autores do ataque na London Brigde, em junho, fizeram o mesmo, levando cintos falsos, feitos com garrafas de água cobertas com fita adesiva prateada.

Antes do ataque em Barcelona, uma pessoa morreu numa explosão em uma casa onde estavam preparando bombas, em Alcanar (cidade a sudeste da capital catalã).

O município de Alcanar, na província de Tarragona (Catalunha), é central na investigação. Foi lá que na quinta-feira foi detido um dos suspeitos, natural de Melilla, e foi lá que na quarta-feira aconteceu uma explosão em um edifício – aparentemente não relacionada com terrorismo, mas que agora é vista como um primeiro teste para os atendados que se seguiriam.

Em causa está o fato de os explosivos que foram ativados na casa serem testados para fazerem parte dos atentados do dia seguinte em Barcelona.

A polícia conclui que os cinco ocupantes do veículo que preparava novo atropelamento esta madrugada em Cambrils (todos abatidos) estavam “ligados ao grupo de Alcanar e relacionados com a pessoa que conduzia a van no atentado em Barcelona”.

Também no centro da investigação está Moussa Oukabir, o principal suspeito de estar ao volante da van que atropelou dezenas de pessoas em Las Ramblas. Ele tem 17 anos e é o irmão do homem marroquino que se entregou à polícia na quinta-feira.

Até ao momento, quatro pessoas foram detidas, relativamente ao atentado nas Ramblas, em Barcelona, mas o suposto condutor do veículo, continua foragido.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Opositor belarusso é achado morto na Ucrânia

Ativista Vitaly Shishov ajudava compatriotas a fugir da perseguição do regime de Alexander Lukashenko, considerado o último ditador da Europa. Polícia investiga possível assassinato encenado como suicídio. Um ativista de Belarus foi encontrado morto nesta terça-feira …

Polônia concede visto humanitário a atleta olímpica e alimenta tensões com Belarus

A Polônia concedeu nesta segunda-feira (2) um visto humanitário para a atleta olímpica bielorrussa Krystsina Tsimanuskaya. A jovem afirma que estava sendo obrigada a deixar o Japão após ter criticado sua equipe e temia …

EUA e Reino Unido teriam dado 'luz verde' a Israel para retaliar Irã após ataque a petroleiro

Irã rejeitou o envolvimento do país no ataque contra o petroleiro Mercer Street no mar Arábico que ocorreu na quinta-feira (29), condenando as acusações lançadas pelo governo israelense. Tel Aviv teria recebido "luz verde" de Washington …

Incêndios causam mortes e devastação no sul da Europa

A União Europeia EU) enviou ajuda para a Turquia nesta segunda-feira (02/08), e voluntários se juntaram a bombeiros na luta contra fortes incêndios que já duram seis dias e mataram oito pessoas no país. Em …

Golpe militar em Mianmar completa seis meses e já resultou em quase mil mortes de civis

Aterrorizados pela repressão da junta militar e pela propagação do coronavírus, poucos birmaneses se atreviam a ir às ruas para protestar neste domingo (1º), quando completam-se seis meses do golpe de Estado que mergulhou …

Governo italiano vende casas a 2 euros na região da Sicília

Mais uma vez o governo italiano está vendendo casas em áreas rurais da Itália, após o sucesso da campanha para repovoamento de áreas abandonadas. Além de promover a ocupação por meio de incentivos para jovens e …

Bolsonaro admite não ter provas de fraudes eleitorais

Em live para a qual convocou veículos de imprensa, Bolsonaro exibiu uma série de teorias falsas, cálculos equivocados e vídeos antigos, já verificados e desmentidos, mas que ainda circulam na internet, como supostas evidências de …

A incrível civilização antiga que mumificava os mortos 2 mil anos antes dos egípcios

"As mais antigas evidências arqueológicas conhecidas de mumificação artificial de corpos", segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), estão presentes na América do Sul, na costa árida …

Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. "A guerra mudou", diz …

Vendas de vacinas anticovid impulsionam lucros de laboratórios

A empresa farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta quinta-feira (28) que as vendas de sua vacina contra a Covid-19 alcançaram US $ 1,17 bilhão no primeiro semestre do ano. Este número corresponde à entrega de aproximadamente …