Frankenstein dos vírus gigantes é encontrado em estação de tratamento de esgoto

 

(dr)

Klosneuvirus, o “frankenstein” dos vírus gigantes

Pesquisadores descobriram novos vírus gigantes em uma estação de tratamento de águas residuais, na Áustria.

As quatro novas espécies de vírus gigantes encontrados formam um novo grupo, apelidado de Klosneuviruses, e são um tipo de Mimivírus. Eles provavelmente evoluíram de vírus menores, pegando pedaços de genoma de seus hospedeiros e os incorporando em seu próprio código genético.

A descoberta foi apresentada em um artigo publicado na revista Science.

Os vírus gigantes Mimivírus foram descobertos em 2003. Eles podem atingir tamanhos de até 500 nanômetros de diâmetro, em comparação com algumas dezenas de nanômetros para vírus típicos. Também têm máquinas genéticas mais complicadas do que seus primos mais minúsculos.

Um dos novos Klosneuviruses, por exemplo, é tão grande que possui RNA transportador que pode traduzir o código genético de 19 dos 20 aminoácidos de construção de proteínas encontrados na natureza. Isso é impressionante, mesmo para um vírus gigante.

A tradução é parte do processo no qual as instruções de um gene são decodificadas e executadas. Os vírus usam tRNA em seu processo de replicação, mas nem todos têm seu próprio tRNA – alguns sequestram tRNA de seus hospedeiros.

“Uma vez que a síntese proteica é uma das características mais proeminentes da vida celular, ela mostra que esses novos vírus são mais ‘celulares’ do que qualquer outro já visto antes”, disse um dos coautores do estudo, Eugene Koonin, biólogo computacional nos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, em um comunicado.

Desvendando os vírus gigantes

A descoberta dos novos vírus foi acidental. A equipe de pesquisadores, liderada pela bióloga evolucionista Tanja Woyke, estava estudando sequências genéticas em uma estação da cidade austríaca de Klosterneuburg para tentar compreender as bactérias que convertem amônia em nitrato no processo de tratamento da água.

O achado dos enormes genomas dos novos vírus permitiu aos pesquisadores compará-los com outros vírus gigantes e com as linhagens do grupo Mimivírus.

A análise mostrou que os Klosneuviruses eram um mosaico de informações genéticas – um “frankenstein” de diferentes espécies de vírus, muitas delas capturadas a partir de células hospedeiras durante longos períodos de tempo.

Esta abordagem fragmentada para a construção de um vírus gigante sugere que eles surgiram a partir de vírus menores, e não da desintegração de células antigas.

Os vírus provavelmente infectam microrganismos unicelulares chamados protistas que vivem na estação de tratamento. Outros vírus gigantes já foram encontrados em ambientes marinhos, na lama de lagoas e até mesmo profundamente no permafrost.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bebês ingerem 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia, diz estudo

Um bebê de 12 meses ingere, em média, mais de 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia que são liberadas da mamadeira, revelou um estudo divulgado nesta segunda-feira (19/10). O impacto destas micropartículas para …

Aumento na densidade do espaço fora do sistema solar é descoberto pela sonda espacial Voyager

Em novembro de 2018, após uma viagem épica de 41 anos, a Voyager 2 finalmente cruzou a fronteira que marcava o limite da influência do Sol e entrou no espaço interestelar. Mas a missão da …

Polícia Federal faz operação de busca e apreensão na 77ª fase da Lava Jato

São sete mandatos no Rio de Janeiro e em Niterói contra suspeita de propina na Petrobras envolvendo pouco mais de três bilhões de litros de combustíveis. Por determinação da 13ª Vara Federal em Curitiba (PR), a …

Suspeitos de COVID-19 podem ter dados compartilhados com a polícia na Inglaterra

  As informações pessoais de suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) podem ser utilizadas pela polícia da Inglaterra para garantir que eles não quebrem o isolamento. De acordo com as informações oficiais, as autoridades poderão ter …

Jejum intermitente funciona? Este estudo indica que não

Um estudo recém publicado na revista médica “Jama Internal Medicine” mostra que a prática conhecida como jejum intermitente não traz benefícios para o corpo e, ainda, não promove perda de peso de fato. A pesquisa, …

Estudos corroboram correlação entre tipo sanguíneo e risco de covid-19

A suscetibilidade ao contágio com o vírus Sars-Cov-2 pode variar segundo o grupo sanguíneo: os indivíduos do grupo O tendem a um menor risco, enquanto os demais estão também potencialmente mais expostos a quadros clínicos …

Bolsonaro reforça que brasileiro não será obrigado a tomar vacina contra a COVID-19

Declaração do presidente acontece três dias depois de o governador João Doria informar que vacinação será obrigatória no estado de São Paulo. O presidente Jair Bolsonaro reforçou hoje (19) na saída do Palácio da Alvorada o …

Engenheiros criam sabre de luz real de plasma retrátil de 2.200°C que corta aço

Os engenheiros por trás do canal do YouTube “The Hacksmith” criaram o sabre de luz de “Star Wars” no mundo real que é quente o suficiente para derreter aço e até titânio em segundos. James Hobson, …

Evo Morales comemora vitória de seu candidato, Luis Arce, à presidência na Bolívia

De La Paz, na Bolívia, o candidato a presidente Luis Arce e, de Buenos Aires, na Argentina, o ex-presidente Evo Morales comemoram vitória nas eleições tanto para presidente quanto para o Congresso, realizadas neste …

Síndrome provoca mudança na coloração dos olhos em população nativa da Indonésia

Em um país cujo a vasta maioria da população possui cabelos e olhos escuros, uma rara síndrome genética ofereceu aos membros de uma tribo nativa da Indonésia uma impressionante condição: os mais impactantes e profundos …