Descobertas aranhas que produzem leite (e amamentam os filhotes)

Cientistas chineses descobriram que pelo menos uma espécie de aranha amamenta seus filhotes, de uma maneira muito parecida com os mamíferos, e com uma substância riquíssima em proteína – bastante semelhante ao leite.

Em uma noite de verão em 2017, Zhanqi Chen, pesquisador do Jardim Botânico Tropical de Xishuangbanna, fez uma descoberta curiosa no seu laboratório, em Yunnan. Em um ninho artificial, observou uma aranha ligada à mãe.

Estudos de Chen e Quan Rui-Chang, ecologistas comportamentais, confirmaram que as fêmeas estavam de fato produzindo leite para os seus filhotes – e continuaram a fazê-lo mesmo depois de os bebês se tornaram adolescentes.

Fornecer leite e cuidados a longo prazo é praticamente inédito em insetos e outros invertebrados. Com exceção dos mamíferos, nem é comum entre os vertebrados.

Os resultados “ajudam a aumentar a compreensão sobre as origens evolutivas de formas complexas de cuidado parental”, diz Nick Royle, um ecologista comportamental, que não esteve envolvido no trabalho. As conclusões, publicadas na revista Science no dia 30 de novembro, sugerem que a maternidade prolongada pode não exigir o complexo poder cerebral que os pesquisadores assumiram anteriormente.

As fêmeas dessa espécie de aranha – Toxeus magnus – colocam entre dois e 36 ovos de cada vez. Assim que os ovos eclodem, a mãe começa a depositar pequenas gotículas ao redor do ninho. Quando os membros da equipe analisaram o líquido, descobriram que continha quatro vezes mais proteína do que o leite de vaca, além de gordura e açúcar.

Nos primeiros dias, as aranhas bebês beberam gotinhas do leite de aranha ao redor do ninho. Mas, pouco depois, começaram a se alinhar perto da mãe para amamentar. Aos 20 dias, começaram a caçar fora do ninho, mas eles ainda complementaram sua dieta com leite materno.

Quando Chen bloqueou a capacidade de produção de leite da mãe, todas as aranhas com menos de 20 dias morreram. Quando retirou a mãe do ninho, as aranhas mais velhas cresceram mais devagar, deixaram o ninho mais cedo e tinham maior probabilidade de morrer antes da idade adulta.

Apesar de a mãe parecer cuidar de todos os filhotes igualmente, apenas as filhas podiam voltar ao ninho depois de se desenvolverem sexualmente. Machos adultos eram atacados se tentassem regressar.

Embora os pesquisadores não saibam exatamente o que é o “leite”, especulam que podem ser ovos liquidificados que saem prematuramente do canal do parto.

Alguns anfíbios e outros invertebrados colocam “ovos tróficos” semelhantes para os filhos, embora apenas quando os filhotes são muito jovens. As baratas também produzem “leite”, mas essa nutrição é simplesmente absorvida passivamente pela casca de ovo dos embriões e não faz parte das dietas dos filhotes.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Homem é preso por tossir em policial que perguntou se ele tinha covid-19

O britânico Casey Saint foi condenado a 11 meses de prisão após tossir no rosto de um policial durante a pandemia do novo coronavírus. O morador de Bury St Edmunds, na Inglaterra, estava fazendo uma festa …

Astrônomos encontram "embrião" de planeta em formação a 330 anos-luz da Terra

Uma equipe de astrônomos encontrou algo que parece ser um planeta embrionário, girando em torno de sua estrela, bem pertinho dela, completando uma volta a cada mês. A estrela em questão é a HD 163296, que …

Físico propõe mega-satélite povoado por humanos orbitando Ceres

O físico Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico Finlandês, desenvolveu uma nova ideia para colonizar um lugar diferente da Terra, e não é a lua ou Marte. Em vez disso, Janhunen está sugerindo em um artigo publicado …

Biden promete "esforço de guerra" contra covid-19

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou nesta quinta-feira (21/01) o plano de resposta de seu governo à pandemia de covid-19, que inclui dez decretos. A estratégia amplia iniciativas que já haviam sido antecipadas …

'Não teremos escolha': Google adverte que pode bloquear seu mecanismo de busca na Austrália

Governo australiano trabalha em uma nova lei que deve governar as relações entre os meios de comunicação e as gigantes que dominam a Internet, entre as quais se destacam Google e Facebook. O Google anunciou nesta …

UE restringe viagens não essenciais, mas mantêm fronteiras internas abertas

Diante da inquietante propagação das variantes do coronavírus e a explosão de novos casos de contaminação no continente, líderes europeus, reunidos por videoconferência nesta quinta-feira, decidiram restringir as viagens não essenciais para os países …

‘Bridgerton’ abre debate sobre avó negra de rainha Elizabeth que Windsor prefere esconder

Disponível desde dezembro de 2020, a série Bridgerton, da Netflix, apresentou uma intérprete negra para viver a rainha Charlotte (1744 – 1818), a avó da rainha Elizabeth (1900 – 2002). Apesar da falta de consenso geral …

"Raios" azuis misteriosos podem ser mais comuns do que os cientistas pensavam

Entre os vários fenômenos climáticos que existem, os raios continuam enigmáticos para nós: embora tempestades não sejam tão raras, ainda não entendemos completamente as descargas elétricas geradas no céu — muito menos aquelas apelidadas de …

Dono de cachorro machucado gasta R$ 2.200 para descobrir que o bicho estava imitando o dono por solidariedade

De vez em quando, nossos amados animais de estimação provam ser ainda mais doces e solidários do que muitas pessoas. Conheça Bill — um lurcher de Londres que está imitando a mancada de seu dono …

Minas Gerais é uma das 10 regiões mais acolhedoras do mundo: ranking

Minas Gerais está entre as 10 regiões mais acolhedoras do mundo. É que diz a eleição do Traveller Review Awards 2021, que incluiu pela primeira vez uma localidade brasileira no ranking internacional divulgado todo ano. Minas …