França deve adotar política de cotas para trabalhadores estrangeiros

franceintheus / Flickr

O presidente da França, Emmanuel Macron

O governo do presidente francês, Emmanuel Macron, vai quebrar um tabu e anunciar nesta quarta-feira a instauração de cotas de imigrantes que serão bem-vindos ao país para atuar em setores onde falta mão de obra.

A informação é antecipada hoje pelo jornal Le Parisien, que detalha os critérios de abertura do mercado de trabalho francês aos estrangeiros, além de medidas para endurecer a imigração ilegal.

Uma vez por ano, o governo francês vai publicar uma lista de profissões requisitadas por empresas que não encontram pessoal qualificado no mercado nacional. Há 15 anos, a França debate a questão, mas como o tema sempre foi instrumentalizado pelos partidos políticos, principalmente de extrema direita, o receio de adotar um programa de mao de obra estrangeira organizado pelo Estado acabou preterido.

Macron adota a medida de olho na corrida eleitoral de 2022, mas também sob pressão de setores da economia que necessitam de trabalhadores de nível técnico e superior e não dispõem dos instrumentos legais para atrair esses profissionais.

A criação de cotas de trabalhadores estrangeiros foi cogitada no passado pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy.

O partido conservador Os Republicanos é favorável à medida, desde que em contrapartida o governo reduza a cobertura médica do Estado (AME) para imigrantes em situação irregular e não conceda asilo a pessoas vindas de países em situação de normalidade democrática.

Um dos casos citados pela direita como exemplo a ser melhor controlado é o da Geórgia. Os pedidos de asilo de georgianos aumentaram 86%, sem que o país enfrente atualmente um conflito que justifique a fuga para o estrangeiro.

Procuram-se veterinário, topógrafo, mecânico, funileiro

O diário Le Parisien publica uma lista de dez profissões altamente procuradas na França, entre elas veterinários, topógrafos, funileiros, carpinteiros, mecânicos de carros – elétricos em particular –, desenhistas de instalações elétricas e trabalhadores domésticos. Essas profissões, provavelmente, serão abertas para estrangeiros, mas a criação de cotas não é consensual.

Segundo dados da agência de empregos Pôle Emploi, 150.000 vagas não são preenchidas atualmente no país pela falta de colaboradores qualificados. A metade das empresas francesas sofre com essa penúria.

Enquanto muitos economistas defendem o projeto de Macron, alegando que a França só consegue formar 60.000 engenheiros por ano, quando o país precisa atualmente de 80.000 a 90.000 profissionais, sobretudo na área de tecnologia digital e informática, outros preferem que o governo invista na qualificação dos desempregados.

É o caso do presidente da Federação Francesa da Construção Civil, Jacques Chanut. Ele é contra a adoção de cotas para trabalhadores estrangeiros e queria ver o governo empenhado em preparar os franceses pouco qualificados para ingressarem no mercado.

O empresário alega que na construção civil, por exemplo, é fundamental um bom conhecimento do idioma por uma questão de segurança nas obras. Mas, curiosamente, este é um setor onde trabalham muitos portugueses e brasileiros que se instalam na França.

Em seu editorial, Le Parisien afirma que Macron não quer deixar o debate sobre a imigração para seus adversários, principalmente para a líder da extrema direita, Marine Le Pen.

O jornal lembra que as cotas para trabalhadores estrangeiros são defendidas pela direita há vários anos e parecem uma medida de bom senso. Macron corre o risco de ser criticado e também de decepcionar uma parte do eleitorado, porque, para exercer um controle sobre a imigração econômica, o presidente promete aumentar as expulsões de ilegais.

O sistema de cotas deve entrar em vigor em 2021.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A polêmica sobre campos de extermínio nazistas que opôs a Polônia ao Netflix

O primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, enviou uma carta ao Netflix insistindo em mudanças no documentário The Devil Next Door (o diabo ao lado), sobre campos de extermínio nazistas. Na carta enviada no domingo, 10, e …

O único problema de ser filho único é o estigma

Filhos únicos possuem uma péssima reputação. Quantas vezes você não observou algum pai ser criticado por escolher ter apenas um pimpolho? “Ele vai ficar mimado, muito sozinho, egoísta, etc. etc. etc”. É um senso comum. Parece, …

Epidemia mundial: Pneumonia mata uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos

O Dia Mundial da Pneumonia é comemorado em 12 de novembro. A data foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, …

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …

Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras

Stella tem 18 meses e, apesar de ser um cachorro, já sabe “falar” mais do que muitos humanos da sua idade. Através de uma máquina criada por sua tutora, o animal consegue se comunicar usando …

Saída de Lula da prisão pode ser “oportunidade” para Bolsonaro, diz especialista ao Le Monde

O jornal Le Monde deste domingo e segunda-feira, feriado em que a França comemora o Armistício da Primeira Guerra Mundial, traz uma reportagem de página inteira sobre a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da …

Evo Morales deixa a Bolívia rumo ao México

O agora ex-presidente Evo Morales deixou a Bolívia na noite desta segunda-feira (11) e pegou um avião em direção ao México. Em comunicado via Twitter, Evo Morales disse que estava agradecido ao México por ter lhe …

Turquia repatria jihadistas estrangeiros do "Estado Islâmico"

A Turquia começou a repatriar nesta segunda-feira (11/11) jihadistas estrangeiros do grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) que foram capturados no norte da Síria. Um alemão, um dinamarquês e um americano foram os primeiros deportados por …