Ainda há esperança: o genoma do coala pode ser crucial na salvação da espécie

Uma equipe internacional de cientistas identificou mais de 26 mil genes do coala que podem se transformar em pistas preciosas para o desenvolvimento de vacinas e outras soluções que ajudem a salvar a espécie.

Os pesquisadores, que fazem parte do Koala Genome Consortium, sequenciaram mais de 3,4 bilhões de pares de bases do DNA e mais de 26 mil genes no genoma do coala. Essa espécie foi classificada pelo governo australiano como “vulnerável” em 2012 em várias regiões do país, onde a sua sobrevivência era ameaçada pela urbanização e doenças.

O trabalho, publicado recentemente na Nature Genetics, pode ajudar os cientistas a evitar procedimentos invasivos na pesquisa da biologia dos marsupiais. “Estamos agora em uma ótima posição para desenvolver vacinas melhores para tratar os animais” disse à Reuters Katherine Belov, professora na Universidade de Sydney e uma das autoras do artigo.

Segundo o jornal Público, uma das aplicações imediatas desse estudo poderia ser uma vacina para a clamídia, uma doença sexualmente transmissível que tem afetado esses marsupiais, em muitos casos de forma fatal.

Quando o problema da clamídia não é tratado, os coalas podem ficar cegos, desenvolver inflamações graves na bexiga, ficar inférteis e até mesmo morrer. Por sua vez, o tratamento com antibióticos torna muito difícil a digestão das folhas de eucalipto, essenciais na dieta desses animais.

A pesquisa permitiu identificar detalhadamente os genes do sistema imunológico dos coalas, reunindo informação que seria útil para atacar o problema com novas estratégias, como vacinas.

Além da clamídia, o retrovírus do coala (KoRV) é também uma preocupação, mas, por enquanto, sabe-se muito pouco sobre a enfermidade.

“O genoma completo do coala tem sido fundamental para mostrar que um só coala pode ter muitas (mais de uma centena) inserções do KoRV no seu genoma, incluindo muitas versões do KoRV”, explica Peter Timms, da Universidade de Sunshine Coast, em Queensland, citado pelo jornal.

As informações que estão agora nas mãos dos cientistas permitirão determinar quais as estirpes do KoRV que são mais perigosas e ajudar no desenvolvimento de uma vacina.

A sequência do genoma do coala é um passo significativo na ciência na medida em que representa o mais completo genoma marsupial até o momento. Além disso, fornece ainda dados sobre a biologia única do coala que podem ajudar no tratamento de doenças e melhorar os esforços de conservação dessa espécie.

O genoma dos coalas também pode ser a chave para programas de reprodução.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senado oficializa criação da CPI da Pandemia

Presidente do Senado diz que foco deve estar nas ações e omissões do governo federal e no repasse de recursos da União para estados e municípios. STF julgará determinação do ministro Barroso que ordenou abertura …

Bernie Madoff, maior golpista da história, morre em prisão norte-americana, diz relato

Bernard Madoff, o ex-financista que realizou a maior fraude de investimento na história dos Estados Unidos, morreu aos 82 anos de idade, de acordo com relatos da mídia. Em 2009, o notório financista recebeu uma sentença …

Salvator Mundi, obra mais cara de Da Vinci avaliada em R$2,6 bi, é vista em iate de príncipe

A obra de arte mais cara do mundo é ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci. Com valor estimado em mais de 400 milhões de dólares ou superior aos 2,6 bilhões de reais, seu paradeiro …

Variante indiana da Covid-19 se propaga mais rápido e é menos detectada por testes PCR

A Índia enfrenta a pior onda de contaminações da Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 165 mil casos registrados nas últimas 24 horas: duas vezes mais do que no último pico, em …

Tipo sanguíneo não afeta risco de contrair COVID-19, diz novo estudo

Um estudo buscou entender se determinados tipos sanguíneos trazem mais riscos de contrair a COVID-19, e concluiu que não é o caso. Com a pandemia, muito se questiona em relação ao comportamento da COVID-19 em nosso …

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …

Covid-19: Médicos pressionam governo francês para aumentar controles de pessoas vindas do Brasil

Especialistas acreditam que medidas do governo francês para frear entrada de variante P1 no país são insuficientes e pressionam para aumento de controles de passageiros provenientes do Brasil nos aeroportos ou pela suspensão dos …