Gestão da pandemia de Covid-19 no Brasil é criticada pela imprensa internacional

Fernando Frazão / Agencia Brasil

Jair Bolsonaro

O Brasil ultrapassou a barra simbólica de mil mortos por dia vítimas da Covid-19 e se tornou o novo epicentro da doença. A gestão da pandemia no país preocupa a comunidade internacional e é destaque em jornais pelo mundo afora.

O Brasil não para de registrar tristes recordes na progressão da pandemia”, relata a emissora France Info em seu site, que traz nesta quarta-feira (20) o último balanço da evolução da doença no país. “Mas os dados divulgados até agora seriam subestimados, já que não há testes suficientes no país e o número real de doentes poderia ser 15 vezes maior”, alertam os jornalistas franceses.

O jornal Le Parisien é mais categórico e diz que se esse ritmo de contaminação continuar, “o Brasil poderá registrar uma aceleração da pandemia”.

Fora da França, o jornal britânico The Guardian fala dos hospitais saturados no Rio de Janeiro e São Paulo e lembra que o Brasil já ultrapassou o Grã-Bretanha e se tornou o terceiro país com o maior número de infecções confirmadas.

Já o canal de televisão norte-americano CNN critica a posição do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que “continua descartando a ameaça do vírus, dizendo que quarentena e bloqueios podem ter um impacto pior na economia brasileira”.

Pressão de Bolsonaro para uso da cloroquina

A imprensa internacional também se interessa pela estratégia de tratamentos sugerida por Bolsonaro. “O líder populista apontou a cloroquina como uma droga potencial contra o novo coronavírus – como seu colega americano, Trump”, relata o canal de televisão CNN. O francês Le Parisien completa, explicando que “o presidente é um fervente partidário [do uso dessa molécula], mesmo se sua eficácia não foi provada por nenhum estudo cientifico irrefutável e que a cloroquina pode provocar vários efeitos colaterais, entre eles problemas cardíacos”.

O que chama a atenção da imprensa internacional é que Brasília pretende generalizar o uso da molécula, inclusive em pacientes que desenvolveram uma forma menos severa da doença.

“A maioria dos grandes países atingidos pela pandemia, como Estados Unidos e França, autorizaram o uso da hidroxicloroquina, um derivado da cloroquina, apenas como parte de testes clínicos ou em hospitais, para casos graves, após uma decisão coletiva dos médicos”, alerta a revista francesa Le Point em um artigo intitulado “Cloroquina generalizada sob a pressão de Bolsonaro”.

Mesmo tom no Courrier International, que relata a piada feita pelo chefe de Estado sobre o tratamento, no mesmo dia em que o país alcançava a barra simbólica de mil mortos vítimas da Covid-19. “Quem é de direita toma cloroquina, quem é esquerda, Tubaína”, ironizou Bolsonaro.

Além da questão de um potencial tratamento, o jornal suíço Le Temps traz uma longa reportagem feita por sua correspondente em São Paulo, que aponta falhas no início da luta contra o vírus no Brasil.

Somente dois meses e meio após a confirmação do primeiro caso, em 26 de fevereiro, São Paulo, o estado mais atingido, anunciou uma política de testes em massa”. Ela ressalta que no restante do país a situação também é difícil, em razão da falta de coordenação dos esforços em uma nação de contrastes e dimensões continentais.

“O Brasil é o único país com mais de 100 milhões de habitantes dotado de uma rede de serviço público de saúde disponível para toda a população”, elogia a correspondente. “Mas esse famoso SUS, do qual dependem 75% dos brasileiros, é cronicamente subfinanciada e já era subdimensionado bem antes da pandemia. As vezes há leitos, mas não há pessoal qualificado”, pondera a jornalista do Le Temps.

Valsa de ministros

O jornal suíço, como váriou outros veículos internacionais, acompanhou a valsa de ministros da Saúde nos últimos dias. Le Temps explica que a pasta está disponível após a saída de Nelson Teich e Luiz Henrique Mandetta, que se recusaram a seguir a estratégia de uso indiscriminado da cloroquina, como tenta impor Bolsonaro. “O próximo titular da pasta deverá se dobrar à essa exigência”, comenta a correspondente do Le Temps .

O italiano Corriere Della Serra também fala da dança das cadeiras de ministros e diz em título que “o Brasil vive um caos político”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …