A Grande Pirâmide de Gizé é, na verdade, assimétrica

Hostelworld.com

Pirâmides do Egito

É uma das estruturas mais fascinantes e bem construídas da nossa existência, mas os cientistas mostraram que as Pirâmides de Gizé são, na verdade, assimétricas, graças a um erro que os construtores fizeram há 4.500 anos.

O erro fez com que o lado oeste da pirâmide fosse ligeiramente maior do que o leste, criando uma base que não é perfeitamente quadrada, apesar do fato de parecerem assim.

A descoberta foi feita em 2016, quando os pesquisadores da fundação de pesquisa Glen Dash, com sede nos EUA, e do Ancient Egypt Research Associates (AERA) estudavam a magnífica estrutura de forma a compreender melhor as dimensões originais.

Há muito tempo, quando as pirâmides foram construídas, há 4.500 anos, sob as regras do faraó Khufu, as pirâmides estavam revestidas em calcário branco. Com o passar dos anos, o calcário foi retirado, provavelmente para outros projetos de construção, deixando a estrutura que conhecemos atualmente.

“A maioria das pedras de revestimento foi removida há centenas de anos para material de construção e deixou a pirâmide que conhecemos hoje, sem o revestimento original”, explicou Glen Dash, da Fundação de Pesquisa Glen Dash.

Para entender como era a Grande Pirâmide de Gizé antes de ficar sem o revestimento, as equipes a mediram – uma tarefa que é muito mais fácil dita do que feita.

O primeiro passo foi encontrar pontos na pirâmide onde as pedras exteriores – ou “revestimento” – estariam provavelmente posicionadas, procurando marcas e examinando a base em que a pirâmide foi construída. A equipe encontrou 84 pontos que marcam os limites originais da construção.

Estes pontos foram preenchidos em uma grelha para que os pesquisadores pudessem usar uma técnica chamada regressão linear para calcular os comprimentos de cada lado. Os cientistas então descobriram que a pirâmide já mediu 230.295 – 230.373 metros de comprimento, mas o lado oeste media entre 230.378 – 230.436 metros, significando uma diferença de 14.1 centímetros.

Apesar de não ser um erro gigante, e a pirâmide nem parecer “torta” devido ao erro, significa que alguém se enganou durante todos estes anos. Dito isso, a equipe continua perplexa com a forma como antigos construtores chegaram tão perto da perfeição.

“Os dados mostram que os egípcios possuíam habilidades notáveis para o seu tempo”, explicou Dash. “Apenas podemos especular sobre como os egípcios estabeleceram essas linhas com tanta precisão usando apenas as ferramentas que tinham disponíveis na época”.

Para construir os monumentos, os construtores provavelmente apresentaram o design da pirâmide em algum tipo de grelha e aplicaram ao chão durante a construção, apesar de a equipe dizer que são necessárias mais pesquisas para descobrir como de fato isso ocorreu.

“Esperamos eventualmente descobrir como os egípcios apresentaram a pirâmide com tanta precisão e, ao fazê-lo, esperamos aprender mais sobre as ferramentas e tecnologias de que dispunham”, disse Dash.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Morreu Kobe Bryant, um dos maiores astros da NBA

Neste domingo (26), o astro do basquete norte-americano, Kobe Bryant, faleceu em acidente de helicóptero, na cidade de Los Angeles, nos EUA. Autoridades e testemunhas levantam as primeiras hipóteses sobre a causa da queda. O lendário …

Coronavírus terá impacto no PIB chinês e na economia global

A nova epidemia de coronavírus é um balde de água fria na cabeça do mundo. A começar pelos chineses. Em 2003, o último vírus mortal se propagando pelo mundo inteiro – o SARS – …

Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie

Consideradas os seres vivos mais importantes do planeta, as abelhas são animais insubstituíveis, dos quais dependemos para viver. No entanto, nas últimas décadas, devido ao aquecimento global e o uso execessivo de pesticidas, elas estão …

Cientistas finalmente descobriram como capturar o espectro todo da luz solar para gerar hidrogênio

Pela primeira vez, cientistas da Universidade Estadual de Ohio (EUA) desenvolveram uma molécula que é capaz de coletar a energia de todo o espectro da luz solar. O processo, 50% mais eficiente que as atuais …

Você agora pode ouvir a voz de uma múmia de 3 mil anos

Com uso de tomografia computadorizada, impressão 3D e laringe eletrônica, pesquisadores do Reino Unido reconstruíram o trato vocal de uma múmia egípcia. Para a realização do projeto que teve início em 2013, foi preciso combinar medicina, …

Krakatoa, o inferno de Java: a erupção há 137 anos que foi sentida no planeta inteiro

Em 1883, o mundo presenciou um evento natural tão bombástico e violento que pôde ser notado de alguma forma por praticamente todos os habitantes do planeta. A erupção do vulcão Krakatoa, na Indonésia, lançou detritos a …

Educação e confiança fazem da Dinamarca país menos corrupto do mundo

Imagine poder almoçar tranquilamente num restaurante ou fazer compras enquanto deixa o seu bebê no carrinho, estacionado do lado de fora na calçada. Essa cena, que faz parte do cotidiano dos dinamarqueses, só é …

Brasil adianta ponteiros do Relógio do Juízo Final

O Relógio do Juízo Final teve seus ponteiros ajustados nesta quinta-feira (23/01) para a marca de apenas 100 segundos para a meia-noite, simbolizando o maior perigo para a humanidade registrado desde criação do dispositivo em …

Estudo comprova ligação entre estresse e cabelos brancos

Pesquisadores brasileiros e americanos investigaram processo de embranquecimento dos cabelos e concluem que estresse leva à liberação de substância que pode danificar células-tronco regeneradoras de pigmentos. Quando Maria Antonieta foi capturada durante a Revolução Francesa, consta …