Vírus do herpes pode ser responsável por mais de metade dos casos de Alzheimer

Elisa Paolini / Flickr

Um estudo recente indica que o número de casos de demência é muito maior em pessoas infectadas pelo vírus do herpes e que o tratamento antiviral contra o herpes pode ajudar a diminuir esse risco no futuro.

Mais de 30 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem do mal de Alzheimer – a forma mais comum de demência.

Não há cura para essa condição, no entanto, uma pesquisa, liderada por Ruth Itzhaki e publicada este mês na revista científica Frontiers in Aging Neuroscience, sugere que o vírus do herpes está ligado a metade de todos os casos de Alzheimer.

O estudo explica ainda que várias pesquisas realizadas em Taiwan, entre 2017 e 2018, deram conta de que certos medicamentos antivirais, administrados a pacientes com infecções graves pelo vírus do herpes, reduziram em grande escala o risco de demência nesses doentes.

Itzhaki, da Universidade de Manchester, na Inglaterra, adianta que os resultados “incluem evidências de que o risco de demência senil é muito maior naqueles que estão infectados com o vírus do herpes simples”.

Além disso, continua, “o tratamento antiviral contra o herpes provoca uma diminuição drástica no número de pessoas gravemente afetadas por HSV1 que, mais tarde, desenvolvem demência”.

De acordo com a revista Visão, a maioria das pessoas é infectada pelo vírus do herpes simples 1 – o HSV1 – que é particularmente infeccioso para as células da mucosa oral, e que é comumente conhecido por herpes labial.

Diz a pesquisadora que essa estirpe pode estar por trás de mais de metade de todos os casos de Alzheimer.

Segundo a especialista, o vírus alimenta proteínas beta-amiloides, que são geralmente observadas no cérebro de pessoas com Alzheimer, e ele próprio causa depósitos proteicos característicos da doença – uma espécie de placas entre os neurônios e as ligações dentro deles.

“As principais proteínas dessas placas e ligações se acumulam também em culturas de células infectadas pelo HSV1 e medicamentos antivirais podem prevenir isso”, afirma Itzhaki, que investigou a ligação durante 25 anos.

O HSV1 infecta a maioria das pessoas na infância e permanece dormente no sistema nervoso periférico. Ocasionalmente, quando uma pessoa está nervosa, o vírus é ativado, causando herpes labial.

Trabalhos anteriores, conduzidos pela mesma pesquisadora, mostraram que o herpes labial é mais comum em pessoas portadoras de uma mutação genética, o alelo APOE-ε4, que também aumenta o risco de Alzheimer.

Quando se torna repetidamente ativo no cérebro, o vírus pode causar danos cumulativos. O estudo adianta que a probabilidade de desenvolver a doença de Alzheimer é 12 vezes maior nos portadores de APOE-ε4 que têm HSV1 no cérebro do que para aqueles que não possuem nenhum fator.

Dessa forma, os cientistas acreditam que o HSV1 é um dos principais fatores que contribuem para o mal de Alzheimer e que o vírus está mais presente no cérebro de pessoas idosas à medida que o sistema imunológico diminui com a idade.

De acordo com a Conversation, os dados mais recentes sugerem que agentes antivirais podem ser usados ​​para tratar o mal de Alzheimer, isto porque os principais agentes antivirais impedem a formação de novos vírus, limitando assim os danos virais.

É importante ressalvar, todavia, que os estudos, incluindo este mais recente, mostram apenas uma associação entre o vírus do herpes e o Alzheimer, não ficando provado que o vírus é uma causa real.

Várias organizações que estudam demência já reagiram às conclusões, frisando a necessidade de mais pesquisas que comprovem a conexão e a realização de ensaios clínicos em humanos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …

Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro no Brasil

Como diretor do Instituto Butantan desde 2017, Dimas Covas sempre precisou aliar o conhecimento técnico e científico com as particularidades do mundo político que, na visão dele, não parecem seguir uma lógica. E essa necessidade se …

Escalada de violência entre israelitas e palestinianos já fez mais de 100 mortos

O conflito entre israelitas e palestinianos subiu de tom na madrugada de hoje, com o Exército israelita a bombardear a faixa de Gaza. Desde segunda-feira já morreram 119 palestinianos nestes ataques, entre eles 31 …