Jovem estuprada pelo irmão e presa por abortar será libertada

A adolescente de 15 anos, que abortou depois de ter sido estuprada oito vezes pelo irmão dois anos mais velho e condenada a seis meses de prisão, será libertada.

Segundo o The Guardian, um tribunal indonésio aprovou o recurso interposto pela adolescente de 15 anos, estuprada oito vezes pelo irmão dois anos mais velho, que tinha sido condenada a seis meses de prisão por ter feito um aborto ilegal.

A decisão do Supremo Tribunal de Jambi, província de Sumatra, fará com que a jovem possa ser libertada nos próximos dias. O juiz considerou que, embora tenha se tratado de um aborto ilegal, as circunstâncias do caso justificam a libertação.

“O painel de juízes determina que, apesar de a acusada ter de fato feito um aborto, foi feito em circunstâncias de grande provação“, disse o porta-voz do Supremo, Hasoloan Sianturi, citado pelo jornal britânico.

Os estupros aconteceram desde setembro de 2017, tendo o irmão sido também julgado e condenado a dois anos de prisão pelos abusos sexuais. Segundo a imprensa local, o irmão admitiu que obrigou a jovem a ter relações, ameaçando machucá-la fisicamente se recusasse.

O caso foi descoberto pelas autoridades depois de ter sido encontrado um feto morto em uma plantação de óleo de palma perto da aldeia de Pulau. Os dois irmãos foram detidos em junho.

O aborto é permitido na Indonésia nos casos de estupro, e especialmente se a saúde da mulher estiver em risco, mas tem que ser realizado até um mês e meio de gestação e realizado por profissionais de saúde.

A adolescente contou ao tribunal que o aborto aconteceu quando estava sozinha em casa, depois de beber uma mistura de ervas de açafrão e de sal para tratar dores de estômago. De acordo com uma fonte judicial, a jovem, que já estava grávida de sete meses, foi ajudada pela mãe, que também enfrenta acusações.

O caso intensificou o debate sobre os direitos das mulheres no país. Em declarações ao diário, Damai Idianto, advogado da jovem, disse estar “muito contente” com a decisão do tribunal.

Agora, as atenções se concentram na mãe da adolescente. Ida Zubaidah, da associação de defesa dos direitos das mulheres Beranda Perempuan, aplaude a decisão, mas pediu às autoridades que retirem as acusações contra a progenitora, que está presa por supostamente ter ajudado a filha a pôr fim à gravidez.

“Agradecemos toda a solidariedade e apoio que temos recebido neste caso e contentes pelo fato de os juízes terem decidido com justiça. Mas agora é preciso unirmos esforços para ajudá-la a se recuperar do trauma e para libertar a mãe da menina“.

Na terça-feira, a menor ainda estava presa, mas em uma residência para onde tinha sido transferida da prisão, onde também está o irmão, devido à onda de revolta provocada pelo caso. A jovem, que passa por uma depressão e crises de ansiedade por estar separada da mãe, encontra-se em assistência psicológica.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …