Maduro compara “inquisição” contra venezuelanos à perseguição dos judeus

Marcos Oliveira / Agência Senado

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta terça-feira (17) que há uma “campanha de inquisição” contra os venezuelanos, comparando a situação à perseguição dos judeus liderada pelo ditador Adolf Hitler. 

De acordo com Maduro, países como Brasil, Colômbia, Panamá, Argentina, Equador e Peru fazem parte da suposta campanha contra o povo venezuelano.

“As oligarquias midiáticas destes países iniciaram uma campanha de inquisição que eu comparo, e peço desculpas se alguém se incomoda com a comparação, com a perseguição de Hitler contra o povo judeu, que terminou com 6 milhões de judeus mortos”, disse.

Em entrevista coletiva, Maduro disse que os venezuelanos que migraram para Buenos Aires, Lima e Quito foram escravizados, enquanto os que foram para Roraima, Colômbia e Panamá têm sido perseguidos.

“Muitas das coisas que dizem sobre a Venezuela e sobre os venezuelanos nestes países, de forma inocente, foram ditas sobre os judeus: “os venezuelanos são culpados disso, daquilo, os venezuelanos são culpados de tudo“, exemplificou.

Para Maduro, na Colômbia está sendo feita uma “campanha diária” de xenofobia, ódio e desprezo contra os venezuelanos. O presidente culpou também as agências internacionais e as redes sociais pela “campanha” contra o país.

O governante disse que todos os que falam de uma “crise migratória” citam a mesma fonte “não identificada” do Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), afirmando que é uma crise “criada”.

Dados divulgados pela ONU indicam que 2,3 milhões de venezuelanos fugiram do país natal desde 2014, devido à grave crise econômica do país, rumo ao Brasil, Colômbia, Equador e Peru. O governo venezuelano negou esse êxodo e, segundo Maduro, estas são “campanhas de mentiras que têm um objetivo: interferir na Venezuela”.

Na semana passada, Maduro insistiu que é alvo de uma campanha internacional enganadora, que tem como propósito justificar uma intervenção militar e política.

O presidente da Venezuela negou reiteradamente a crise do país, afirmando que há venezuelanos que se deixam seduzir por essa campanha e abandonam o país devido à crise econômica, mas que migram de bolsos “cheios de dólares”.

Ciberia // EFE / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …

Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê

Não se engane ao achar que o corpo humano não está em constante evolução. Pesquisadores australianos descobriram recentemente que o nosso organismo parece estar, aos poucos, desenvolvendo uma nova artéria no braço: a artéria mediana. Esse …