Bizarro mecanismo em vermes pode nos ajudar a enganar a morte

Pela primeira vez, os cientistas observaram o fenômeno do rigor mortis – a “rigidez da morte” – se apoderando de vermes moribundos. Mas parece que os vermes conseguem voltar atrás e enganar a morte.

“O que realmente nos surpreendeu no início foi que o rigor mortis em vermes começa enquanto ainda estão vivos“, explica o biólogo molecular Evgeniy Galimov, do University College, em Londres. O estudo foi publicado na semana passada nos Cell Reports.

Nos humanos, a morte acontece quando o coração para de bater e nosso cérebro deixa de funcionar – mas nossos processos fisiológicos não possuem equivalentes exatos nos minúsculos Caenorhabditis elegans, e é por isso que o “ceifeiro” tem que abordar as coisas de forma um pouco diferente aqui.

“A morte por insuficiência circulatória, como nos mamíferos, não acontece nos C. elegans”, diz Galimov. “Os vermes são tão pequenos que não precisam de um sistema circulatório para obter oxigênio para a respiração”.

Em 2013, membros da mesma equipe de pesquisa descobriram o “aspecto” da morte neste nematoide transparente, capturando uma notável “explosão de fluorescência azul intensa”, que ondula através de seus corpos à medida que as células morrem.

Desta vez, os pesquisadores mergulharam mais profundamente, descobrindo que a onda azul de necrose é acoplada a um rigidez do tipo rigor mortis, enquanto os músculos do verme se restringem em uma contração final de morte – mesmo que o resto do corpo continue se mexendo como se nada de especial estivesse ocorrendo.

O problema aqui é o cálcio. À medida que a morte se espalha pelo corpo, as células moribundas desencadeiam a morte das células adjacentes, liberando produtos químicos, e no momento em que a onda imparável atinge o intestino, a fluorescência azul é gerada por uma explosão de ácido antranílico.

“É como um ‘ceifeiro’ azul, rastreando a morte à medida que ela se espalha por todo o organismo até que toda a vida acabe”, explicou David Gems, membro da equipe.

Provavelmente, você deve estar se perguntando o que a morte do verme tem a ver com a mortalidade humana.

Essa é uma excelente pergunta, e é algo que a equipe também quer saber. Embora existam muitas diferenças entre os corpos humanos e os nematoides, também existem semelhanças e, se pudermos obter o suficiente sobre quais são, isso poderia nos ajudar a entender formas de prevenir a morte.

No centro do quebra-cabeças está a ATP (trifosfato de adenosina), unidade molecular de transferência de energia encontrada em todos os seres vivos.

As células liberam o cálcio mortal quando a ATP se esgota, mas ainda não está claro exatamente como, por que e quando os níveis de ATP caem, e em que ponto a morte em um organismo se torna inevitável.

Neste estudo, os níveis de ATP não diminuíram significativamente até que os nematoides estivessem muito próximos da morte, o que poderia nos ajudar- a entender mais sobre a senescência – como nossos corpos se deterioram com a idade.

“Descobrir a rigor mortis em vermes é emocionante, pois destaca um passo fundamental na cadeia de eventos desde a idade adulta saudável até a morte por velhice”, diz Gem. “Isso nos ajuda a entender a morte nos seres humanos, e talvez no futuro para evitar a morte em pacientes fatalmente doentes”.

Antes de chegar lá, porém, há muito mais pesquisas a serem feitas. O que mais os C. elegans podem nos contar sobre os processos de morte do organismo? Eles podem ser modificados? Talvez até resistir.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Professora diz aos alunos que o Papai Noel não existe (e é demitida)

Uma professora substituta, em uma cidade norte-americana, já não vai voltar a ser chamada para dar aulas – além do Papai Noel, ela também “matou” o Coelhinho da Páscoa e a Fada do Dente. Por todo …

Maior quebra-cabeças do mundo é uma ilha congelada na Rússia

Localizado entre o Oceano Ártico e os mares gelados do norte da Sibéria, o aglomerado de rochas, conhecidas como as Ilhas da Nova Sibéria, é frio e remoto. As ilhas são uma tela quase desabitada coberta …

O melhor amigo do homem é a solução para a depressão

Há muito tempo se ouve pessoas dizerem, mas a Ciência acaba de comprovar: o cão é mesmo o melhor amigo do homem, sobretudo quando este sofre de depressão. De acordo com um novo estudo, realizado por …

O arroz “esconde” um perigo para o corpo humano

O arroz, grão amplamente utilizado por todo o mundo como parte essencial da dieta alimentar humana, pode acumular grandes quantidades de arsênico e outras toxinas, a maioria das quais entra no corpo durante a digestão. A …

Teste experimental detecta câncer em apenas 10 minutos

Cientistas australianos desenvolveram um novo teste capaz de detectar câncer em apenas 10 minutos, utilizando o DNA obtido através de uma amostra de sangue. A detecção precoce tem melhorado significativamente o prognóstico do câncer. Por esse …

Nova regra em Wall Street: evitar mulheres a todo o custo

Os homens de Wall Street estão adotando certos comportamentos para afastar as mulheres da esfera econômica após o surgimento do movimento #MeToo. Evitam jantares com colegas de trabalho, não se sentam ao lado de mulheres nos …

Cientistas encontram a água mais estranha de todo o Sistema Solar

Febe, um dos satélites de Saturno, tem a água mais incomum do Sistema Solar, apontou um novo estudo realizado por uma equipe de cientistas do Instituto de Ciência Planetária de Tucson, no estado norte-americano do …

Linguagem anti-animal: PETA quer acabar com o pau e atirar peixe ao gato

E se fosse proibido dizer “agarrar o touro pelos chifres”? A associação de defesa dos animais PETA quer eliminar da linguagem cotidiana expressões que ofendem várias espécies, dando como alternativas expressões pet-friendly. Há várias expressões que …

Pântanos nos EUA ganham cores do arco-íris (e já há explicação)

Um arco-íris pareceu baixar do céu e se instalar nas águas de um pântano do parque First Landing State, no estado da Virgínia, Estados Unidos. A fotografia, postada por Brent Rosse no Instagram, mostra o …

Duterte encoraja matar bispos católicos das Filipinas porque "são inúteis"

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, atacou de novo os bispos católicos ao afirmar que eles "são inúteis" e encorajou matá-los, em um país onde 85% da população é católica. "Os bispos de vocês, matem-nos. Esses …