Milhares de londrinos pedem um segundo referendo sobre o Brexit

Mais de meio milhão de pessoas participaram neste sábado (20) na “maior manifestação sobre o Brexit” para exigir um referendo sobre o acordo final entre a Grã-Bretanha e a União Europeia (UE), que continua sendo negociado a apenas cinco meses do prazo para a saída do país do bloco.

“Esta também foi a maior manifestação dos últimos anos. Antes, somente um protesto contra a guerra do Iraque em 2003 havia reunido tantas pessoas”, comemorou a “People’s Vote”, movimento que defende uma “votação popular” e que agrupa muitas associações pró-UE.

De acordo com o movimento, 570.000 pessoas participaram na manifestação. A polícia britânica não divulgou uma estimativa. Em um dia ensolarado, os manifestantes de todo o país seguiram até o Parlamento britânico, depois de passar pelo bairro dos ministérios.

Entre eles estavam muitos cidadão europeus, representados pelo “The3Million”, grupo de lobby que defende os interesses de cerca de 3,4 milhões de cidadão europeus que vivem no Reino Unido. A última grande marcha até o Parlamento britânico para pedir um novo referendo reuniu quase 100.000 pessoas em junho.

Missão Impossível

O protesto reuniu uma multidão com a difícil tarefa de convencer a primeira-ministra britânica Theresa May a convocar um segundo referendo sobre os resultados de suas negociações com Bruxelas.

Apesar do ambiente festivo, a mensagem é séria: o Brexit que seus partidários prometeram antes do referendo de junho de 2016 – onde ganhou por 52% – não tem nada a ver com o que está sendo negociado agora.

Os organizadores também acreditam que os britânicos que votaram a favor do Brexit agora mudariam de posição por estarem cientes das reais consequências da saída da UE.

“Creio que as pessoas erraram de várias maneiras”, disse o empresário Peter Hancock, entrevistado pela AFP, enquanto amarra uma bandeira europeia em volta do pescoço do seu cão pastor. “Queremos continuar sendo europeus‘, acrescentou sua esposa Julie. “Não vemos os benefícios” do Brexit, disse.

Mas a primeira-ministra já deixou claro que não tem nenhuma intenção de permitir uma nova consulta aos cidadãos sobre a questão. “Não vai acontecer um segundo referendo. As pessoas votaram e este governo vai fazer o Brexit”, afirmou durante a semana.

A poucos meses do Brexit, previsto para 29 de março de 2019, as negociações entre Londres e Bruxelas estão bloqueadas, em especial sobre o tema da fronteira na ilha da Irlanda. Além disso, os organizadores do protesto destacaram que persiste a incerteza sobre a maneira como o Reino Unido abandonará a UE.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …