Novo implante cerebral transforma pensamentos em fala

University of California, San Francisco

Gopala Anumanchipalli, neurologista da U.C.S.F., com uma matriz de eletrodos semelhante ao usado no estudo

Cientistas da Universidade da Califórnia em São Francisco (EUA) desenvolveram um implante cerebral que pode ler a mente das pessoas e transformar seus pensamentos em fala.

A descoberta pode ajudar pessoas com doenças que impactam sua capacidade de falar, como lesões cerebrais, câncer de garganta, alguns tipos de derrame e doenças neurodegenerativas como Parkinson e esclerose múltipla.

Um artigo sobre a pesquisa foi publicado esta quarta-feira (24) na revista científica Nature. A tecnologia, que os cientistas dizem que é muito entusiasmante, funciona em dois estágios.

Primeiro, um eletrodo é implantado no cérebro para captar os sinais elétricos que manobram os lábios, a língua, a laringe e a mandíbula. Seguidamente, um tipo de computação poderoso é usado para simular como os movimentos da boca e da garganta formam sons diferentes. Isso resulta em uma fala sintetizada saindo de um “trato vocal virtual”.

Os pesquisadores realizaram experimentos com cinco pacientes que estavam no hospital sendo avaliados para cirurgia de epilepsia. Os participantes do estudo foram orientados a não realizar movimentos específicos da boca, apenas ler algumas frases. A ideia era traduzir atos de fala naturais em movimentos em si.

O resultado não é perfeito. Ouvintes foram capazes de discernir o que estava sendo falado em até 70% do tempo, quando receberam uma lista de palavras para escolher.

Você pode ouvir uma gravação da fala sintetizada abaixo. A frase está em inglês: “The proof you are seeking is not available in books”, que significa “A prova que você está procurando não está disponível nos livros”.

Outros estudos tentaram traduzir pensamentos em fala “vasculhando” o cérebro em busca dos padrões de sinais elétricos que codificam para cada palavra. Estas pesquisas tiveram sucesso limitado. Ao se concentrar no formato da boca e nos sons que esses formatos produzem, os cientistas do novo estudo alcançaram um resultado eficaz inédito.

Segundo Edward Chang, um dos pesquisadores, “pela primeira vez, demonstramos que podemos gerar frases orais inteiras baseadas na atividade cerebral de um indivíduo. Esta é uma estimulante prova de princípio de que, com a tecnologia que já está ao nosso alcance, devemos ser capazes de construir um dispositivo que seja clinicamente viável em pacientes com perda de fala”.

Uma ressalva é que a tecnologia depende do funcionamento correto das partes do cérebro que controlam os lábios, a língua, a laringe e a mandíbula. Assim, pacientes com alguns tipos de derrame, por exemplo, não poderiam se beneficiar. “Esta não é uma solução para todos que não podem se comunicar”, explica Chang.

Há também uma perspectiva mais distante de ajudar pessoas que nunca falaram, incluindo algumas crianças com paralisia cerebral. Tais pacientes poderiam aprender a se comunicar oralmente com esse tipo de dispositivo.

Será que essa tecnologia poderia ser usada de forma nefasta para ler pensamentos particulares? No momento, é muito difícil.  “Nós tentamos ver se é realmente possível decodificar apenas pensamentos. E acontece que é um problema muito desafiador. Essa é apenas uma das razões pelas quais, dentre muitas, nos concentramos no que as pessoas estão realmente tentando dizer”, disse Chang.

Contudo, alguns cientistas argumentam que há um debate ético sobre as tecnologias de interface cérebro-máquina que leem a mente.

Embora o novo estudo seja promissor e ofereça esperanças a pacientes com problemas de fala, ainda está em estágios iniciais e, portanto, distante de aplicações clínicas.

Ciberia // HypeScience / BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …