Ocupantes de prédio abandonado há quase 30 anos são condenadas a pagar multa em Curitiba

Tomaz Silva / Agência Brasil

-

A Justiça Federal determinou que duas integrantes de movimentos por moradia popular paguem uma multa pela ocupação de um prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), abandonado há quase 30 anos. Hilma de Lourdes Santos e Maria das Graças de Souza terão que pagar quase R$ 2 mil, além de prestar trabalhos comunitários. 

O imóvel está localizado no Centro da capital dos paranaenses e foi ocupado por cerca de 120 famílias em abril de 2015.  Na época da ocupação, o local abrigava apenas materiais inutilizados do Instituto, como cadeiras e computadores quebrados. As pessoas tiveram que sair do local duas semanas depois, após uma liminar de despejo.

Mesmo após a saída dos ocupantes, a Polícia Federal abriu um inquérito para apurar a responsabilidade de lideranças da União Nacional por Moradia Popular (UNMP) e do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) no caso.

Segundo Maria das Graças, coordenadora da UNMP no Paraná, a determinação da 14ª Vara do Juizado Especial Federal foi dada sem que as duas militantes fossem ouvidas.

Fomos condenadas já no primeiro momento a pagar uma multa, para encerrar o processo. O juiz hoje mal dá uma olhada, não conhece, não vai a fundo em um processo. Primeiro eles condenam, para depois julgar”, conta.

Integrante do Movimento Nacional de Luta pela Moradia, Hilma também diz que se surpreendeu com a decisão: “passei a ser criminalizada por lutar por um direito que é de todos”.

História antiga

Localizado na Rua Marechal Deodoro, no centro de Curitiba, o prédio do INSS já havia sido ocupado outras duas vezes em seis anos. Os movimentos sociais reivindicavam que o imóvel fosse destinado para moradia popular. Durante a primeira ocupação, em 2009, os ocupantes conseguiram um acordo para que o prédio fosse adquirido pelo Governo Federal para ser transformado em Habitação de Interesse Social.

Quando o imóvel foi liberado para a venda, uma negociação entre Superintendência do Patrimônio da União, Ministério das Cidades e o movimento de moradia acordou a compra de outro local.

O prédio anteriormente reivindicado deveria ser transformado em um Centro de Saúde para Servidores Públicos Federais. Com o acordo, um novo imóvel situado na Rua José Loureiro foi adquirido pela Superintendência do Patrimônio da União, por R$ 2,4 milhões.

No entanto, o novo prédio foi declarado impróprio para habitação. Com a falta de ações do poder público, o movimento de moradia voltou a ocupar o prédio, em 2011 e 2015. Apesar da reivindicação das famílias, Hilma fala que o local continua sem cumprir sua função social. “Ainda hoje está lá, como almoxarifado”, alega.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA:

Popular guru indiano é condenado à prisão perpétua por estuprar jovem

Um tribunal indiano condenou nesta quarta-feira à prisão perpétua o popular guru Asaram Bapu por ter estuprado uma menor, em meio a fortes medidas de segurança em vários estados para evitar distúrbios entre os seguidores …

Não às fake news: o Brasil não terá o inverno mais frio dos últimos 100 anos

“Quando a esmola é demais, o santo desconfia.” Certamente você já ouviu em algum momento de sua vida este ditado. Ele é muito valioso quando se trata de fake news. Termo do momento, inflado especialmente …

Finlândia desiste da experiência de rendimento básico universal

O projeto-piloto consistia em pagar a 2 mil desempregados um rendimento mensal de 560 euros, sem condições. Mas a experiência vai ficar por aqui. O primeiro país da Europa a implementar a ideia de um rendimento básico universal …

Com 12 anos, menino pega um trem, dois aviões e viaja sozinho até a Indonésia

Drew* é um menino de 12 anos, natural de Sydney, que não gostou de ouvir a mãe dizer não a uma viagem a Bali, na Indonésia. Sem aceitar, ele decidiu ir sozinho. Drew conseguiu cruzar meio …

Espécie de formiga explode para defender a colônia

Uma equipe internacional de cientistas identificou uma nova espécie de formiga kamikaze que explode, lançando um líquido para defender a sua colônia dos inimigos. Nas florestas do Bornéu, da Tailândia e da Malásia existem formigas que explodem …

Trump chama Kim de "honroso" e diz que quer vê-lo "o mais rápido possível"

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou nesta terça-feira (24) de "muito honroso" o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e disse que a Coreia do Norte comunicou aos Estados Unidos que quer que a reunião …

Dia da Liberdade: Portugal comemora a Revolução dos Cravos

Portugal comemora nesta quarta-feira (25) 44 anos da Revolução dos Cravos, como ficou conhecida a revolta que marcou o fim da ditadura do Estado Novo. Apesar de abalar as estruturas políticas e econômicas do país, …

Queijos mineiros levam 11 medalhas em prêmio na França

Existe uma disputa oculta, mas saudável entre mineiros e baianos para saber qual é a melhor cozinha do Brasil. Quando o assunto é queijo, não tem pra ninguém e Minas Gerais toma a dianteira como …

STF derruba decisão de enviar delação envolvendo Lula para Moro

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (24) derrubar a decisão individual do ministro Edson Fachin que determinou o envio de acusações de delatores da Odebrecht contra o ex-presidente Luiz Inácio …

Prisão perpétua para inventor que matou e esquartejou jornalista sueca no próprio submarino

O inventor dinamarquês Peter Madsen foi condenado nesta quarta-feira (25) a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall no seu submarino privado, em agosto de 2017, perto de Copenhague. O engenheiro autodidata Peter …