Ocupantes de prédio abandonado há quase 30 anos são condenadas a pagar multa em Curitiba

Tomaz Silva / Agência Brasil

-

A Justiça Federal determinou que duas integrantes de movimentos por moradia popular paguem uma multa pela ocupação de um prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), abandonado há quase 30 anos. Hilma de Lourdes Santos e Maria das Graças de Souza terão que pagar quase R$ 2 mil, além de prestar trabalhos comunitários. 

O imóvel está localizado no Centro da capital dos paranaenses e foi ocupado por cerca de 120 famílias em abril de 2015.  Na época da ocupação, o local abrigava apenas materiais inutilizados do Instituto, como cadeiras e computadores quebrados. As pessoas tiveram que sair do local duas semanas depois, após uma liminar de despejo.

Mesmo após a saída dos ocupantes, a Polícia Federal abriu um inquérito para apurar a responsabilidade de lideranças da União Nacional por Moradia Popular (UNMP) e do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) no caso.

Segundo Maria das Graças, coordenadora da UNMP no Paraná, a determinação da 14ª Vara do Juizado Especial Federal foi dada sem que as duas militantes fossem ouvidas.

Fomos condenadas já no primeiro momento a pagar uma multa, para encerrar o processo. O juiz hoje mal dá uma olhada, não conhece, não vai a fundo em um processo. Primeiro eles condenam, para depois julgar”, conta.

Integrante do Movimento Nacional de Luta pela Moradia, Hilma também diz que se surpreendeu com a decisão: “passei a ser criminalizada por lutar por um direito que é de todos”.

História antiga

Localizado na Rua Marechal Deodoro, no centro de Curitiba, o prédio do INSS já havia sido ocupado outras duas vezes em seis anos. Os movimentos sociais reivindicavam que o imóvel fosse destinado para moradia popular. Durante a primeira ocupação, em 2009, os ocupantes conseguiram um acordo para que o prédio fosse adquirido pelo Governo Federal para ser transformado em Habitação de Interesse Social.

Quando o imóvel foi liberado para a venda, uma negociação entre Superintendência do Patrimônio da União, Ministério das Cidades e o movimento de moradia acordou a compra de outro local.

O prédio anteriormente reivindicado deveria ser transformado em um Centro de Saúde para Servidores Públicos Federais. Com o acordo, um novo imóvel situado na Rua José Loureiro foi adquirido pela Superintendência do Patrimônio da União, por R$ 2,4 milhões.

No entanto, o novo prédio foi declarado impróprio para habitação. Com a falta de ações do poder público, o movimento de moradia voltou a ocupar o prédio, em 2011 e 2015. Apesar da reivindicação das famílias, Hilma fala que o local continua sem cumprir sua função social. “Ainda hoje está lá, como almoxarifado”, alega.

 

DEIXE UMA RESPOSTA:

Linkin Park homenageará Chester Bennington com show em Los Angeles

O Linkin Park prestará uma homenagem a seu falecido vocalista, Chester Bennington, com um show especial no legendário Hollywood Bowl de Los Angeles no próximo dia 27 de outubro, informou a banda nesta segunda-feira (18) …

Astronautas que ficaram 8 meses isolados para simular missão em Marte são liberados

Depois de passar oito meses simulando a vida em Marte nas encostas do vulcão Mauna Loa, seis “astronautas” foram liberados de um habitat havaiano no domingo (17 de setembro) para retornar à civilização. Eles acabam de …

Cientistas conseguem identificar as vozes que os esquizofrênicos escutam

Uma nova descoberta científica sobre o cérebro revela que as vozes na cabeça de pacientes esquizofrênicos podem derivar de vozes do mundo real. A descoberta pode dar esperança de que os pacientes aprendam a ignorar …

Jovem alemã que combatia pelo Estado Islâmico pode ser condenada à morte

A adolescente alemã deverá ir a julgamento no Iraque, por envolvimento com o grupo terrorista Estado Islâmico, e pode ser condenada à morte. Linda Wenzel, de apenas 16 anos, estava desaparecida de casa, na cidade alemã …

"Justiça Para Mara": assassinato de jovem por motorista do Cabify gera revolta no México

A morte de Mara Castilla, uma jovem de 19 anos assassinada por um motorista da plataforma de transporte Cabify, no México, enfureceu ainda mais os protestos contra um crime cada vez mais habitual no país: …

Arquipélago de Alcatrazes, em São Paulo, é aberto ao ecoturismo

O Refúgio de Vida Silvestre (RVS) do Arquipélago de Alcatrazes, localizado em São Sebastião (SP), será aberto para atividades de mergulho recreativo e passeio embarcado para observação da fauna. A abertura para visitação pública da unidade …

Pesquisa CNT: 3,4% aprovam governo Temer e 75,6% reprovam

A Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o Instituto MDA, divulgada nesta terça-feira (19), indica que 3,4% dos brasileiros entrevistados consideram positivo o governo do presidente Michel Temer e 75,6% o avaliam como …

Trump na ONU: EUA estão preparados para "destruir totalmente" a Coreia do Norte

Diante das Nações Unidas, o presidente americano Donald Trump disse que os Estados Unidos estão prontos para "destruir totalmente" a Coreia do Norte caso seja "forçado" a defender a si e a seus aliados. "Estamos prontos, …

Temer na ONU: presidente quer Brasil "mais aberto ao mundo"

Em discurso para líderes mundiais na abertura da 72ª Assembleia Geral das Nações Unidas, nesta terça-feira (19), em Nova York, o presidente Michel Temer disse que o Brasil deve estar mais aberto ao mundo e …

Justiça autoriza psicólogos a oferecer terapia de reorientação sexual

Um juiz federal do Distrito Federal autorizou, em caráter liminar, que psicólogos possam atender eventuais pacientes que busquem terapia para reorientação sexual. A decisão atendeu a uma ação de três psicólogos que pediam a suspensão de …