Paisagem natural, que pensava-se ter sido destruída por erupção vulcânica, é encontrada na Nova Zelândia

Wikimedia / Charles Blomfield

Pintura dos terraços branco e rosa do Lago Rotomahana

Pintura dos terraços branco e rosa do Lago Rotomahana

Um grupo de pesquisadores diz ter descoberto os terraços branco e rosa do Lago Rotomahana, uma paisagem natural da Nova Zelândia que se pensava ter sido destruída por uma erupção vulcânica em 1886.

Os terraços estavam localizados em margens opostas do Rotomahana, a cerca de dez quilômetros do monte Tarawera, e formavam piscinas naturais de água quente. Um era branco, enquanto que o outro, devido a alguma reação química desconhecida, apresentava uma tonalidade cor-de-rosa.

“Os terraços se tornaram a maior atração turística do hemisfério sul e do império britânico e vários navios cheios de turistas fizeram uma perigosa visita a partir do Reino Unido, Europa e América para os verem. Mas nunca foram controlados pelo governo, por isso não há registros da latitude ou longitude, explicou Rex Bunn, citado pelo The Guardian.

Rex Bunn e Sascha Nolden acreditam que os terraços não foram destruídos, como sugeriram as pesquisas anteriores, mas foram enterrados entre 10 a 15 metros abaixo da superfície, sob camadas de lama e cinzas, sendo necessário um levantamento arqueológico completo para escavar o local.

Os especialistas usaram os diários do geólogo alemão-austríaco Ferdinand von Hochstetter, que contêm uma descrição detalhada da localização dos terraços antes da erupção de 1886, para estabelecer sua localização provável.

“A nossa pesquisa se baseou na única investigação já feita sobre esse local da Nova Zelândia e, portanto, estamos confiantes de que a cartografia é sólida. Hochstetter era um cartógrafo muito competente”, disse Bunn.

O novo estudo foi publicado recentemente no Journal of the Royal Society of New Zealand, e Rex Bunn diz ter recebido várias ofertas de ajuda para realizar uma investigação e estava no processo de reunir uma equipe para começar a explorar o local, uma vez que o primeiro objetivo de financiamento já tinha sido cumprido.

De acordo com Bunn, os terraços podem estar em condições “razoáveis” de conservação, pelo que as escavações permitirão ver como era esta antiga maravilha natural. “Queremos realizar este trabalho para o interesse público. Tenho estado em contato com os proprietários da terra, a Autoridade Tribal Tuhourangi, e eles estão solidários e encantados com o trabalho“, destacou o especialista.

Mas esta não é a primeira vez que cientistas alegam terem descoberto os terraços. Em 2011, um grupo disse tê-los encontrado enterrados no lodo no fundo do lago.

E, no ano passado, a GNS Science New Zealand revelou que, após cinco anos de pesquisa, uma equipe de cientistas da Nova Zelândia chegou à “conclusão inevitável” de que a maioria dos terraços tinha sido destruída pela erupção.

Rex Bunn disse que estava em discussões com a GNS e acreditava que suas conclusões eram baseadas em 130 anos de informações cartográficas pouco rigorosas.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …

Chilenos decidem a favor de nova Constituição por ampla maioria

Em plebiscito, quase 80% dos eleitores votam a favor de uma nova Carta Magna, em substituição à herdada da era Pinochet, e de que ela seja escrita por uma Assembleia Constituinte com igualdade entre mulheres …

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …

Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália

O fazendeiro italiano Cristian Mallocci esperava uma ninhada normal de cachorros de sua cadelinha labradora. Entretanto, ao ver os filhotinhos que nasceram, ele percebeu que um era um pouquinho diferente. ‘Pistachio’, como foi nomeado posteriormente, …

Fóssil de pterossauro nunca antes visto de 100 milhões de anos é descoberto na China

Um novo gênero e uma nova espécie de pterossauro dsungaripterídeo, que viveu durante o Cretáceo Inferior, foram catalogados na China após análise de uma mandíbula inferior incompleta. Pterossauros eram répteis voadores que viveram simultaneamente com os …

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …