Satélites Starlink já estão atrapalhando observações astronômicas

Bret Hartman, TED / Flickr

Elon Musk, CEO da Tesla, SpaceX, Boring Company…

Em maio, Elon Musk garantiu que seus satélites Starlink não causariam impactos nas observações astronômicas — declaração dada pelo Twitter logo após o lançamento dos primeiros 60 satélites do projeto que visa pelo menos 12 mil unidades, podendo chegar a até 42 mil, para fornecer internet banda larga a todo o planeta.

Na semana passada, a SpaceX lançou o segundo lote de satélites Starlink, com mais 60 unidades orbitando o planeta, e a comunidade científica continuou expressando suas preocupações. Agora, o medo começa a se tornar realidade: astrônomos já estão tendo observações do céu noturno prejudicadas com a luz refletida pelos satélites em questão.

Pelo Twitter, a astrônoma Clarae Martínez-Vázquez, do Observatório Interamericano de Cerro Tololo (CTIO), publicou uma imagem registrada no dia 18 de novembro, mostrando satélites Starlink cruzando o céu acima do observatório.

Em outra imagem, podemos ver exatamente como a passagem dos satélites Starlink já atrapalha observações astronômicas.

Usando o telescópio Blanco 4m, que fica no CTIO, a equipe fez cerca de 40 exposições das Nuvens de Magalhães (galáxias-satélite da Via Láctea), e a fileira de satélites de Elon Musk entrou na visão da câmera cerca de 90 minutos antes do nascer do Sol, refletindo bastante luz e levando 5 minutos para sair da vista do telescópio.

Atualmente, temos cerca de 3 mil satélites ativos orbitando a Terra, e astrônomos já vêm expressando preocupações quanto ao gigantesco aumento na quantidade de objetos artificiais ao redor do planeta com a iniciativa Starlink, bem como com outras similares, como a OneWeb e um projeto da Amazon chamado Kuiper. Um aumento tão significativo de satélites refletindo luz solar no céu noturno significa interferências cada vez mais impactantes nas observações feitas por telescópios a partir da superfície do planeta.

Em períodos de maior escuridão noturna, os satélites Starlink acabam não sendo visíveis, pois ficam envoltos na sombra da Terra. Contudo, pouco antes do amanhecer (o que é um horário considerado nobre para a astronomia), os satélites começam a refletir a luz solar suficiente para se tornarem visíveis.

“Essas coisas são grandes o suficiente para que, quando iluminadas pelo Sol, sejam brilhantes o bastante para serem vistas por qualquer instrumento, de binóculos a [equipamentos] maiores”, disse Cees Bassa, do Instituto Holandês de Radioastronomia. Ainda, cálculos de Bassa estimam que até 140 satélites de constelações do tipo poderão ser visíveis a qualquer momento, se todas as unidades planejadas forem mesmo lançadas.

É verdade que existem técnicas para remover trilhas de satélites que eventualmente passem à frente de telescópios, como ferramentas de processamento de imagem, mas o grande número de novos satélites lançados de uma só vez dificulta essa tarefa.

Muitas das informações que os cientistas precisam usar ficam nas imagens não processadas e, além disso, remover uma única trilha de satélite é uma coisa relativamente simples, mas remover dezenas de trilhas é algo muito mais complicado — especialmente se essas trilhas cruzarem justamente os pixels que mostram uma estrela ou galáxia a ser estudada.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …