Shawkan foi preso por fazer o próprio trabalho; e corre o risco de ser executado

(dr) amnistia.pt

Mahmoud Abu Zeid ou Shawkan, o fotojornalista egípcio detido desde agosto de 2013

O fotojornalista egípcio foi distinguido, na quarta-feira (2), com o Prêmio Liberdade de Imprensa 2018 da UNESCO. Uma distinção que não poderá receber por estar preso em um país considerado “uma das maiores prisões do mundo para jornalistas”.

A história de Mahmoud Abu Zeid começa no dia 14 de agosto de 2013, quando as forças de segurança invadiram as praças al-Nahda e Rabaa al-Adawiya, no Cairo, ocupadas na maioria por apoiadores do presidente deposto, Mohamed Morsi, que tinha sido afastado pelo exército, escreve o Expresso.

Falamos do massacre de Rabaa, no qual pelo menos mil pessoas teriam morrido, na sequência da violenta invasão das autoridades egípcias, na época sob o comando do general Abdel Fattah el-Sisi, agora presidente do país.

O fotojornalista egípcio, também conhecido como Shawkan, foi preso durante as operações de dispersão na Praça Rabaa Al-Adawiya. Na época, ele trabalhava como freelancer, mas seu trabalho já tinha sido publicado em veículos como a revista Time, a BBC ou os jornais Bild, Die Zeit e The Sun.

Segundo o semanário, ele passou mais de dois anos na prisão, sem qualquer acusação, e foi sujeito a terríveis condições, tendo ficado desnutrido, anêmico, deprimido e onde ainda “ganhou” uma hepatite C.

Em 2015, em carta enviada à Deutsche Welle, Shawkan destacou o pesadelo que vive só porque fazia o próprio trabalho: “Estou vivendo em uma cela minúscula sob condições severas que um animal não suportaria, com falsas acusações sem base na verdade, e misturado com manifestantes presos”.

“Sou um jornalista, não um criminoso”, seria a frase que terminava a emotiva carta.

Na quarta-feira, o fotojornalista foi distinguido com o Prêmio Liberdade de Imprensa 2018 da UNESCO, que começou a ser atribuído em homenagem a Guillermo Cano Isaza, jornalista colombiano assassinado em 1986 em frente da redação onde trabalhava.

“A escolha de Mahmoud Abu Zeid presta tributo à sua coragem, resistência e compromisso com a liberdade de expressão”, disse Maria Ressa, presidente do júri que atribui o prêmio de 25 mil dólares, citada pelo Expresso.

No entanto, a distinção não passará disso mesmo. Shawkan continua preso e corre o risco de ser executado nos próximos tempos, em um país que atualmente ocupa a 161ª posição, de um total de 180 países, no índice de liberdade de imprensa elaborado pelos Repórteres Sem Fronteiras.

O país é considerado pela organização como “uma das maiores prisões do mundo para jornalistas”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …

Microsoft acusa hackers chineses de ciberataques a entidades dos EUA com uso de falhas desconhecidas

A Microsoft relatou a detecção de exploits desconhecidos utilizados por hackers chineses "patrocinados pelo Estado" destinados a atacar versões locais da Microsoft Exchange Server a fim de receber informações de entidades dos EUA. Exploit é uma …

Compra de mansão lança novas suspeitas sobre Flávio Bolsonaro

Filho mais velho do presidente comprou imóvel de luxo de R$ 6 milhões. Valor está bem acima do patrimônio declarado pelo senador, e condições de empréstimo para quitar mais da metade do valor levantam questionamentos. O …

Condenado a três anos de prisão, ex-presidente francês Sarkozy enfrenta outros processos na Justiça

Ele se tornou o primeiro ex-chefe de Estado francês a receber em primeira instância uma pena de prisão em regime fechado. Nicolas Sarkozy foi julgado culpado na segunda-feira (1°) por corrupção e tráfico de …

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …