Mistério do “show de horrores” encontrado em cemitério no Panamá é desvendado

(dr) Nicole Smith-Guzmán / STRI

Um grupo de arqueólogos revelou importantes informações sobre os terríveis sepultamentos encontrados em um cemitério milenar no Panamá, contrariando o “show de horrores” defendido pelo arqueólogo Samuel Lothrop.

Em 1951, Samuel Lothrop descobriu um cemitério datado de 550 a 850 d.C. na Playa Venado, no Panamá. No decorrer das escavações arqueológicas, o arqueólogo encontrou mais de 300 sepulturas e ossos, destacando que os esqueletos aparentavam ter sinais de mutilação, decapitação, sacrifícios e canibalismo.

Desde de então, o artigo no qual Lothrop descrevia a descoberta foi citado mais de 35 vezes como prova do comportamento cruel e violento da cultura. No entanto, há um grande problema: as evidências que sustentam a teoria não existem, na verdade.

De acordo com um novo estudo publicado recentemente, realizado por arqueólogos do Smithsonian Tropical Research Institute, as ossadas encontradas não apresentam sinais de violência no momento da morte.

Na nova pesquisa, os pesquisadores analisaram 77 esqueletos encontrados no cemitério, bem como os documentos arquivados da época de Lothrop.

Os cientistas concluíram que grande parte dos traumas encontrados nos esqueletos no Panamá foram feitos antes da morte, e que essas pessoas conseguiram se recuperar das lesões bem antes de serem enterradas.

Na verdade, os maxilares abertos dos esqueletos, anteriormente considerados como uma prova de que uma pessoa tinha sido enterrada ainda viva, não passam de um relaxamento muscular após a morte.

Além disso, a disposição caótica em que os corpos foram encontrados, segundo os cientistas, indica que habitantes do Panamá faziam enterros repetitivos das pessoas novas, que inicialmente era sepultadas em covas temporárias.

Os resultados da análise coincidem com outras pesquisas sobre os hábitos e rituais fúnebres no Panamá durante as épocas pré-colombiana e colonial, desmentindo assim a hipótese de Lothrop, que descreveu a descoberta como um “show de horrores”.

“O posicionamento do enterro e a ausência de trauma perimortem entram em contradição com a interpretação de Lothrop, que descreveu mortes violentas no local”, esclareceu Smith-Guzmán, uma das pesquisadoras.

(dr) Nicole Smith-Guzmán / STRI

Nicole Smith-Guzmán analisa os ossos encontrados em Playa Venado, no Panamá

Descrição exagerada e infundada

As conclusões de Lothrop não são apenas exageradas como também parecem não ter qualquer suporte em evidências físicas. O seu artigo, intitulado “Suicídio, sacrifício e mutilações em sepultamento em Playa Venado, Panamá”, acabou dando certo tom aos trabalhos que foram realizados posteriormente.

Lothrop, que trabalhou no Museu Peabody de Arqueologia e Etnologia da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, considerou que a forma como os corpos foram dispostos era indicativo de situações muito violentas. No entanto, e segundo os cientistas, seu trabalho é só um indicativo da má qualidade do trabalho científico que se fazia na época.

Para os arqueólogos Nicole Smith-Guzman e Richard Cooke, Lothrop foi “inspirado” pelos relatos dos conquistadores espanhóis do século XVI, que tinham interesse em que os povos da América do Sul parecessem tão selvagens quanto possível.

“Percebemos agora que muitos desses cronistas espanhóis estavam motivados em provar que essas populações indígenas, conhecidas como ‘selvagens’, precisavam ser conquistadas”, disse Smith-Guzman.

“Em vez de simbolizarem um exemplo de morte violenta e deposição descuidada, a Playa Venado é um exemplo de como as sociedades pré-colombianas mostravam respeito e cuidado pelos familiares após a morte”, rematou.

Ciberia // Sputnik / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Não vacinados ameaçam combate à covid nos EUA

Em meio à disseminação de teorias da conspiração e a uma alta das infecções pelo coronavírus entre não vacinados, autoridades de saúde dos EUA lutam para convencer mais pessoas a se imunizarem contra a covid-19. Em …

Helicóptero da NASA estabelece novo recorde durante seu 10º voo em Marte

Neste sábado (24) o pequeno helicóptero da NASA em Marte, Ingenuity, conseguiu ultrapassar a marca de 1,6 km de distância percorrida acumulada após sobrevoar uma região rochosa na cratera Jezero. No sábado, o helicóptero robótico completou …

A curiosa rejeição de parte dos franceses ao passaporte sanitário na pandemia

No país onde o debate é uma espécie de esporte nacional, qualquer imposição verticalizada do governo pode ser considerada um acinte. Desde a Revolução, os franceses alimentam uma espécie de ojeriza ao compulsório que …

Astrônomo amador descobre nova lua na órbita de Júpiter

O corpo celeste recebeu o nome provisório de EJc0061 e mais provável é que seja um novo membro do grupo Carme, que orbita o planeta junto a outras 78 luas. O estudante Kai Ly se tornou …

Microsoft diz que 70% dos brasileiros já foram alvos do golpe de suporte técnico

Imagine estar navegando pela internet e se deparar com uma janela afirmando que há algo de errado com sua instalação do Windows. Ao clicar, você consegue entrar em contato com um técnico, que dá instruções …

Orçamento recorde não salva Jogos Olímpicos de Tóquio do desânimo causado pela Covid-19

Os jornais franceses desta detalharam o desafio dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que começaram oficialmente nesta sexta-feira (23) sob a ameaça da Covid-19 e uma impopularidade recorde no Japão. Para a imprensa …

Comunidade LGBTQ da Hungria teme repressão e perseguições

Nos últimos meses, Boldizsár Nagy teve que lidar com situações que nunca imaginara. Por muito tempo, ele foi um jornalista e editor de livros infantis desconhecido, "ninguém especial", em suas próprias palavras. Quando, em 2020, ele …

68 anos! Conheça a história do homem com a maior crise de soluço do mundo

Você provavelmente já teve soluços ao longo da vida, certo? Alguns minutos de soluço são suficientes para deixar qualquer um emburrado. Mas já pensou soluçar por nada menos que 68 anos seguidos? Pois foi isso …

Mesmo após crise gerada por pandemia, Brasil terá 10 milhões de desempregados, dizem economistas

Com a aceleração da vacinação na maior parte do país, os brasileiros já começam a vislumbrar uma luz no fim do túnel da pandemia do coronavírus. Diante da perspectiva de gradual volta à normalidade, espera-se …

Pentágono confirma que 7 colombianos presos no Haiti passaram por treinamento militar nos EUA

Pentágono revelou que sete dos ex-militares colombianos acusados de assassinar o presidente haitiano Jovenel Moïse receberam treinamento nos EUA enquanto estavam no serviço militar colombiano. Além disso, os militares participaram de um programa de elite do …