Supremo Tribunal dos EUA deixa entrar em vigor parte do veto migratório de Trump

gageskidmore / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Supremo Tribunal norte-americano concedeu finalmente uma vitória ao presidente dos EUA sobre o seu veto migratório, deixando entrar em vigor algumas medidas. A medida foi anunciada nesta terça-feira (27).

Segundo a agência EFE, o Supremo Tribunal anunciou que decidirá em outubro, no início do próximo mandato, a constitucionalidade do veto migratório assinado por Donald Trump. Até lá, o tribunal deixa algumas das medidas que constam do diploma entrarem parcialmente em vigor.

Desta forma, o já conhecido “travel ban”, que proíbe a entrada de migrantes e refugiados da Líbia, Irã, Somália, Sudão, Síria e Iêmen, pode começar a atuar. No entanto, o Supremo Tribunal impôs uma exceção.

“A ordem executiva não pode ser aplicada a cidadãos estrangeiros que tenham uma reivindicação credível de um relacionamento de boa-fé com uma pessoa ou entidade nos EUA”, lê-se na decisão do tribunal, citado pela BBC.

Na prática, isto significa que a administração norte-americana não pode negar a entrada no país aos indivíduos que tenham laços ou ligações com cidadãos que já estão em território norte-americano.

Em um comunicado emitido pela Casa Branca, Trump celebrou a decisão do Supremo, considerando que é “uma vitória clara para a segurança nacional”.

O veto migratório tinha sido bloqueado por magistrados do Havaí e de Maryland.

A ordem executiva do presidente republicano foi assinada em janeiro deste ano e provocou uma grande onda de protestos por todo o país.

Em março, o presidente alterou a versão original e emitiu uma segunda ordem executiva, retirando o Iraque da lista negra.

EFE // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …

Petrobras é a segunda maior do mundo em operações no oceano

Entre as 100 maiores corporações transnacionais que operam nos oceanos mundo afora, a Petrobras aparece em segundo lugar. A lista, divulgada nesta quarta-feira (13/01), é parte de uma pesquisa publicada na renomada revista Science Advances, …

Estudo detecta pela 1ª vez em que resulta colisão de 3 buracos negros

Um novo estudo da agência espacial norte-americana NASA revela novas informações sobre o que acontece após colisões entre três buracos negros supermassivos. Com a ajuda do Observatório de Raios X Chandra, da NASA, e vários outros …

5 razões por que 2021 pode ser um ano crucial na luta contra o aquecimento global

O mundo tem um tempo limitado para agir de modo a evitar os piores efeitos das mudanças climáticas. A pandemia de covid-19 foi o grande problema de 2020, sem dúvida, mas espera-se que, até o final …

Supremo da Coreia do Sul confirma 20 anos de prisão para ex-presidente

O Supremo Tribunal confirmou hoje a condenação a 20 anos de prisão pronunciada em 2017 contra a ex-presidente Park Geun-hye, destituída nesse mesmo ano depois de ser reconhecida culpada de corrupção e abuso de poder. …