Suspeito detido por atentado em discoteca de Istambul foi talibã e da Al-Qaeda

@LatestAnonNews / Twitter

O principal suspeito do atentado na discoteca Reina, em Istambul

O principal suspeito do atentado na discoteca Reina, em Istambul

A polícia turca deteve na noite desta segunda-feira (16) Abdulgadir Masharipov, o presumível autor do atentado perpetrado contra a discoteca Reina na noite de Réveillon, em Istambul, que vitimou 39 pessoas, informou a agência semi-pública turca Anadolu.

O governador de Istambul afirmou que o homem detido na segunda-feira pela polícia turca confessou o ataque. “O terrorista confessou o seu crime“, disse Vasip Sahin, aos jornalistas, identificando o suspeito como Abdulgadir Masharipov, natural do Uzbequistão.

O autor do atentado contra uma discoteca na noite de passagem de ano terá encetado o seu contacto com organizações terroristas num grupo armado do Uzbequistão. Mais tarde, ter-se-á unido aos talibãs do Afeganistão e depois à Al-Qaeda, antes de se juntar ao movimento extremista Daesh em 2013, segundo avança a estação televisiva CNNTürk.

O atentado, perpetrado no clube Reina, na Turquia, com uma arma automática, vitimou 39 pessoas. A autoria foi reivindicada pelo Daesh.

Abdulkadir Masharipov, de 34 anos, foi detido na noite de segunda-feira pela polícia turca no bairro de Esenyurt, na periferia de Istambul. Segundo o diário Hürriyet, o alegado autor do atentado encontrava-se junto do seu filho de quatro anos quando foi detido numa operação durante a qual não sofreu ferimentos.

Além de Abdulkadir Masharipov, que tinha sido identificado inicialmente como, Iakhe Mashrapov, foram detidas outras quatro pessoas, incluindo três mulheres e um homem.

Cerca de mil agentes analisaram 100 mil horas de gravações de câmaras de videovigilância urbanas para poder encontrar o presumível autor do atentado perpetrado contra a discoteca Reina na noite de passagem de ano.

Antes de ser detido, o suspeito escapou por pouco, em três ocasiões, a rusgas levadas a cabo pela polícia. Numa das operações, foi mesmo encontrado um cigarro ainda aceso no interior da casa onde estava escondido.

A polícia turca sabia, há três dias, do seu último paradeiro, mas limitou-se a vigiar a vivenda para apurar quem o visitava antes de lançar a operação que culminou na sua detenção na noite de segunda-feira.

O homem foi levado para esquadra central de Vatan em Istambul, enquanto prosseguem operações simultâneas contra outras células da mesma rede, segundo indicou a agência de notícias turca Anadolu.

Poucos dias depois do ataque, as forças de segurança detiveram a mulher e outros familiares do presumível autor na cidade de Konya, no centro do país.

A mulher declarou a jornal Cumhuriyet que não sabia que Masharipov pertencia ao EI e explicou que ele e a sua família chegaram a 20 de novembro, num voo procedente do Quirguistão, a Istambul, donde seguiram para Ancara e depois, a 22, para Konya, em busca de emprego.

Naquela cidade, segundo o mesmo jornal, arrendaram um estúdio por cerca de 300 dólares e adiantaram o pagamento de três meses de renda.
Masharipov terá viajado, de carro, para Istambul, a 29 de novembro, de acordo com o Cumhuriyet.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …