Testemunhas de Jeová são acusadas de incentivar mulheres a suportar violência

O último número da revista das Testemunhas de Jeová (TJ) está sendo acusado, em Portugal, de incentivar as mulheres a suportar casos de violência doméstica como forma de preservar o casamento.

Em questão está a última edição da revista Sentinela, mais concretamente o artigo com o título “Respeite O que Deus pôs sob o mesmo jugo”, no qual, segundo o Público, os autores da revista abordam os temas do casamento e do divórcio.

É das páginas 10 a 14 da revista das Testemunhas de Jeová (TJ), em português, que os autores apontam situações em que “talvez ele costume bater nela, colocando a saúde e a vida dela em perigo” para lembrarem os religiosos do grupo que “passaram por situações parecidas e decidiram não se separar”, isto é, “preferiram perseverar e se esforçar para melhorar o casamento“.

O texto reforça a ideia de que os que optaram por continuar casados “dizem que esse sacrifício valeu a pena, principalmente depois que o marido ou a esposa se tornou adorador de Jeová”.

De acordo com o jornal, o artigo em questão indignou muitas ex-Testemunhas de Jeová, como é o caso de Ana Cláudia Sousa, expulsa da congregação há 16 anos depois de ter se divorciado sem “base bíblica”.

“Em um país em que, como em Portugal, todos os meses morrem mulheres vítimas de violência doméstica, eles continuam a insistir que ela deve se manter no casamento?! Não acho isto admissível”, declarou ao diário a “desassociada” (membro que foi expulso).

Questionado pelo Público, Pedro Candeias, porta-voz da organização no país, recusa que se possa ler no artigo qualquer incentivo à aceitação da violência. “As Testemunhas de Jeová […] consideram repulsiva toda e qualquer forma de violência, incluindo a violência doméstica, seja na forma física, verbal ou psicológica”, assegurou.

“As publicações das Testemunhas de Jeová explicam a informação da Bíblia, no entanto, é de responsabilidade de cada pessoa tomar suas próprias decisões”, acrescenta.

“A mensagem é subliminar, mas as pessoas ‘lá de dentro’ a entendem: uma mulher que se mantenha com um marido violento é digna de elogio porque pode salvá-lo“, interpreta outro ex-membro das TJ, que durante sete anos foi ancião (equivalente a um padre), explicando ao jornal que as edições da revista são lidas e discutidas parágrafo a parágrafo nas reuniões semanais entre anciãos e membros das TJ.

O ex-ancião considera ainda que o denominador comum é o desincentivo da denúncia às autoridades civis. “Isto se passa sobretudo quando quem violenta é Testemunha de Jeová. Eles tentam preservar uma imagem de superioridade e qualquer coisa que lance dúvidas sobre o nome de Jeová, é fortemente desaconselhada”, explica.

“A mensagem é claríssima: deixem estar porque Deus odeia o divórcio e há esperança que o marido se torne Testemunha de Jeová, mesmo que para isso tenham que passar anos levando porrada“, interpreta uma advogada que também foi expulsa da organização por ter integrado uma eleições à uma subprefeitura portuguesa.

Por sua vez, a socióloga Helena Vilaça vê outra interpretação nos parágrafos que apontam a “imoralidade sexual” como base bíblica para o divórcio. “Toda aquela interpretação não está distante da concepção que a Igreja Católica tem relativamente ao casamento”, relativiza.

“As Testemunhas de Jeová até vão mais longe quando põem a hipótese de a mulher deixar o marido em situação de imoralidade sexual, deixando-a livre para casar novamente”, acrescenta a pesquisadora da Universidade do Porto (UP), norte de Portugal, lembrando que os padres católicos também não andam propriamente aconselhando mulheres a se divorciarem.

Existem cerca de 600 congregações das TJ em Portugal. Em março deste ano, um ex-membro do culto religioso lançou uma petição, dirigida à Assembleia da República e à Comissão da Liberdade Religiosa, pedindo a extinção da Associação das Testemunhas de Jeová no país e o cancelamento da sua inscrição no registro de pessoas jurídicas religiosas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quem não quer seguir e obedecer ao grandioso Deus Jeová, fica colocando opiniões na boca do povo para justificar sua falta de fé e zelo pelo nome divino.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …