Contra-ataque da China e da União Europeia pode dar início à guerra comercial devastadora

(dr) Boris Baldinger / Fórum Econômico Mundial Copyright do Fórum Econômico Mundial / Boris Baldinger

A diretora geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, considerou que as medidas de tributação norte-americana sobre as importações do aço e alumínio contribuem para uma “guerra comercial” onde “ninguém ganha”.

Christine disse nesta quarta-feira (7) que “uma guerra comercial” provocada pela tributação norte-americana sobre as importações de aço e alumínio seriam desanimadoras para o crescimento econômico mundial. A medida atingiu também o Brasil, que poderá levar a questão à organismos internacionais.

“Se o comércio internacional for posto em causa por esse tipo de medida pode gerar uma quebra do crescimento e uma redução de intercâmbios que seriam desanimadores”, disse Lagarde em entrevista à estação RTL.

“Em uma guerra comercial – que seria alimentada por uma argumentação sobre tarifas aduaneiras – ninguém ganha“, acrescentou a diretora do FMI. “Estamos bastante preocupados e defendemos um acordo entre as partes. Negociações e consensos”, disse Christine Lagarde.

Mesmo assim, Lagarde refere que – “de certa maneira” – o presidente norte-americano, Donald Trump tem algumas razões para protestar contra a situação atual destacando que há países que não respeitam os acordos no quadro da Organização Mundial do Comércio, que estabelece exigências ao nível da transferência de tecnologias.

“Pensamos naturalmente na China, mas a China não é o único país a adotar esse tipo de prática”, disse. Donald Trump anunciou na semana passada que pretende agravar os impostos sobre a importação do aço em 25%, e do alumínio em 10%.

Nesta quarta, espera-se uma posição formal da União Europeia (UE) sobre a questão.

De acordo com o Público, a Comissão Europeia já teria elaborado uma lista dos produtos norte-americanos sobre os quais pode vir a aplicar taxas, com o objetivo de criar constrangimentos políticos a Donald Trump caso se confirme a intenção norte-americana de penalizar suas importações de aço e alumínio.

O plano apresentado a membros de diversos governos da UE e passa por aplicar uma taxa de 25% (a mesma que os EUA querem aplicar no aço) a uma série de produtos que vão, para além dos metais, das roupas até os alimentos, passando por cosméticos e motos.

No total, estariam em causa importações que valem, no decorrer de um ano, cerca de 3,5 bilhões de dólares, sendo que a aposta da Comissão passa por tentar atingir os EUA em alguns produtos simbólicos que podem criar constrangimentos de ordem política a Donald Trump.

De acordo com a lista, que foi mostrada aos representantes dos governos, nas roupas destacam-se as camisetas, os calçados e as calças jeans. Entre os produtos alimentares e as bebidas estão o milho, o suco de laranja e o uísque. Nas máquinas, os alvos são motos e barcos.

No sábado (3), Donald Trump respondeu à ameaça de contra-ataque com novas ameaças no Twitter: “se a UE quer aumentar suas já enormes taxas e barreiras às empresas dos EUA que fazem negócios lá, nós simplesmente iremos aplicar uma taxa nos seus automóveis, que entram livremente nos EUA”.

Na segunda-feira (5), o presidente norte-americano voltou às ameaças, deixando claro ao Canadá e ao México que as taxas aplicadas nos metais são um trunfo que pretende usar na renegociação do tratado comercial em vigor entre os três países.

Nesta terça-feira (6), o ambiente voltou a ficar mais tenso, depois de divulgado, através de uma notícia inicialmente lançada pela Bloomberg, que a Comissão Europeia tem já uma lista detalhada dos produtos importados dos EUA que poderão ser alvo de um agravamento de tarifas alfandegárias.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudos corroboram correlação entre tipo sanguíneo e risco de covid-19

A suscetibilidade ao contágio com o vírus Sars-Cov-2 pode variar segundo o grupo sanguíneo: os indivíduos do grupo O tendem a um menor risco, enquanto os demais estão também potencialmente mais expostos a quadros clínicos …

Bolsonaro reforça que brasileiro não será obrigado a tomar vacina contra a COVID-19

Declaração do presidente acontece três dias depois de o governador João Doria informar que vacinação será obrigatória no estado de São Paulo. O presidente Jair Bolsonaro reforçou hoje (19) na saída do Palácio da Alvorada o …

Engenheiros criam sabre de luz real de plasma retrátil de 2.200°C que corta aço

Os engenheiros por trás do canal do YouTube “The Hacksmith” criaram o sabre de luz de “Star Wars” no mundo real que é quente o suficiente para derreter aço e até titânio em segundos. James Hobson, …

Evo Morales comemora vitória de seu candidato, Luis Arce, à presidência na Bolívia

De La Paz, na Bolívia, o candidato a presidente Luis Arce e, de Buenos Aires, na Argentina, o ex-presidente Evo Morales comemoram vitória nas eleições tanto para presidente quanto para o Congresso, realizadas neste …

Síndrome provoca mudança na coloração dos olhos em população nativa da Indonésia

Em um país cujo a vasta maioria da população possui cabelos e olhos escuros, uma rara síndrome genética ofereceu aos membros de uma tribo nativa da Indonésia uma impressionante condição: os mais impactantes e profundos …

Aula de spinning em academia no Canadá contaminou 61 pessoas com a COVID-19

Academias não são locais recomendados neste momento de pandemia, mesmo que alguns estabelecimentos estejam reabrindo com todas as medidas de segurança adequadas. Prova disso aconteceu recentemente em Hamilton, na província de Ontario, no Canadá, quando uma …

Estrela supergigante vermelha Betelgeuse é menor e está mais próxima da Terra

A estrela supergigante vermelha Betelgeuse, uma das mais brilhantes, é menor e está mais próxima da Terra do que se acreditava. "Estudos anteriores sugeriram que poderia ser maior que a órbita de Júpiter. Nossos resultados dizem …

Ao tentar desativar uma bomba imensa a Marinha da Polônia acidentalmente a explode

Uma enorme bomba da Segunda Guerra Mundial explodiu durante uma delicada operação na terça-feira para desativar o dispositivo de cinco toneladas em um canal perto do Mar Báltico, mas ninguém foi ferido, afirmaram autoridades polonesas. O …

Candidato a vereador vai plantar uma árvore para cada voto que receber em Dourados

O combate às mudanças climáticas e ao desmatamento para Franklin Schmalz, candidato pelo PSOL a vereador na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, é um compromisso direto e concreto, a ser posto em …

Líder nacionalista manobra para chegar ao poder após renúncia de presidente do Quirguistão

O presidente do Quirguistão, Sooronbai Jeenbekov, cedeu à pressão de manifestantes nacionalistas e anunciou sua renúncia nesta quinta-feira (15), após dez dias de uma crise política aberta pela vitória de dois partidos governistas nas …