15 mil judeus foram mortos por dia nos três meses mais negros da História

jechstra / Flickr

A entrada do antigo campo de concentração de Auschwitz, na Polônia

Agosto, setembro e outubro de 1942 foram os meses mais terríveis da história da humanidade. Neste período, os nazistas mataram um quarto de todos os judeus que haveriam de matar durante todo o Holocausto.

Em um estudo recente, publicado no segundo dia do ano na revista Science Advances, Lewi Stone, um biomatemático da Universidade de Tel Aviv que analisou os registros dos caminhos-de-ferro que transportavam judeus para os campos de concentração, concluiu que Adolf Hitler mandava matar 15 mil judeus por dia, e não 6 mil como indicavam estudos anteriores.

Em apenas três meses do ano de 1942, foram assassinados 1,5 milhão de judeus, de um total de mais de 6 milhões de mortos durante o Holocausto.

Agosto, setembro e outubro de 1942 foram os três meses mais terríveis e sangrentos da história. Essa concentração de execuções em um determinado período do Holocausto, no auge da operação batizada de “Reinhard”, é a principal descoberta do estudo conduzido por Lewi Stone.

De acordo com o pesquisador, a Operação Reinhard foi a mais mortífera de toda a Segunda Guerra Mundial e se concentrou principalmente em três campos específicos do oeste ocupado da Polônia – Belzec, Sobibor e Treblinka.

Tanto no cinema quanto na literatura, o maior palco de todos os horrores é Auschwitz. No entanto, o pesquisador argumenta que esses três locais têm que ser investigados de forma minuciosa porque, segundo ele, eram ainda mais violentos.

Segundo a análise de Stone, depois dos três meses mais sangrentos, a taxa de mortalidade cai, mas não pelos melhores motivos: a Alemanha não começou a sofrer reveses na guerra, só não havia mais judeus para matar na Polônia.

Stone afirma que a campanha de extermínio nazista na Polõnia seria ainda maior se houvesse mais judeus na região, e, como vemos, não à toa. “Além de ter sido a maior campanha de assassinatos em massa durante o Holocausto, a Operação Reinhard aconteceu também a um ritmo incrivelmente rápido“, sustenta Stone, citado pela BBC.

Quando juntou os dados, o pesquisador ficou “completamente chocado” com o pico desses três meses. “Quase 500 mil pessoas por mês foram mortas. Os nazistas tentaram mesmo tudo o que podiam para assassinar pessoas com o menor esforço possível.”

Na verdade, os números no estudo de Stone mostram que quase um quarto das vítimas do Holocausto foram assassinadas nesse período. Além disso, registros de comunicações de guerra, tornadas públicas pelo governo alemão, mostram que, nesse ano, Hitler ordenou que “toda a operação fosse acelerada”.

Reinhard, o “homem com coração de ferro”

A Operação Reinhard ganhou o nome do oficial nazista Reinhard Tristan Eugen Heydrich (1904-1942). Nas palavras de Adolf Hitler, Reinhard Heydrich era “o homem com coração de ferro”.

Durante a Segunda Guerra Mundial, na Conferência de Wannsee, Reinhard foi incumbido pelo comandante militar Henrich Luitpold Himmler de coordenar a “solução” para a “questão judaica” – a forma segundo a qual os nazistas se referiam ao fato de todos os judeus residentes em territórios ocupados pela Alemanha deverem ser exterminados.

Embora a Operação Reinhard tenha começado oficialmente em maio de 1942, o fato de as mortes terem se intensificado em agosto reflete os relatos históricos: foi nessa época que Hitler ordenou os esforços da famigerada “solução final” contra os judeus “em velocidade máxima“.

Reinhard Heydrich foi morto após um atentado executado pela então resistência tchecoslovaca. O seu carro foi alvo de uma emboscada e, uma semana depois, em 4 de junho de 1942, não resistiu aos ferimentos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Superterra gelada vizinha do nosso planeta pode abrigar vida primitiva

Edward Guinan e Scott Engle, cientistas da Universidade de Villanova, no estado norte-americano da Pensilvânia, anunciaram que pode existir vida primitiva em GJ 699b, a Superterra gelada que orbita a estrela de Barnard, localizada a apenas …

China faz história: pela primeira vez, nasce uma semente de algodão na Lua

A missão espacial chinesa conseguiu fazer brotar uma semente de algodão na Lua, informou nesta terça-feira (15) a imprensa estatal, em um feito inédito, alcançado pelo Chang'e 4, a primeira sonda a pousar no lado …

Submarinos russos serão equipados com “torpedos do Juízo Final”

Os submarinos das frotas do Norte e do Pacífico da Marinha russa deverão brevemente contar com 32 drones nucleares Poseidon, conhecidos como “torpedos do Juízo Final”, capazes de destruir completamente cidades costeiras. Segundo revela o portal Russkoe …

Universidade egípcia expulsa aluna por abraçar o noivo (fora do campus)

A aluna abraçou o noivo quando o rapaz a pediu em casamento, mas o gesto, que não aconteceu no interior do campus, foi o suficiente para a jovem ser expulsa pela universidade. A universidade egípcia de Al …

Escultura “McJesus” provoca protestos em Israel

Uma escultura representando a figura de Ronald McDonald (da cadeia de fast food McDonald’s) crucificado, em uma exposição de arte em Israel, está provocando protestos da minoria cristã árabe no país. Centenas de cristãos árabes pediram …

Há uma espiral misteriosa na atmosfera de Vênus

A nave espacial não tripulada Akatsuki, do Japão, encontrou gigantescas estruturas espirais na atmosfera de Vênus, formadas por ventos polares e pela rápida rotação do planeta. A atmosfera de Vênus ganha atenção de astrônomos há quase …

Tem “barriga de cerveja”? Seu cérebro pode estar encolhendo

Uma equipe de pesquisadores britânicos concluiu que quem acumula mais gordura na zona do abdômen apresenta uma maior probabilidade de redução do cérebro e de aparecimento de demência. Com a linha da cintura em expansão, surgem …

Até os antigos egípcios faziam tarefa de casa

Uma tarefa de casa, escrita por uma criança do Antigo Egito, ficou preservada desde o segundo século a.C. – e as palavras podem parecer familiares até nos dias de hoje. Uma lição antiga preservada em uma …

Dinamarca avança com plano ambicioso de criar 9 ilhas na costa de Copenhague

O governo dinamarquês e a prefeitura de Copenhague, em conjunto com um gabinete de arquitectura e planejamento urbano, vão avançar com um ambicioso plano de criar nove ilhas na costa da capital do país. Um grandioso …

(cv) Euronews

Submarino alemão da Primeira Guerra Mundial aparece na costa da França

Os destroços de um submarino alemão da Primeira Guerra Mundial emergiram em uma praia de Wissant, no norte da França. Há décadas enterrada na areia, a carcaça enferrujada da embarcação naufragada em 1917 agora pode …