Amazon abre seu primeiro supermercado que não aceita dinheiro

Dois anos depois de a Amazon inovar no ramo das lojas de conveniência abrindo a sua própria rede que aceita apenas pagamentos virtuais, a empresa está pronta para dar o próximo passo: nesta terça-feira (25), ela abriu a primeira unidade de supermercado Go na cidade de Seattle.

Com 715 m² de área construída (966 m² se contar também a área reservada para estacionamento), o supermercado Amazon Go segue a mesma premissa das lojas de conveniência da empresa de não aceitar dinheiro físico, mas desta vez o desafio para conseguir isso será bem maior.

Isso porque, nas lojas de conveniência, a variedade de itens era baixa e praticamente todos eles vinham em pacotes fechados, o que facilitava a conferência. Agora, além de uma variedade muito maior de produtos, é preciso que os sistemas do mercado façam conferências muito mais complexas (por exemplo: entender a diferença entre um cliente pegar uma maçã para conferir o estado dela e pegar uma maçã para colocar no carrinho).

Por causa disso, a entrada da loja possui catracas que só são abertas quando o usuário as desbloqueia utilizando um smartphone que está logado em sua conta na Amazon, além de o prédio todo estar cercado por câmeras e sensores que permitem que não apenas os produtos sejam adicionados ao carrinho apenas quando o cliente realmente os escolhe para compra, mas também que, caso ele desista de algum destes, não precise devolvê-lo na exata prateleira em que ele foi retirado para que o sistema acuse a remoção deste item do carrinho.

Ao todo, o Amazon Go terá uma variedade de 5.000 itens diferentes em suas prateleiras, contando com uma mistura de marcas famosas, marcas menos conhecidas e itens orgânicos. De acordo com Dilip Kumar, vice-presidente da Amazon, o objetivo é fazer com que os clientes tenham a sensação de estar fazendo suas compras num supermercado comum, daquele tipo que utilizaram durante toda a vida, e apenas algumas coisas muito específicas que funcionarão de modo diferente.

Uma dessas coisas é a venda de produtos tradicionalmente são preparados na hora, como carnes ou itens de padarias. Como o mercado da Amazon não possui açougueiros ou confeiteiros, itens como carne e peixe fresco, além de bolos e doces, são embalados individualmente e enviados para a loja dia sim, dia não, garantindo que os produtos adquiridos pelos clientes estarão sempre frescos.

Outra diferença dos mercados tradicionais é que a área destinada a bebidas alcóolicas terá funcionários humanos ajudando no atendimento e verificando a documentação do cliente para garantir que a Amazon não esteja vendendo bebidas para menores de idade (já que não existem caixas para fazer essa conferência no fim da compra). E, quando o cliente já pegou tudo o que precisa, é só sair da loja, sem a necessidade de passar as compras por qualquer caixa, que o valor já será debitado automaticamente na conta Amazon dele.

Ainda que o experimento esteja no início, Kumar já afirmou que o tamanho não é um impedimento para o modelo de negócio da empresa, e o mercado poderia ser até 10x maior que o sistema da Amazon daria conta do mesmo jeito. Assim, é de se esperar que a empresa esteja pensando em entrar no ramo dos grandes varejistas e competir diretamente com marcas como Costco e Sam’s Club.

E, mesmo que ainda não exista nenhum cronograma para expansão desses mercados da Amazon, se levarmos em conta a velocidade com que o experimento da loja de conveniência se espalhou para outras metrópoles como Nova York, San Francisco e Chicago, não seria um absurdo se em poucos meses a Amazon abrisse novos mercados em outras cidades dos Estados Unidos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Potência agrícola da Europa, Itália enfrenta falta de mão de obra para manter cadeia produtiva de alimentos

“Existe o risco de escassez de alimentos no mercado mundial, devido a perturbações derivadas da COVID-19 no comércio internacional e nas cadeias de suprimentos” . Este foi o alarme lançado na quarta-feira (1) em …

"Gangue" de cabras selvagens toma conta das ruas de uma cidade britânica em quarentena

Um rebanho de cabras selvagens simplesmente tomou as ruas desertas de Llandudno, no País de Gales, enquanto seus residentes ficam dentro de casa para limitar a propagação do coronavírus. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, …

Floresta tropical de mais de 90 milhões de anos é descoberta na Antártica

Os restos do que outrora teria sido uma floresta tropical na Antártica foram descobertos em uma amostra de gelo obtida no continente congelado. A floresta, que existiu há 90 milhões anos, quando os dinossauros ainda habitavam …

Há uma mensagem codificada no rover Perseverance, que será enviado a Marte

Em breve, a missão Mars 2020 levará, no rover Perseverance, três chips com os nomes de 10.932.295 pessoas ao Planeta Vermelho. Uma foto da placa onde os chips estão anexados foi divulgada, mas o que …

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …