Aos 96 anos, secretária de campo nazista tenta fugir antes de julgamento de crimes do Holocausto

Era para ter começado nesta quinta-feira (30) um dos últimos julgamentos na Alemanha por cumplicidade em crimes nazistas, no entanto o processo teve que ser adiado porque a acusada, de 96 anos, tentou fugir do lar de idosos em que mora. Irmgard Furchner trabalhou como secretária no campo de concentração Stutthof e é acusada de ser cúmplice de 10 mil mortes entre os anos de 1943 e 1945.

Na manhã desta quinta, quando deveria se apresentar ao tribunal, Irmgard Furchner pegou um táxi na casa de repouso em que vive e foi deixada em uma estação de metrô nos arredores de Hamburgo, afirmou Frederike Milhoffer, porta-voz do tribunal alemão de Itzehoe.

A fuga, segundo a revista alemã Der Spiegel, havia sido anunciada em uma carta escrita pela acusada ao presidente do tribunal, Dominik Gross, mas não teria sido levada a sério pela Justiça alemã.

A antiga secretária de 96 anos, que usa uma muleta ou andador para se locomover, foi encontrada horas mais tarde, quando um mandado de prisão já havia sido emitido em seu nome.

“Um médico definirá sua capacidade de ser presa e o tribunal determinará se o mandado de prisão pode ser executado ou se ela será poupada”, disse o porta-voz em uma coletiva de imprensa.

Luta contra o tempo para punir crimes nazistas

A tentativa de escapar do julgamento causou surpresa e consternação de quem aguardava por um dos últimos julgamentos por cumplicidade em crimes do Holocausto.

Desde 2011, quando a decisão contra o ex-guarda John Demjanjuk determinou um precedente legal inédito para punir quem trabalhou no mecanismo nazista, a Alemanha tem corrido contra o tempo para julgar colaboradores do regime de Hitler.

No entanto, o julgamento de réus cada vez mais velhos tem provocado polêmica. Nos últimos dez anos, a Alemanha condenou quatro antigos funcionários de campos nazistas por cumplicidade em crimes do Holocausto. Em 2020, o condenado foi um ex-guarda de 93 anos, incriminado por participar na morte de mais de 5 mil prisioneiros.

Efraim Zuroff, diretor do Centro Simon-Wiesenthal, uma das organizações que procura nazistas vivos, publicou em suas redes sociais, “saudável para fugir, saudável para ir para a prisão”.

Cúmplice em 10 mil mortes

Irmgard Furchner, que tinha 18 a 19 anos na época do crime e mora em um lar de idosos perto de Hamburgo, será julgada por um tribunal especial por “cumplicidade no assassinato em mais de 10.000 casos”, de acordo com a acusação.

Única mulher envolvida no nazismo a ser julgada no país nas últimas décadas, ela é acusada de participar do assassinato de prisioneiros no campo de concentração de Stutthof, na Polônia atual, onde trabalhou como datilógrafa e secretária do comandante do campo, Paul Werner Hoppe, entre junho de 1943 e abril de 1945.

Neste campo de concentração, cerca de 65.000 pessoas foram assassinadas, entre elas, “prisioneiros judeus, partidários poloneses e prisioneiros de guerra soviéticos“, afirma a acusação.

O advogado Christoph Rückel, que há anos representa os sobreviventes do Holocausto, disse na estação pública de televisão regional NDR que ela havia “digitado as ordens de execução e deportação e as rubricado”.

Após o atraso, ainda não há data para a abertura do processo. As audiências, programadas para durar até junho de 2022, devem ser limitadas a algumas horas por dia.

O julgamento deve ser seguido pelo de um ex-guarda de 100 anos no campo nazista de Sachsenhausen, perto de Berlim.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …