Arqueólogos encontram coração mumificado do tempo dos faraós

Uma equipe de arqueólogos descobriu um conjunto de materiais que foram utilizados no processo de embalsamento de um alto oficial do Egito faraônico. Entre as descobertas estava um coração mumificado.

A nova descoberta, levada a cabo por arqueólogos da Universidade de Alcalá de Henares, na Espanha, foi feita em Luxor, no Egito. Os pesquisadores encontraram um depósito de 56 jarras que contêm materiais utilizados no processo de embalsamento do vizir Ipi, um alto oficial do reinado de Amenemat I (2050-1750 a.C.).

Para surpresa da equipe, um dos elementos encontrados em uma das ânforas foi um coração mumificado. Segundo os arqueólogos da expedição, dirigida pelo professor Antonio J. Morales, a prática de extrair o órgão dos defuntos não era comum, por isso, vai ser objeto de uma investigação.

Entre 1921 e 1922, o egiptólogo norte-americano Herert Winlock já tinha encontrado, exatamente no mesmo local, materiais usados para o processo de mumificação.

“Na altura, várias jarras, tigelas, bisturis e uma mesa de mumificação foram enviadas para o Museu Metropolitano de Arte de Nova York, mas o conteúdo de 56 jarras nunca tinha sido desvendado”, afirma Morales.

(dr) Middle Kingdom Theban Project

Materiais de embalsamento encontrados no depósito do vizir Ipi

Materiais de embalsamento encontrados no depósito do vizir Ipi

Originalmente, este depósito de material tinha 67 jarras, mortalhas e lençóis de linho, panos e vários tipos de bandas, tecidos e peças para cobrir dedos, mãos e outras partes do cadáver. Também continha cerca de 300 sacos de sal de natro, óleos e areia.

A coleção de materiais oferece aos arqueólogos da expedição, denominada Middle Kingdom Theban Project, uma oportunidade excelente para a análise científica das substâncias, componentes têxteis e restos humanos encontrados no depósito. Além disso, a pesquisa irá ajudar a conhecer o tipo de técnicas de mumificação aplicadas e os possíveis rituais realizados durante o processo.

O principal propósito do projeto, que conta com a colaboração do Ministério de Antiguidades do Egito e da Inspetoria de Luxor, é o estudo arqueológico e epigráfico das tumbas de Henenu e Ipi e da câmara funerária e sarcófago de Harhotep, assim como a conservação e futura publicação destes monumentos localizados em Tebas.

“O estudo destes monumentos e sua evidência textual, iconográfica e arquitetônica ajudará a conhecer com mais detalhe esta época de reunificação política e cultural do Egito faraônico”, conclui o professor.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fortnite dá desconto por fora, é banido pela Apple e caso vai parar na justiça

A Epic está processando a Apple pela retirada de Fornite da App Store. Após um embate jurídico entre as duas companhias, o jogo foi bloqueado na loja do iOS, criando reação imediata da desenvolvedora. A história, …

Com 1000 anos, maior cidade pré-colombiana da região dos EUA fica sob a cidade St Louis

Por mais que tenhamos sido ensinados que a história do continente americano começa pela chegada por aqui dos navegadores europeus – e o próprio nome de tal território sublinha essa recorrente doutrinação – o fato …

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …