Base militar “secreta” dos EUA é descoberta perto da fronteira com Rússia, expõe emissora

Uma base “secreta” das Forças Especiais do Exército dos EUA está operando na Estônia desde 2014, comunicou uma mídia estoniana, após alegadamente ter tido acesso às instalações.

Embora a presença de um contingente da OTAN na Estônia, um país báltico na fronteira noroeste da Rússia, nunca tenha sido segredo, a presença de tropas americanas em uma alegada base secreta era aparentemente uma informação confidencial bem guardada.

Contudo, o “segredo” do local foi descoberto pela emissora estoniana ERR, depois de um dos seus jornalistas ter simplesmente analisado os registos públicos do Departamento de Defesa dos EUA.

Os meios de comunicação locais sempre tentaram encobrir o fato de Washington ter uma base militar na região, chamando-a de “instalação de treino e operações não especificada”.

Denúncia da base

A emissora denunciou involuntariamente o “segredo” do local, uma vez que os EUA nunca reconheceram ter instalações militares na Estônia, onde oficialmente estão destacadas apenas tropas da OTAN do Reino Unido na base militar de Tapa.

De acordo com os documentos do Departamento de Defesa americano, os US$ 15,7 milhões atribuídos à base militar estoniana serão utilizados para a construção de uma série de instalações, incluindo quartéis, armazéns de armamento e uma área de limpeza de armas.

Após meio ano de investigação, os jornalistas da ERR conseguiram entrar no território dessa base, que supostamente acomoda um regimento das Forças Especiais dos EUA em regime de rotação.

A base foi estabelecida em 2014, depois que as relações entre a vizinha Rússia e o Ocidente começaram sua espiral descendente, segundo o coronel do Exército americano Kevin Stringer, citado pela emissora.

Relatos anteriores

Esta não é a primeira vez que bases americanas “secretas” são acidentalmente reveladas ao público e aos seus possíveis adversários por mero acaso ou falta de supervisão.

Em novembro de 2017, um popular aplicativo de fitness para celulares, chamado Strava, publicou o mapa indicando a localização de seus usuários mais ativos. Para surpresa de muitos, algumas das maiores concentrações não estavam localizados em cidades ou centros esportivos, mas no meio do nada.

Como alguns desses aglomerados coincidiam com locais onde havia bases militares pertencentes aos EUA, várias mídias sugeriram que o aplicativo estava sendo usado por soldados em suas sessões de treinamento. Assim, muitas das concentrações não atribuídas podiam também pertencer a bases secretas dos EUA.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Não existe gene gay”, afirma estudo genético feito com meio milhão de DNAs

Como ser baixo ou alto, mais ou menos inteligente, o fato de amar homens ou mulheres não é definido por um único gene, mas por várias regiões do genoma e, como qualquer aspecto humano complexo, …

Este projeto social está buscando 7 pessoas para viajar o mundo com tudo pago

A empresa portuguesa YourBestLife está recrutando sete pessoas para viajar o mundo realizando trabalhos de impacto social com tudo pago. As inscrições vão até o dia 31 de outubro e podem se candidatar pessoas que …

Pela primeira vez na história cientistas conseguem reverter envelhecimento

Nenhuma pessoa está livre do tempo: seja um jovem, uma criança, um recém-nascido ou um adulto em idade madura, todo mundo irá envelhecer e sentir os efeitos desse processo. Essa é uma verdade incontestável em qualquer …

Greta Thunberg protesta em frente à Casa Branca ao lado de estudantes pelo clima

A militante do meio ambiente, Greta Thunberg, participou nesta sexta-feira (13) de uma pequena manifestação sobre o clima em frente à Casa Branca. “Nunca desistam”, disse a ativista aos jovens que foram até o local …

Snowden alerta para propagação de mentiras na internet

Há seis anos, ex-analista da NSA causou terremoto político ao revelar atividades ilícitas do serviço secreto dos EUA. Em entrevistas a jornais alemães, Snowden conta que ainda almeja asilo político na Alemanha. Seis anos após divulgar …

Visita de objeto interestelar intriga comunidade científica

  O objeto interestelar foi detectado por um astrônomo amador, e desde então o visitante passou a intrigar a comunidade científica. Gennady Borisov, astrônomo amador, utilizou um telescópio que ele mesmo construiu para avistar o objeto. Sua …

Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth. William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, …

O plano japonês de jogar ao mar água radioativa de Fukushima

Nesta semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Yoshiaki Harada, declarou que despejar no Oceano Pacífico mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada pelo desastre nuclear de Fukushima seria a "única opção" …

Incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos no Rio de Janeiro

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos onze mortos, conforme noticiado pela imprensa brasileira. Os pacientes foram retirados às pressas da unidade …

Origem dos cometas é revelada em novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Leiden (Holanda) aplicaram modelos químicos em 14 cometas e encontraram um padrão em sua composição. Os cometas são bolas de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com pedras. Seus núcleos podem alcançar …