Restos de cavalo enterrado com sudário há 3 mil anos são encontrados no Nilo

Purdue University

Restos de cavalo enterrado com sudário há 3 mil anos são encontrados no Nilo

Um cavalo enterrado em Tombos, no vale do Nilo, revela a importância ancestral desse animal na região e abre uma janela nas relações humano-animais há mais de 3 mil anos.

As descobertas foram publicadas na semana passada na revista Antiquity. O cavalo de Tombos foi descoberto em 2011 e os membros da equipe de Purdue, a professora Michele Buzon e a ex-aluna Sarah Schrader, participaram da escavação e da análise.

O cavalo está datado do Terceiro Período Intermédio, entre 1050 e 728 antes de Cristo, tendo sido encontrado a 1,2 metro de profundidade em uma tumba. O cavalo, ainda com restos de pele de cor castanha, tinha sido sepultado em uma posição funerária com um sudário, tecido utilizado pelos humanos para secar o suor e, muitas vezes, utilizado para envolver cadáveres de pessoas.

“Estava claro que o cavalo teve um enterro intencional, o que é muito fascinante”, disse em comunicado Buzon, professor de antropologia. “Os restos de pano nos cascos indicam a presença de um sudário. As mudanças nos ossos e as peças de ferro de uma flange sugerem que o cavalo poderia ter sido usado para puxar um carro. Tínhamos encontrado algo como isso nas escavações anteriores em Tombos. Os restos de animais são muito raros no sítio.”

Buzon, um bioarqueólogo, trabalhou com Stuart Tyson Smith, professor de antropologia na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara, durante 18 anos neste local, no atual Sudão, e ambos são os pesquisadores principais do projeto.

Buzon utiliza a evidência cultural e de saúde de mais de 3 mil anos de antiguidade para entender as vidas dos núbios e dos egípcios durante o tempo do Império Novo.

Isso ocorreu quando os egípcios colonizaram a área, aproximadamente em 1500 a.C., para ter acesso às rotas comerciais no rio Nilo. Com os anos, centenas de artefatos, incluindo ferramentas, esculturas e pratos, foram desenterrados neste sítio que serviu de de cemitério para cerca de 200 pessoas.

Encontrar o cavalo foi algo inesperado“, disse Schrader. “Inicialmente não estávamos seguros se era moderno ou não. Mas à medida que descobrimos lentamente os restos, começamos a encontrar artefatos associados ao cavalo, como o besouro e o sudário. Foi aí que nos demos conta da importância da descoberta. Nos emocionamos ainda mais quando avaliamos as datas de carbono 14 e confirmamos a idade do animal.”

O cavalo foi bem tratado durante a vida, já que viveu até uma idade madura. Também foi importante para o povo porque foi enterrado, um ritual que geralmente está reservado aos humanos. Além disso, o fato de uma das peças de ferro da África se encontrar associada ao cavalo reitera como foi especial para esse povo”, explicou Schrader.

Ciberia // ZAP / Europa Press

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …