Ciclone mais poderoso do século na Índia e Bangladesh deixa mais de 80 mortos

Centenas de vilarejos costeiros inundados, colheitas perdidas e milhares de casas destruídas. A passagem do ciclone Amphan pela Índia e Bangladesh deixou um cenário de “devastação sem precedentes” e 84 mortos, segundo levantamento feito nesta quinta-feira (21).

Quase 24 horas após a chegada à terra firme do mais poderoso ciclone a se formar na Baía de Bengala no século 21, a perda de vidas humanas, no entanto, parece provisoriamente menor do que a causada por outros ciclones violentos que já atingiram a região, causando, às vezes, milhares de mortes.

Até o momento, a Índia registrou 72 mortes no estado de Bengala Ocidental e Bangladesh assinalou 12 mortos em seu território, segundo relatos oficiais ainda provisórios.

Experientes no gerenciamento de ciclones e dotados de sistemas eficazes de monitoramento climático, os dois países do sul da Ásia haviam retirado mais de três milhões de pessoas de suas casas como medida preventiva.

Foi uma tempestade forte. Porém, gradualmente, ela perdeu força durante três dias antes de atingir o estado indiano de Bengala Ocidental”, explica Nayeem Wahra, especialista em desastres naturais em Bangladesh. O ciclone Amphan chegou no final da tarde de quarta-feira (20) ao sul da metrópole de Calcutá, acompanhado por ventos em torno de 165 km/h e chuva torrencial.

Enquanto os ventos sopravam com força na cidade de Tala, em Bangladesh, Shafiqul Islam passou três horas intermináveis ​​abrigado debaixo de sua cama com a esposa e os dois filhos, consumidos pelo remorso de terem cometido um “grande erro”, na sua avaliação, de não terem ido para os abrigos de proteção. Quando o agricultor de 40 anos finalmente saiu, “a casa havia sido destruída e a maioria das residências dos vizinhos estava no chão”, disse. “Estivemos à beira da morte”, acrescentou.

10 milhões sem energia

Ao derrubar postes, cortar cabos elétricos e destruir transformadores, o ciclone deixou 15 milhões de pessoas sem energia elétrica em Bangladesh. Na manhã desta quinta-feira (21), 10 milhões ainda estavam sem energia.

Na cidade de Buri Goalini, em Bangladesh, uma das mais afetadas, “o ciclone não provocou mortes, mas destruiu nossos meios de subsistência”, disse Bhabotosh Kumar Mondal. “Estamos vendo um rastro de devastação incrível“, disse.

Com a tempestade e um aumento abrupto na água causado pelos fortes ventos, que provocaram ondas de até três metros de altura, parte da costa ficou submersa e várias aldeias foram invadidas pela água salgada. Porém, de acordo com Nayeem Wahra, a tempestade causada pelo ciclone Amphan foi menor do que temiam os meteorologistas.

Noite de terror

Do outro lado da fronteira, na Índia, a situação é idêntica e os danos causados também são de grande magnitude. “O ciclone Amphan devastou a costa de Bengala Ocidental. Milhares de casas foram derrubadas, árvores arrancadas, estradas submersas e colheitas destruídas”, relatou à imprensa Mamata Banerjee, ministra-chefe do Estado.

Depois de uma noite de terror, os 15 milhões de habitantes de Calcutá acordaram com ruas inundadas, carros cheios d’água e faixas de tráfego bloqueadas por árvores e postes elétricos caídos. As imagens mostram ainda a pista do aeroporto coberta de água.

Nesta quinta-feira (21), o ciclone Amphan enfraqueceu na direção norte, a ponto de se tornar uma simples depressão tropical. Na segunda-feira, ele havia alcançado a categoria 4 de 5 na escala Saffir-Simpson, com ventos de 200 km/h a 240 km/h. Trata-se do ciclone mais poderoso a se formar na baía de Bengala desde 1999, quando um evento parecido matou 10.000 pessoas em Odisha, estado costeiro do leste da Índia.

Os países da região aprenderam as lições dos devastadores ciclones das décadas anteriores: construíram milhares de abrigos para a população e implementaram políticas de evacuação rápida. Contudo, a pandemia de coronavírus dificultou o trabalho este ano. Para impedir a propagação do vírus, as autoridades pediram aos deslocados que respeitassem distância física nos abrigos e que usassem máscaras. Na prática, entretanto, essas medidas de precaução foram pouco respeitadas.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …