Ciclone mais poderoso do século na Índia e Bangladesh deixa mais de 80 mortos

Centenas de vilarejos costeiros inundados, colheitas perdidas e milhares de casas destruídas. A passagem do ciclone Amphan pela Índia e Bangladesh deixou um cenário de “devastação sem precedentes” e 84 mortos, segundo levantamento feito nesta quinta-feira (21).

Quase 24 horas após a chegada à terra firme do mais poderoso ciclone a se formar na Baía de Bengala no século 21, a perda de vidas humanas, no entanto, parece provisoriamente menor do que a causada por outros ciclones violentos que já atingiram a região, causando, às vezes, milhares de mortes.

Até o momento, a Índia registrou 72 mortes no estado de Bengala Ocidental e Bangladesh assinalou 12 mortos em seu território, segundo relatos oficiais ainda provisórios.

Experientes no gerenciamento de ciclones e dotados de sistemas eficazes de monitoramento climático, os dois países do sul da Ásia haviam retirado mais de três milhões de pessoas de suas casas como medida preventiva.

Foi uma tempestade forte. Porém, gradualmente, ela perdeu força durante três dias antes de atingir o estado indiano de Bengala Ocidental”, explica Nayeem Wahra, especialista em desastres naturais em Bangladesh. O ciclone Amphan chegou no final da tarde de quarta-feira (20) ao sul da metrópole de Calcutá, acompanhado por ventos em torno de 165 km/h e chuva torrencial.

Enquanto os ventos sopravam com força na cidade de Tala, em Bangladesh, Shafiqul Islam passou três horas intermináveis ​​abrigado debaixo de sua cama com a esposa e os dois filhos, consumidos pelo remorso de terem cometido um “grande erro”, na sua avaliação, de não terem ido para os abrigos de proteção. Quando o agricultor de 40 anos finalmente saiu, “a casa havia sido destruída e a maioria das residências dos vizinhos estava no chão”, disse. “Estivemos à beira da morte”, acrescentou.

10 milhões sem energia

Ao derrubar postes, cortar cabos elétricos e destruir transformadores, o ciclone deixou 15 milhões de pessoas sem energia elétrica em Bangladesh. Na manhã desta quinta-feira (21), 10 milhões ainda estavam sem energia.

Na cidade de Buri Goalini, em Bangladesh, uma das mais afetadas, “o ciclone não provocou mortes, mas destruiu nossos meios de subsistência”, disse Bhabotosh Kumar Mondal. “Estamos vendo um rastro de devastação incrível“, disse.

Com a tempestade e um aumento abrupto na água causado pelos fortes ventos, que provocaram ondas de até três metros de altura, parte da costa ficou submersa e várias aldeias foram invadidas pela água salgada. Porém, de acordo com Nayeem Wahra, a tempestade causada pelo ciclone Amphan foi menor do que temiam os meteorologistas.

Noite de terror

Do outro lado da fronteira, na Índia, a situação é idêntica e os danos causados também são de grande magnitude. “O ciclone Amphan devastou a costa de Bengala Ocidental. Milhares de casas foram derrubadas, árvores arrancadas, estradas submersas e colheitas destruídas”, relatou à imprensa Mamata Banerjee, ministra-chefe do Estado.

Depois de uma noite de terror, os 15 milhões de habitantes de Calcutá acordaram com ruas inundadas, carros cheios d’água e faixas de tráfego bloqueadas por árvores e postes elétricos caídos. As imagens mostram ainda a pista do aeroporto coberta de água.

Nesta quinta-feira (21), o ciclone Amphan enfraqueceu na direção norte, a ponto de se tornar uma simples depressão tropical. Na segunda-feira, ele havia alcançado a categoria 4 de 5 na escala Saffir-Simpson, com ventos de 200 km/h a 240 km/h. Trata-se do ciclone mais poderoso a se formar na baía de Bengala desde 1999, quando um evento parecido matou 10.000 pessoas em Odisha, estado costeiro do leste da Índia.

Os países da região aprenderam as lições dos devastadores ciclones das décadas anteriores: construíram milhares de abrigos para a população e implementaram políticas de evacuação rápida. Contudo, a pandemia de coronavírus dificultou o trabalho este ano. Para impedir a propagação do vírus, as autoridades pediram aos deslocados que respeitassem distância física nos abrigos e que usassem máscaras. Na prática, entretanto, essas medidas de precaução foram pouco respeitadas.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Muito além de Netuno: objeto binário choca cientistas por ter partes orbitando muito perto

Um objeto transnetuniano (TNO, na sigla em inglês) binário foi detectado por uma rede de observação nos EUA. Objetos transnetunianos consistem em pequenos corpos gelados que orbitam o Sol a uma distância longínqua, para além …

Acusados de financiar terrorismo na Síria com bitcoins são detidos na França

A Procuradoria Nacional Antiterrorista (PNAT) da França anunciou a detenção nesta terça-feira (29) de 29 pessoas acusadas de transferir recursos a jihadistas na Síria graças a um circuito sofisticado no qual foram utilizadas criptomoedas. A …

Donald Trump e Joe Biden travam debate caótico

Xingamentos e interrupções marcam primeiro duelo direto. Trump se recusa a condenar racistas, e Biden chama presidente de palhaço e mentiroso. Democrata sinaliza que pretende retaliar Brasil por devastação ambiental. Faltando pouco mais de um mês …

Flight Simulator tem um bug com buraco bizarro no mapa do Brasil

Vejam só: encontraram um bug respeitável na edição 2020 de Flight Simulator, o respeitado simulador de voo da Microsoft. E, para o nosso orgulho, a falha se localiza especificamente no Brasil. Se você sobrevoar as coordenadas …

Médica fez viagem institucional para impedir aborto de criança vítima de estupro e Damares teria atuado nos bastidores

Uma reportagem da Folha de São Paulo afirmou que uma das médicas que trabalhou para impedir o aborto legal de uma criança de 10 anos que foi estuprada em São Mateus, ES, confessou, em entrevista, …

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …