Cientistas teriam desvendado mistério do monstro do lago Ness

Grupo de cientistas analisou mais de 500 milhões de sequências de DNA retiradas do lago Ness. Os resultados da análise refutaram a maioria das hipóteses antes consideradas.

Durante mais de um milênio, o misterioso monstro do lago Ness tem fascinado muitas pessoas. Agora uma equipe de pesquisadores estudou o caso usando métodos genéticos.

A lenda de um monstro vivendo naquelas águas escocesas remonta a 565 d.C., quando surgiram os primeiros relatos a respeito de uma criatura misteriosa no rio Ness, não no lago. A lenda começou a ganhar repercussão a partir de 1933, após supostas aparições no lago.

Se, por um lado, isso trouxe medo a alguns, por outro o mito estimulou a economia local com a presença de turistas do mundo inteiro. No entanto, nunca o animal foi capturado nem sua existência comprovada.

Para solucionar o mistério, um grupo de cientistas encabeçados pelo professor geneticista Neil Gemmel, da Universidade de Otago, Nova Zelândia, analisou um total de 500 milhões de sequências de DNA. O material genético foi obtido em 250 amostras de água do fundo do lago.

Durante o árduo trabalho, os cientistas refutaram algumas das teorias mais famosas sobre o suposto monstro. O grupo de Gemmel rejeitou a ideia de que possa existir um réptil jurássico no lago, assim como não encontrou nenhum rastro de DNA de peixes-gato ou tubarões. Sendo assim, restou somente uma explicação plausível.

Há uma grande quantidade de DNA de enguias. Existem muitas enguias no Lago Ness. Nossos estudos não puderam determinar seu tamanho, no entanto a grande quantidade de DNA de enguia não descarta a possibilidade de haver enguias gigantes no lago”, publicou as palavras de Gemmel o Independent.

Em vídeo divulgado pela organização Ness Fishery Board em uma rede social, é possível ver uma enguia no lago.

Sejamos honestos: quando você vê um grande animal em forma de enguia passando na tua câmera no rio Ness, a primeira coisa que vem na cabeça é o monstro do lago Ness.

O pesquisador também disse que mergulhadores já relataram ter visto enguias da grossura da perna de um homem no lago. Além disso, como especialista em genética, Gemmel diz ser provável que uma ou duas enguias tenham alcançado quatro metros de comprimento.

Embora os estudos de Gemmel não determinem com precisão a natureza da criatura avistada, isso não significa que não possa haver um “monstro” no lago. Como disse o investigador, “a ausência de evidência não é necessariamente evidência de ausência”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …