Confissão levou Liam Neeson a ser acusado de racismo

O ator Liam Neeson está no centro de uma polêmica após ter admitido em entrevista ao jornal britânico The Independent já ter saído de casa para deliberadamente tentar matar um homem negro.

Neeson foi acusado de ser racista, mas, após a repercussão, negou o preconceito. O comentário foi feito durante uma entrevista para promover seu novo filme, Vingança a Sangue Frio, em que um homem busca punir os responsáveis pelo assassinato de seu filho.

Questionado sobre o comportamento de seu personagem, o ator britânico de 66 anos respondeu que “algo primitivo” surge em alguém quando uma pessoa próxima é vítima de violência. “Deus te livre de ter algum membro da família ferido em uma situação criminosa. Vou te contar uma história. É verdadeira.”

Em seguida, relatou que, há 40 anos, após voltar de uma viagem ao exterior, uma pessoa próxima, que morreu há cinco anos, contou ter sido vítima de violência sexual.

“Ela lidou com o estupro de uma forma extraordinária. Mas minha reação imediata foi… Perguntei a ela ‘você conhece quem fez isso?’ Ela respondeu que não. ‘Qual era a cor dele?’ Ela disse que tinha sido uma pessoa negra”, disse Neeson.

O ator disse ter saído em busca de um alvo para extravasar sua raiva. “Percorri as ruas com um bastão, esperando que alguém me abordasse – tenho vergonha de dizer isso – e o fiz por talvez uma semana, esperando que [o ator faz o sinal de aspas com os dedos] um ‘negro desgraçado’ saísse de um bar e tentasse me provocar sobre alguma coisa, sabe? Para que pudesse matá-lo.”

Na mesma entrevista Neeson, disse: “Foi horrível, horrível que tenha feito aquilo. Nunca admiti isso, e o estou fazendo para um jornalista. Deus me perdoe. Foi terrível, mas eu aprendi uma lição com isso”.

‘Não sou racista’, disse Neeson

As declarações provocaram muitas críticas ao ator. O jornalista que fez a entrevista, Clémence Michallon, disse à BBC News que “qualquer um que ouvisse o que ele relatou ficaria chocado e atônito de várias formas, e ele mesmo diz ter vergonha do que pensava e fala que que é algo horrível”.

Carla Hall, colunista do jornal Los Angeles Times, escreveu que esse tipo de conduta era “desprezível”, acrescentando que agora ela quer que o ator fale se conseguiu lidar com “qualquer tipo de racismo que ainda tenha”.

Ele era um racista ou apenas um homem abalado, capaz de ser violento para se vingar? Ou era ambos? Claro, ele era racista. Ele estava perambulando pelas ruas tentando encontrar um homem negro aleatório para matar e deu todos os indícios de ser capaz de ser violento”.

“É uma combinação explosiva. Sua revelação é profundamente perturbadora. A questão é: quanto ele mudou desde então?”, acrescenta Hall.

Neeson negou nesta terça-feira ao programa Good Morning America, da ABC, ter preconceito: “Não sou racista“. Ele explicou que “nunca tinha experimentado esse sentimento antes”.

Foi um impulso primitivo de atacar alguém. Neeson reafirmou ter percorrido “deliberadamente áreas frequentadas por negros da cidade, procurando ser provocado para que pudesse reagir com violência física”. E acrescentou: “Fiz isso talvez quatro ou cinco vezes.”

Desejo de vingança

Neeson alegou à ABC que teria agido da mesma forma quem quer que fosse o agressor. “Se ela tivesse dito que havia sido um irlandês, um escocês, um britânico ou um lituano, eu teria – sei que teria – a mesma reação. Estava tentando ser honrado, defender minha amiga querida de uma forma terrivelmente medieval.”

Neeson afirmou sobre sua atitude: “Isso me chocou e me machucou. Procurei ajuda“. O ator disse ter se confessado e passado a fazer caminhadas de duas horas por dia para tentar superar sua raiva.

Na entrevista à ABC, Neeson afirmou ainda que sua intenção ao fazer tais comentários era iniciar um debate mais amplo sobre racismo.

Questionado sobre o que desejava que as pessoas aprendessem com sua experiência, ele disse: “A conversar. A se abrir. Todos fingimos que somos todos politicamente corretos neste país. No meu também [Neeson é irlandês]. Às vezes, você arranha a superfície e descobre esse racismo e fanatismo que estão lá”.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …

Monolito misterioso achado no deserto dos EUA desaparece

O misterioso monolito de metal que causou grande especulação após sua descoberta em um deserto no estado americano de Utah, nos EUA, aparentemente desapareceu, segundo funcionários locais. O escritório de administração fundiária do estado de Utah …

Parlamento iraniano assina texto que impede inspeção de centrais nucleares

A proposta é uma represália ao assassinato do cientista Mohsen Fakhrizadeh, chefe do Departamento de Pesquisa e Inovação do Ministério da Defesa, nesta sexta-feira (27). O governo iraniano responsabilizou Israel pelo crime, dizendo que …