“Diabo marinho”: criatura do abismo nunca vista antes é filmada pela primeira vez

Um verdadeiro “diabo marinho”. Um casal de cientistas alemães conseguiu filmar, pela primeira vez, o ato sexual entre dois peixes com uma aparência assustadora.

O casal alemão Kirsten e Joachim Jakobsen estava ao largo da Ilha de São Jorge, nos Açores (Portugal), em um submarino, quando as estranhas criaturas chamaram a atenção. Filmado a cerca de 800 metros de profundidade, o vídeo, feito em 2016, mostra uma criatura misteriosa flutuando nas águas escuras do Atlântico.

O casal de pesquisadores enviou o vídeo a Ted Pietsch, cientista da Universidade de Washington, nos EUA, especializado em peixes de águas profundas, que confirmou finalmente a espécie dos peixes bizarros: Caulophryne jordani.

O estranho peixe é famoso pela sua “rede de pesca” bioluminescente sobre a cabeça, que serve para atrair presas. O animal vive nas profundezas dos oceanos, normalmente entre 300 metros e 5 quilômetros de profundidade, onde os raios solares nunca penetram, explica Pietsch à ScienceMag.

O brilho fantasmagórico do peixe resulta das reações químicas que ocorrem em seu corpo. Segundo os pesquisadores, a fêmea pode chegar a ser 60 vezes maior e pesar mais meio milhão de vezes do que os machos.

Segundo o Diário de Notícias, Kirsten e Joachim Jakobsen conseguiram filmar os peixes Lophiiformes, conhecidos como peixes xarrocos, no exato momento do acasalamento. No vídeo, pode-se observar a fêmea, com seus filamentos bioluminescentes e barbatanas estendidas, enquanto o macho anão encontra-se em seu ventre.

Os tamboris raramente são vistos em vida. Os cientistas só conheciam seu método de reprodução através dos espécimes recuperados de fêmeas mortas com machos ainda presos a elas. Quase tudo o que sabemos sobre o tamboril do fundo do mar vem de animais mortos puxados por redes.

Os cientistas identificaram até agora mais de 160 exemplares, mas apenas um punhado de vídeos existe – e esse é o primeiro que mostra um par em união sexual. “Podemos imaginar como essa descoberta é rara e importante”, diz Pietsch.

Os biólogos chamam esse tipo de acasalamento de parasitismo sexual, no qual o macho recebe proteção e nutrientes do sistema circulatório da fêmea e, em troca, a fêmea recebe esperma, que será utilizado quando estiver preparada para conceber os filhotes.

Se o macho não encontrar uma fêmea para acasalar, ele morre. E se encontrar, fica ligado à fêmea para sempre, até o fim da vida – algo que os menos românticos poderão dizer que é um destino pior que a morte.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas descobrem sinais de Parkinson no cérebro até 20 anos antes dos sintomas

Cientistas dizem ter identificado os primeiros sinais da doença de Parkinson no cérebro - encontrados de 15 a 20 anos antes dos sintomas aparecerem. Exames realizados em um pequeno número de pacientes considerados de alto risco …

Corredora de 103 anos bate recorde e ganha medalha de ouro

Chegar aos 103 anos é para poucos ainda mais quando se ganha uma corrida em primeiro lugar. Julia Hawkins, apelidada de “O Furacão”, ela ganhou nesta semana a medalha de ouro na categoria de “100 …

"Paris, capital anti-Bolsonaro", publica jornal Le Monde

O jornal Le Monde desta sexta-feira (21) publica uma matéria sobre a mobilização na França de associações, intelectuais e artistas contra o atual governo brasileiro. "Paris, capital anti-Bolsonaro" é a manchete do texto assinado pelo …

Cientistas trazem respostas sobre misteriosas aves gigantes de Nazca, no Peru

Aves representadas em formas de geoglifos foram identificadas com base em impressões gerais ou alguns traços morfológicos de cada figura. Os mistérios das linhas de Nazca finalmente podem ser resolvidos. Isso porque um estudo identificou …

Trump ordena ciberataques e novas sanções contra Irã

EUA praticaram ataques cibernéticos contra rede de espionagem e computadores que controlam lançamentos de mísseis iranianos, revela mídia americana. Pelo Twitter, Trump diz que vai impor novas sanções contra Teerã. Os Estados Unidos realizaram nesta semana …

Descoberta nova espécie de verme que tem olhos na cabeça e no traseiro

Uma nova espécie de verme que tem olhos na cabeça e também no traseiro foi descoberta no mar da Escócia. Os cientistas encontraram o animal durante uma pesquisa na Área Marinha Protegida de West Shetland …

Sonda Curiosity encontra gás que levanta possibilidade de vida em Marte

A sonda Curiosity, da NASA, encontrou grandes quantidades de metano no ar de Marte na quarta (19) e os cientistas que estão fazendo o acompanhamento da missão acreditam que isso levanta a possibilidade de haver …

As 'fazendas de cadáveres' onde corpos se decompõem ao ar livre

No meio de um gramado há alguns arbustos de aproximadamente um metro de altura. Eles são um pouco mais altos que os demais, porque o pedaço de terra em que crescem se alimenta de substâncias …

Thom Yorke lançará curta na Netflix junto de seu novo álbum, “Anima”

O disco Anima, próximo lançamento do eterno vocalista do Radiohead, Thom Yorke, será lançado no dia 27 de junho. Na mesma data, a Netflix receberá um curta-metragem que se amarra ao álbum, e ele será composto …

Buracos negros poderiam sustentar vida extraterrestre através de forte radiação

Como sabemos, os buracos negros são destruidores em uma escala cósmica, entretanto, eles também podem abrigar vida. De acordo com novas pesquisas, a radiação emitida por eles durante frenéticas de alimentação pode gerar blocos de construção …