Desmatamento gera 44% dos gases do efeito estufa emitidos no Brasil

De 2017 para 2018, emissões ligadas à derrubada de florestas aumentaram 3,6%, representando a maior fonte de poluentes liberados no país. Brasil é o sexto maior emissor do planeta.

Estimativas divulgadas nesta terça-feira pelo Sistema de Emissões de Gases de Efeito Estufa (Seeg) do Observatório do Clima apontam que o desmatamento foi a principal fonte de emissões no Brasil em 2018, respondendo por 44% do total.

De 2017 para 2018, as emissões ligadas ao desmatamento, que no levantamento do Seeg é descrito como mudanças de uso da terra, cresceram 3,6%, gerando cerca de 845 milhões de toneladas de carbono equivalente (CO2e). O Pará, estado com maior taxa de desmatamento, foi também o que mais poluiu.

“Grande parte das emissões do Pará ocorreram na região na BR-163 e na Terra do Meio, muito dentro de unidades de conservação e devido à invasão de terras indígenas”, detalha Ane Alencar, do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam).

Segundo o Seeg, as emissões decorrentes da alta de 8,5% no desmatamento da Amazônia no ano passado foram em parte compensadas por uma redução de cerca de 10% na destruição do Cerrado.

No geral, as emissões brutas de gases de efeito estufa do Brasil mantiveram o patamar observado no ano anterior: 1,939 bilhão de toneladas de CO2 equivalente (CO2e), contra 1,932 bilhão em 2017. O resultado, no entanto, é avaliado com cautela pelos pesquisadores que trabalharam no levantamento.

“Se a gente olha para as emissões per capita, a gente segue maior que a média mundial”, pondera Tasso Azevedo, coordenador do Seeg, ressaltando que média brasileira é de 9,3 toneladas brutas, contra 7,2 toneladas da média global.

Para o ano que vem, a expectativa é de piora do cenário. “De 2018 para 2019 esperamos um aumento muito grande de emissões, não só por conta do fogo, mas por conta do desmatamento observado neste ano”, afirma Alencar.

Na comparação entre países, o Brasil é o sexto maior emissor de poluentes, atrás de China, Estados Unidos, Índia, Indonésia e Rússia. “É uma vergonha para o Brasil, porque, diferentemente dos países que têm um gigantesco desafio tecnológico para diminuir suas emissões, como setor de energia, aqui nós precisamos diminuir o desmatamento”, comentou Ricardo Abramovay, pesquisador da Universidade de São Paulo.

“Estamos sem política de clima no Brasil. Tudo ruiu”, diz Carlos Rittl, secretário-executivo do Observatório do Clima, ao abordar o governo do atual presidente Jair Bolsonaro.

Agropecuária, energia e indústria

Responsável por 25% das emissões em 2018, a agropecuária registrou uma leve queda, de 0,7%, em comparação ao ano anterior. O principal gás estufa proveniente do setor é o metano, fruto do processo digestivo de bois, ovinos e caprinos. Como houve redução do rebanho bovino no país naquele ano, o mesmo ocorreu com as emissões.

“Esquentou tanto o abate de gado para produzir carne que o rebanho nacional chegou a cair”, diz Ciniro Costa Junior, do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora), comentando o aquecimento do mercado internacional. Segundo o pesquisador, 69% das emissões da agropecuária estão relacionadas à produção de carne.

Já as emissões do setor de energia, que inclui a queima de combustíveis fósseis no transporte e geração de eletricidade, foram as que mais caíram: 5%. “Isso aconteceu porque houve aumento do uso de biocombustíveis, como uso de etanol nos transportes, com uma redução no consumo de gasolina”, justifica Felipe Barcellos e Silva, do Instituto de Energia e Meio Ambiente (Iema). “O uso de energia renovável também aumentou, principalmente a eólica”, adiciona.

Quanto aos processos industriais e uso de produtos, que contabilizam emissões da indústria, o aumento foi de 1%. Uma alta semelhante foi observada nas emissões por resíduos, que foi de 1,3%. O aumento, segundo pesquisadores do Seeg, se deve em parte ao aumento da população e da urbanização no país.

Criado em 2012, o Seeg gera as estimativas segundo as diretrizes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), com base nos dados dos inventários do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Uber testa modalidade que permite ao usuário reservar carro por hora

Na tentativa de achar novas fontes de receita para seu negócio de corridas compartilhadas, seriamente afetado pela COVID-19, a Uber está testando uma nova modalidade, focada nos passageiros que precisam fazer viagens mais longas e …

Revelada razão de comportamento instável de estrelas perto dos centros galácticos

Estrelas de ramo horizontal extremo são mais brilhantes e têm um ciclo de vida inferior ao das estrelas comuns, de acordo com um novo estudo. Os astrônomos estudaram o comportamento de um tipo especial de estrelas, …

Trump ameaça acionar Forças Armadas para conter protestos

No 7.º dia de manifestações antirracismo, Presidente dos EUA critica inação de governadores e promete enviar milhares de soldados para pôr fim a distúrbios. Visita de Trump a igreja é criticada como tentativa de autopromoção. O …

Não é apenas o coronavírus: surto de ebola retorna ao Congo

Foi confirmada, pelo ministro da Saúde do Congo, a descoberta de novos casos de Ebola na província de Équateur. O último surto do vírus altamente mortal ocorreu em 2018 e matou 33 pessoas no país. O …

Coronavírus: São Paulo se prepara para reabertura com 70% de leitos ocupados

O governo estadual de São Paulo ordenou a reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais a partir dessa terça-feira (2). A gestão diz se basear no índice de infecções do novo coronavírus por cidade. Mesmo com 70% …

Júpiter é tão grande que quase virou um sol

Júpiter é o maior planeta do sistema solar. Assim, bem maior mesmo. Do tipo se você pegar todos os outros planetas e juntar suas massas, não chega nem aos pés dele. Nem mesmo metadinha. Esse gigante …

União Europeia pede que EUA reconsiderem sua decisão de cortar relações com a OMS

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o chefe de relações internacionais da União Europeia, Josep Borrell, pediram neste sábado (30) que os Estados Unidos “reconsiderem a decisão anunciada” de romper …

Astronautas da NASA chegam à ISS em nave da SpaceX e entram para a história

Depois de viajarem pelo espaço por 19 horas, os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley chegaram à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave Crew Dragon alguns minutos antes do previsto. O lançamento histórico aconteceu …

Nova Zelândia se encontra em cima de enorme bolha de lava, segundo pesquisa

Durante os anos 70, pesquisadores propuseram a teoria de que o interior do planeta se agita lentamente como uma bolha de lava. Estas bolhas flutuantes surgem como plumas do manto derretido do centro da Terra, onde …

Alemães usam criatividade para manter distanciamento social

Até final de junho, distância mínima está em vigor em espaços públicos. Instituições de cultura encontraram meios engenhosos para reunir grupos com segurança. Ideias vão de chapéu com boia até orações em estacionamento. Com medidas de …