A forma de respirar influencia o olfato, a memória e o medo

A respiração não serve apenas para encher nossos pulmões de ar e permitir a troca gasosa do nosso sangue, mas também afeta nosso pensamento e funcionamento cerebral, segundo um novo estudo da Northwestern University (EUA).

Pesquisadores descobriram que o ritmo da respiração cria atividade elétrica no cérebro humano, e que os efeitos são diferentes dependendo se respiramos pela boca ou pelo nariz e se estamos inspirando ou expirando.

O trabalho foi publicado na revista The Journal of Neuroscience.

No início do trabalho, os pesquisadores analisaram dados de eletroencefalografia de sete pacientes com epilepsia. Esses pacientes tiveram eletrodos implantados em seus cérebros antes de passar por cirurgia para tentar determinar a origem das convulsões. Os dados mostraram que a atividade cerebral parece entrar em sincronia com a respiração.

Estímulo cerebral

Essa atividade foi observada em três regiões do cérebro: o córtex piriforme, que processa cheiros; o hipocampo, que controla a memória; e a amígdala, que está ligada ao processamento de emoções.

“Uma das principais descobertas desse estudo é que há diferença dramática na atividade cerebral na amigdala e do hipocampo durante a inspiração quando comparado com a expiração”, diz a neurologista Christina Zelano. “Quando você inspira, descobrimos que você está estimulando neurônios no complexo olfativo, amigdala e hipocampo”.

Os pesquisadores descobriram que a estimulação parece estar limitada à inspiração, e apenas quando a respiração acontece pelo nariz, e não pela boca.

Experimento de interpretação de expressões

No experimento conduzido no estudo, participantes sentados na frente de uma tela de computador e usando uma máscara respiratória tinham que classificar imagens entre expressões de medo ou de surpresa. Assim que as fotografias de rostos apareciam, eles tinham que selecionar uma das duas emoções o mais rápido possível.

O objetivo era analisar como a amigdala – que está envolvida na interpretação de expressões faciais – é afetada pela respiração. Participaram desse experimento 70 voluntários com idades entre 18 e 30 anos.

O resultado foi que os participantes selecionavam a opção correta com maior velocidade quanto inspiravam pelo nariz. Essa diferença foi de apenas uma fração de segundo, e aconteceu apenas na identificação das expressões de medo. Já o tempo de identificação de expressões de surpresa não se alterou com os diferentes tipos de respiração.

Teste de memória

Um experimento separado envolvendo 42 participantes testou a memória dos voluntários, medindo a atividade no hipocampo. Os voluntários viam imagens de objetos na tela do computador e depois tinham que se lembrar deles.

No experimento, o grupo se lembrou melhor dos objetos quando inspirava pelo nariz, com 5% mais acertos do que quando estavam expirando.

white_ribbons / Flickr

-

Quando você inspira, está estimulando neurônios no complexo olfativo, amigdala e hipocampo

Respiração ofegante

O estudo sugere que nossas habilidades cognitivas melhorem com a inspiração, e isso pode explicar por que ficamos ofegantes em situações perigosas. Assim, uma reação como a fuga acontece mais rapidamente.

Observações mostram que um adulto respira em média entre 12 e 18 vezes por minuto, enquanto esse número aumenta para 20 quando a pessoa entra em pânico.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Primeiro-ministro renuncia e coloca fim a governo na Itália

Em discurso no Senado, Giuseppe Conte anuncia que vai deixar o cargo e acusa seu vice, Matteo Salvini, por crise na coalizão de governo. Presidente deve decidir sobre convocação de novas eleições. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe …

Governo de Hong Kong espera "volta à calma" sem ceder a demandas de manifestantes

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que "uma volta à calma" esteja a caminho no território, depois que a grande manifestação do último domingo (18) acabou sem violência. Depois de …

Cientista americana diz ter certeza que a Terra será atingida por um asteroide

Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após a quase colisão da …

Justiça de El Salvador absolve acusada de homicídio por suspeita de aborto

Promotoria pedia pena de 40 anos de prisão para vítima de estupro que dizia não saber da gravidez até o momento do parto. País da América Central possui uma das legislações mais rigorosas do mundo …

EUA testam míssil após deixarem tratado nuclear

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (19/08) que realizaram um teste com um míssil de cruzeiro. Esse é o primeiro teste feito pelo país desde que deixou oficialmente o Tratado de Forças Nucleares de Alcance …

Astrônomos descobrem 39 galáxias antigas movendo-se tão rápido que nem mesmo o Hubble consegue vê-las

Astrônomos da Universidade de Tóquio (Japão) conseguiram detectar 39 galáxias muito antigas, do início do nosso universo, utilizando dados do espectro infravermelho de telescópios submilimétricos. A luz destas estrelas viajou nada menos que 11 bilhões de …

Trump confirma ter interesse em comprar Groenlândia

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou em entrevista com jornalistas que tem interesse na compra da Groenlândia. O cientista político Vladimir Shapovalov comenta a declaração do líder norte-americano em entrevista ao serviço russo da …

Brexit sem acordo: tempos duros para britânicos, confirma relatório vazado

Segundo documento do governo vazado para imprensa, Reino Unido estará sujeito a meses de caos de transportes e carência de artigos básicos, caso se separe da UE sem um acordo de transição, como propõe o …

Pesquisadores criam adesivos corporais que verificam a saúde

A universidade de Stanford anunciou um novo experimento: adesivos corporais que leem informações a respeito da saúde da pessoa. Basicamente, os adesivos captam os sinais fisiológicos que emanam da pele, e então transmitem essas leituras de …

Bolsonaro se engana e critica Noruega com vídeo dinamarquês

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a Noruega, que anunciou na semana passada a suspensão de repasses ao Fundo Amazônia. O mandatário, cujas políticas ambientais têm sido alvo de críticas internacionais, publicou um vídeo …