Grindr compartilhou informação dos utilizadores sobre HIV

O aplicativo de encontros para homossexuais Grindr se defendeu depois de protestos devido ao compartilhamento de dados dos utilizadores com duas empresas externas.

Entre outras coisas, nesta segunda-feira (2) os utilizadores do aplicativo ficaram sabendo que a plataforma tinha repassado informação sobre o status dos utilizadores com relação ao HIV, incluindo a data do último teste, revela a BBC.

Desde 2009, data em que surgiu, o Grindr tem lutado publicamente pela promoção de relações homossexuais saudáveis, promovendo campanhas de prevenção contra o HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.

O Grindr, que conta com 3,6 milhões de utilizadores em todo o mundo, se defendeu das acusações argumentando que os dados teriam sido compartilhados de acordo com práticas industriais padrão, e que o app tinha sido injustamente acusado. Além disso, acrescentou o Grindr, a informação não teria sido passada a empresas publicitárias.

As companhias que receberam a informação – a Apptimize e a Localytics – são pagas para monitorar a forma como os utilizadores interagem com o software de forma a entender o que pode ser melhorado.

A informação mais sensível teria sido criptografada, revelou o Grindr, apesar de um grupo de campanha da Noruega ter dito que o compartilhamento de outros dados não criptografados pode incorrer numa potencial invasão de privacidade.

“O HIV está ligado a todas as outras informações. É esse o principal problema”, disse Antoine Pultier da Fundação para Pesquisa Científica e Industrial (SINTEF) em entrevista ao BuzzFeed e autor da denúncia. “Chamo isso de incompetência de alguns criadores que enviam tudo, incluindo informação sobre o HIV”.

No entanto, o chefe do Departamento de Segurança da Grindr, Bryce Case, disse ser comum o compartilhamento de dados dos utilizadores com terceiros, tendo em vista o objetivo de melhorar o app. “Entendo que o ciclo noticioso no momento esteja muito focado nesses assuntos. Mas o que acontece com o Grindr é injusto”, afirmou.

De momento, o Grindr já teria parado o compartilhamento de informações sensíveis sobre seus utilizadores com a Apptimize e está em processo de encerrar a relação com a Localytics.

Aos utilizadores do Grindr é dada a opção de compartilhar o status de HIV no perfil, assim como a data do último teste realizado – uma opção apoiada, segundo a empresa, por grupos LGBT e organizações internacionais de saúde.

A informação é disponibilizada para potenciais pretendentes no aplicativo e pode também servir para ativar outros recursos, como lembretes para a data do próximo teste e locais onde podem realizá-lo.

“Cabe a cada utilizador determinar o que compartilhar no perfil”, disse o Grindr em comunicado. E acrescentou: “O Grindr nunca, jamais, vendeu ou venderá informações de utilizadores pessoalmente identificáveis – especialmente informações sobre o status de HIV ou a data do último teste – para terceiros ou anunciantes”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Dinossauro paulista: fóssil de cerca de 65 milhões de anos paralisa obras de rodovia

Obras foram retomadas nesta segunda-feira (26) após a extração do osso de Titanossauro ser concluída. O achado parou a duplicação da SP-333, no interior do estado, por dois meses. A duplicação da Rodovia Dona Leonor Mendes …

Hong Kong condena primeiro réu pela lei de segurança nacional

Tong Ying-kit, de 24 anos, foi considerado culpado nesta terça-feira (27/07) por incitar a secessão e o terrorismo, tendo se tornado a primeira pessoa condenada pela lei de segurança nacional de Hong Kong, imposta por …

Estudo de genoma revela qual inseto foi 1º a ser extinto pelo homem nos EUA

DNA de borboleta de 93 anos confirma primeiro caso de extinção de inseto por culpa do homem nos EUA. Espécie foi vista pela última vez em São Francisco no início dos anos 1940. Uma equipe de …

A vida secreta dos filhos dos neandertais

Em qualquer verão normal, a famosa Praia de Castilla, na Espanha, uma faixa perfeita de areia de 20 km cercada por uma reserva natural e próxima a um centro turístico, estaria coberta de pegadas de …

“Bolsonaro não está dando os anéis, mas os dedos para tentar salvar o braço”, diz cientista política

O novo ministro super poderoso do governo de Jair Bolsonaro, Ciro Nogueira, nomeado para a Casa Civil, toma posse esta semana. Apesar de todo o fisiologismo, a analista Graziella Testa, da Escola de Políticas …

Não vacinados ameaçam combate à covid nos EUA

Em meio à disseminação de teorias da conspiração e a uma alta das infecções pelo coronavírus entre não vacinados, autoridades de saúde dos EUA lutam para convencer mais pessoas a se imunizarem contra a covid-19. Em …

Helicóptero da NASA estabelece novo recorde durante seu 10º voo em Marte

Neste sábado (24) o pequeno helicóptero da NASA em Marte, Ingenuity, conseguiu ultrapassar a marca de 1,6 km de distância percorrida acumulada após sobrevoar uma região rochosa na cratera Jezero. No sábado, o helicóptero robótico completou …

A curiosa rejeição de parte dos franceses ao passaporte sanitário na pandemia

No país onde o debate é uma espécie de esporte nacional, qualquer imposição verticalizada do governo pode ser considerada um acinte. Desde a Revolução, os franceses alimentam uma espécie de ojeriza ao compulsório que …

Astrônomo amador descobre nova lua na órbita de Júpiter

O corpo celeste recebeu o nome provisório de EJc0061 e mais provável é que seja um novo membro do grupo Carme, que orbita o planeta junto a outras 78 luas. O estudante Kai Ly se tornou …

Microsoft diz que 70% dos brasileiros já foram alvos do golpe de suporte técnico

Imagine estar navegando pela internet e se deparar com uma janela afirmando que há algo de errado com sua instalação do Windows. Ao clicar, você consegue entrar em contato com um técnico, que dá instruções …