Mauricio de Sousa aposta nos “sons das emoções” para expandir Turma da Mônica

borgia / Flickr

Mauricio de Sousa e os personagens da Turma da Mônica

Com 82 anos, Mauricio de Sousa é o visionário por trás do universo da Turma da Mônica, que hoje se expande pelo mundo empenhado em formar leitores através da linguagem da história em quadrinhos e de algo tão sutil quanto “os sons das emoções”.

Nascido na cidade de Santa Isabel, em São Paulo, Mauricio começou a fazer esboços nos cadernos da escola e hoje é o dono de um império baseado em mais de 400 personagens, alguns tão carismáticos quanto Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão, Chico Bento e Horácio.

Entre histórias em quadrinhos e tirinhas no jornal, suas criações chegam a cerca 30 países e as novas tecnologias permitiram que elas fossem parar em lugares que nunca teria imaginado.

“A chave do sucesso talvez seja a humanidade que existe em nossos roteiros”, afirmou Mauricio em entrevista à EFE nos seus estúdios em São Paulo, de onde saem 1.200 páginas de histórias por mês.

Com uma presença maior no Brasil do que a todo-poderosa Disney, sua marca já superou o exorbitante número de 1 bilhão de revistas publicadas e será um dos protagonistas do Comic Con Experience, que acontecerá entre os próximos dias 7 e 10, em São Paulo.

Sempre falamos a língua do dia e do momento. Estamos atentos a hábitos e costumes em mutação, por isso o nosso material não envelhece”, declarou o cartunista, pai de dez filhos – um faleceu no ano passado de infarto -, fruto de quatro casamentos.

Sua cabeça é um constante ir e vir de ideias e nesse trânsito ele se deu conta de que os idiomas eram uma “barreira” para enviar as aventuras de Mônica para o resto do mundo. “Como quando tentaram fazer a Torre de Babel, nunca chegaram à ponta porque não se entenderam”, comentou.

A partir dessa premissa ele desenvolveu o Mônica Toy, um produto em animação 2D baseado em cenas de curta duração nas quais não faltam as brincadeiras de Cebolinha para perturbar a Mônica e a resposta brava e temperamental da “baixinha”, transformada em um ícone para alguns setores do feminismo.

No ar desde 2013 no YouTube, no primeiro semestre deste ano os vídeos alcançaram mais de 2,3 bilhões de visualizações, a maioria em países inexplorados para Mauricio, como Rússia, México, Estados Unidos e Bulgária.

“A estratégia que usamos foi a de não colocar nada em português, nem em nenhuma outra língua. Quando pensei isso me disseram que não seria bem-sucedido“, lembrou.

Nesse formato, usa apenas onomatopeias de animais (“O cachorro late da mesma forma no mundo todo”), música e “os sons da vida” ( Ai! Ui! Hahaha!), ou seja, “os sons das emoções”, detalhou.

Considerado o maior formador de leitores do Brasil, Mauricio de Sousa centra também seus esforços nos filhos das famílias imigrantes que se instalam no Japão, muitos deles com baixo rendimento escolar pela dificuldade para se comunicar.

“Os filhos não sabem japonês, o pai também não, e existe uma falta de informação entre todos (…) Alguns são tachados de autistas“, lamentou.

A ideia é distribuir entre as crianças imigrantes uma cartilha educativa utilizando os personagens da Turma da Mônica que reúna, tanto na sua língua nativa – querem alcançar 17 idiomas – quanto no japonês, “todo o necessário” para conhecer os costumes, assim como os seus direitos e deveres.

“O problema é tão grave que alguns crescem abandonados e muitos deles foram parar no crime (…) Queremos ver se apresentamos uma vacina contra isso“, ressaltou.

Seus personagens protagonizaram nos últimos 50 anos dezenas de campanhas sociais, como quando foram apresentados de cabeça raspada para apoiar as crianças com câncer. Não à toa, Mônica se tornou em 2007 embaixadora do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), na primeira vez que um personagem infantil recebeu a distinção.

Mauricio de Sousa aumentou o espectro do seu público com a revista Turma da Mônica Jovem, com personagens em plena adolescência, e, além disso, conta com Neymar entre os seus parceiros em diferentes campanhas.

No horizonte tem muitos outros projetos, como Laços, o filme com personagens de carne e osso que está em fase de produção. “Não penso em me aposentar”, concluiu o artista, que, no passado, dedicou parte do seu tempo para inventar objetos como a televisão com cheiro, que “patenteou pelo mundo inteiro”.

Ciberia // EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …