Ministro para o Brexit renuncia por discordância com Theresa May

Chris McAndrew / Wikimedia

David Davis, ex-ministro britânico para o Brexit

O ministro britânico responsável pelas negociações do Brexit, David Davis, se demitiu neste domingo (8) do governo britânico. A demissão teria sido motivada após ruptura com a primeira-ministra, Theresa May.

May já encontrou um substituto para Davis, anunciando Dominic Raab como novo secretário do governo para assumir a liderança das negociações para o Brexit.

A demissão de uma das vozes mais fortes na defesa do Brexit surge duas semanas depois do governo britânico promulgar a Lei de saída do Reino Unido da União Europeia, que tornou irreversível o processo do Brexit.

Na carta de demissão endereçada à primeira-ministra Theresa May, David Davis defende que o plano acordado em Chequers, no Reino Unido, “certamente não irá devolver” ao Reino Unido o controle sobre suas leis, segundo noticia o The Guardian.

Davis não concorda com a abordagem da primeira-ministra britânica, considerando que o plano não significa um verdadeiro corte com Bruxelas. Segundo Davis, o acordo de sexta-feira (6) propõe uma “área de comércio livre entre Reino Unido e União Europeia”, governada por um “livro de regras em comum”.

A demissão de Davis foi rapidamente seguida por outros dois governantes – Steve Baker e Suella Braverman –, dois adjuntos envolvidos nas negociações para saída do Reino Unido da União Europeia, obrigando agora Theresa May a reorganizar seu governo.

Em reação à demissão de Davis, May lamentou sua saída a “apenas 8 meses da data estabelecida na lei” para o Reino Unido abandonar a União Europeia. A primeira-ministra disse ainda não concordar com a descrição de Davis sobre o acordo alcançado em Chequers, na casa de campo da chefe do executivo britânico.

A lei que oficializa a saída da União Europeia revoga a lei de adesão do Reino Unido à Comunidade Europeia em 1973, e transfere as normas europeias para o direito britânico, facilitando assim o Brexit. A mesma lei determina que a saída vai acontecer dentro de 276 dias, no dia 29 de março de 2019.

May “não tem qualquer autoridade”

As reações também chegaram da oposição. O trabalhista Jeremy Corbyn, líder da oposição, defende que a demissão de Davis, “num momento tão crucial, mostra que Theresa May não tem qualquer autoridade e é incapaz de cumprir com o Brexit”, disse no Twitter.

“Com o governo em caos, se May não se demitir, fica claro que ela está mais interessada nos próprios interesses do que servir as pessoas do nosso país”, acrescentou Corbyn.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ultrassom destrói células cancerosas

Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia e do Instituto de Pesquisa Beckman da Cidade da Esperança desenvolveram uma técnica de ultrassom direcionado de baixa intensidade que mata células cancerígenas sem afetar as células saudáveis …

Robôs são maior ameaça à humanidade que mudança climática, segundo especialista

Especialista em inteligência artificial acredita que robôs podem ser hackeados por terroristas, além de outros problemas, tornando-os potencialmente perigosos para o homem. Se por um lado a tecnologia pode ajudar o homem em suas tarefas do …

Sem capacidade para reciclar, Malásia devolve lixo para países desenvolvidos

A Malásia devolveu 150 contêineres de lixo ilegal para seus países de origem. Entre eles estão os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e o Canadá, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira (20). Segundo …

Defesa de Trump diz que processo de impeachment é ilegal

Em primeira manifestação formal desde o início do julgamento do presidente, defesa acusa oposição democrata de tentar interferir nas eleições de 2020. Os advogados do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disseram neste sábado que o …

Cidade de interior de SP inicia tarifa zero no transporte público

Enquanto diversas capitais ao redor do país aumentam o valor das passagens no transporte público, algumas outras cidades pensam diferente. Se o transporte coletivo gratuito parece um sonho inalcançável e utópico, algumas administrações públicas buscam maneiras …

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …

Khamenei chama Trump de "palhaço" e exalta ataque a bases dos EUA

Em primeiro sermão desde 2012, líder supremo do Irã afirma que Trump finge apoio ao povo iraniano e pede união após dizer que queda de avião foi "acidente trágico". EUA admitem que militares ficaram feridos. O …