Nova espécie de polvo gigante é descoberta escondida “bem em frente do nosso nariz”

David Scheel

Durante décadas, um polvo gigante passou despercebido. Não acredita? Mas aconteceu. Os cientistas já desconfiavam que o polvo-gigante-do-pacífico, o maior conhecido até o momento, é na verdade duas espécies.

O primeiro passo para identificar uma nova espécie é observar um indivíduo com atenção. Não precisa ser um animal totalmente diferente de tudo que já foi visto. Em alguns casos, os cientistas notam características sutis suficientes em um animal para acreditar que olham para uma espécie ainda não catalogada.

Às vezes, essas espécies se escondem à vista de todos, como aconteceu recentemente com uma bióloga brasileira que identificou várias espécies de tamanduás-anões a partir de uma única conhecida.

E como aconteceu agora com pesquisadores da Universidade Alaska Pacific, no Alasca, e do Serviço Geológico dos Estados Unidos, que descobriram que os polvos normalmente identificados como polvo-gigante-do-pacífico, que vivem da Califórnia ao Japão, pertencem na verdade a duas espécies distintas.

Em 2012, os cientistas encontraram um grupo geneticamente distinto desses polvos na Enseada do Príncipe Guilherme, no Golfo do Alasca. Infelizmente, tinham recolhido apenas pequenos cortes de tecido dos tentáculos para análise de DNA antes de devolver os polvos ao habitat natural, por isso não conseguiram descobrir se os dois grupos também poderiam ser visualmente distintos.

Mais tarde, Nathan Hollenbeck, estudante da Universidade Alaska Pacific, decidiu estudar essas criaturas para a sua tese, tendo a ideia de observar capturas colaterais de pesca de camarão.

Pescadores de camarão no Alasca usam armadilhas que ficam nas águas por um dia inteiro. Ocasionalmente, um polvo-gigante acaba sendo capturado com os camarões – ou melhor, nestes casos, geralmente o polvo come a pesca toda.

Ao analisar os polvos que foram pescados por engano, Hollenbeck explica que as duas espécies são visualmente diferentes: a mais nova exibe “pregas” distintivas ao longo do corpo. Esses polvos franzidos também exibem curiosas “pestanas” de pele elevada e dois pontos brancos na frente da cabeça, onde os polvos-gigantes-do-pacífico têm apenas um.

Para confirmar que o grupo visualmente distinto era também geneticamente distinto, Hollenbeck cortou pequenos pedaços dos tentáculos dos polvos. Embora o animal consiga se regenerar, como o cientista também queria saber se trabalhos futuros poderiam evitar esta técnica de amostragem invasiva, ele tentou recolher DNA ao passar cotonetes na pele dos animais.

Os cientistas têm por hábito usar técnicas de amostragem não evasivas em mamíferos e aves, mas Hollenbeck foi o primeiro a experimentá-las num polvo. E funcionou. O DNA das pontas dos tentáculos e dos cotonetes concordaram: o polvo-franzido é uma espécie diferente do polvo-gigante-do-pacífico.

Hollenbeck e seu orientador, David Scheel, publicaram os resultados na revista científica American Malacological Bulletin. E o novo polvo ainda não possui um nome em latim, mas deve manter o mesmo gênero que o parente: Enteroctopus.

Isto não se trata apenas de polvos que são “um pouco distintos visualmente”: as diferenças anatômicas entre as espécies podem ser profundas o suficiente para representar diferenças mais fundamentais no estilo de vida, dieta ou reprodução.

Afinal, as pregas no corpo da nova espécie devem ter uma função que ainda deve ser estudada. Além disso, a nova espécie também parece preferir águas mais profundas. Neste habitat podem ser bastante comuns, apesar de existirem em menos locais que seus “familiares”.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bolsonaro afirma que está com covid-19

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (07/07) que seu exame para detectar a covid-19 teve resultado positivo. Bolsonaro, de 65 anos, se submeteu ao exame na segunda-feira, após dizer que estava sentindo sintomas leves da …

Caso de peste bubônica é confirmado na China

Enquanto o mundo vem buscando tratamentos para a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), antigas doenças e ameças podem ressurgir, como um sinal de alerta para a sociedade. É esse o caso relatado pelas autoridades da saúde …

Petição que substituir estátua de Cristóvão Colombo por uma do músico Prince

O histórico processo de revisão das estátuas, nomes de rua e outras homenagens a personagens ligados ao racismo ou outros massacres étnicos prevê a retirada de tais homenagens, mas não somente: figuras efetivamente merecedoras dos …

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …