O que são os ODSs, metas estabelecidas pela ONU para o mundo alcançar um futuro sustentável e melhor até 2030

ONU / Evan Schneider

Energia geotérmica é convertida em eletricidade e usada para aquecer a estufa Gourmet Mokai na Nova Zelândia que produz tomates e pimentas

Por mais dividido e polarizado que o mundo possa parecer hoje, alguns anseios essenciais e determinações para o futuro escapam de qualquer polêmica ou debate – ou alguém pode discordar que o mundo só será um lugar melhor amanhã se acabarmos com a pobreza e com a fome? Se todos tiverem acesso à educação e à saúde de qualidade?

Superando apelos fanáticos ou irracionais, focando no conhecimento científico e em princípios nobres como a igualdade e a liberdade, a Assembleia Geral das Nações Unidas determinou 17 objetivos globais a serem alcançados, a fim de estabelecer uma realidade nova – e melhor – sobre nossos maiores e mais urgentes dilemas, como a pobreza, a fome, a saúde, a igualdade de gênero, a educação, o aquecimento global, a urbanização, o meio ambiente, o acesso à água e ao saneamento básico para todos, a energia e a justiça social.

Esses 17 objetivos são chamados de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da ONU, estabelecidos em 2015 para serem atingidos até 2030 – como parte dos programas e ações da Resolução 70/1 da ONU: “Transformando o nosso mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, também conhecida como Agenda 2030, que visa nortear os países ao desenvolvimento sustentável.

Em 2017, uma nova resolução determinou alvos e caminhos mais específicos e “realizáveis” para tais objetivos, incluindo indicadores capazes de medir o progresso na direção de suas realizações.

De forma resumida, os objetivos traçados pela ONU em parceria com os governos dos países membros são um “chamado universal para ação contra a pobreza, proteção do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade”.

Então, quais são esses Objetivos de Desenvolvimento Sustentável?

  1. Erradicação da pobreza – acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares;
  1. Fome zero e agricultura sustentável – erradicar a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável;
  2. Saúde e bem-estar – garantir o acesso à saúde de qualidade e promover o bem-estar de todos, em todas as idades;
  3. Educação de qualidade – garantir o acesso à educação inclusiva, de qualidade e equitativa, e promover oportunidades de aprendizado ao longo da vida para todos;
  4. Igualdade de gênero – alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres;
  5. Água potável e saneamento – garantir a disponibilidade e a gestão sustentável de água potável e do saneamento para todos;
  6. Energia limpa e acessível – garantir o acesso a fontes de energia viáveis, sustentáveis e modernas para todos;
  7. Trabalho decente e crescimento econômico – promover o crescimento econômico inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho digno para todos;
  8. Indústria, inovação e infraestrutura – construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação;
  9. Redução das desigualdades – reduzir a desigualdade no interior dos países e entre países;
  1. Cidades e comunidades sustentáveis – tornar as cidades e as comunidades mais inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis;
  2. Consumo e produção responsáveis – garantir padrões de consumo e de produção sustentáveis, reduzindo desperdício e usando recursos naturais com eficiência;
  3. Ação contra a mudança global do clima – adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos;
  1. Vida na água – conservar e usar de forma sustentável os oceanos, mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável;
  2. Vida terrestre – proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, travar e reverter a degradação dos solos e travar a perda da biodiversidade;
  3. Paz, justiça e instituições eficazes – promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas a todos os níveis;
  1. Parcerias e meios de implementação – reforçar os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Cada ODS possui uma lista de “metas” desdobradas a partir de suas determinações gerais, com indicadores capazes de medir o avanço de cada tema – que pode ser considerado em dimensões múltiplas, como no âmbito de uma nação, de uma região e também de uma empresa.

É papel de cada um, além de buscar agir de acordo com esses objetivos, acompanhar empresas que atuem de forma a colaborar com o desenvolvimento sustentável.

Um exemplo simples de como alguns ODSs estão próximos ao âmbito empresarial e de como as empresas podem colaborar com esses, é o ODS 7 – garantir o acesso a fontes de energia viáveis, sustentáveis e modernas para todos.

Por se tratar de elemento vital para o desenvolvimento da vida moderna – e também por historicamente ser uma das indústrias mais poluentes do planeta – a busca por fontes alternativas de energia e seu consumo consciente é um assunto urgente para toda e qualquer empresa hoje.

Decisões como optar por fontes mais limpas de energia e reduzir seu consumo colaboram para promover a prosperidade sustentável, o bem-estar de todos e a proteção coletiva ao meio ambiente.

Nesse ponto, como uma das maiores companhias de energia no mundo, a Raízen assume a vanguarda do tema e entende sua responsabilidade com a transição energética, se comprometendo a entregar a energia de hoje e de amanhã.

A companhia é referência na produção de biocombustível, como o etanol, é a maior produtora de bioeletricidade a partir da cana-de-açúcar no país, colaborando com um GRID nacional mais limpo, e é a única empresa do mundo a produzir Etanol de Segunda Geração em escala comercial a partir dos resíduos da cana.

Assegurando seu comprometimento com o desenvolvimento sustentável, a Raízen assumiu compromissos públicos sobre 6 temas que colaboram com o atingimento dos ODS até 2030: mudanças climáticas e transição energética, gestão hídrica, uso da terra, cana-de-açúcar sustentável, direitos humanos e ética e compliance.

No tema de gestão hídrica, nos últimos oito anos, a empresa reduziu em 50% o consumo total de água, economizando o equivalente a 4,5 bilhões de litros se comparado à safra anterior. Trata-se de um volume equivalente a 1.819 piscinas olímpicas, ou ao consumo anual de uma cidade com 113 mil habitantes.

Da mesma forma, devido às melhores práticas de produção, como a colheita mecanizada (que representa 99% da produção da empresa e que promovem um melhor aproveitamento da terra) e a promoção da economia circular através da reutilização de resíduos – como a utilização do bagaço para produção de energia e a aplicação de resíduos industriais no campo – os produtos derivados da cana-de-açúcar apresentam uma baixa pegada de carbono.

Ainda assim, nos comprometemos em reduzir ainda mais os índices de emissões até 2030, com o compromisso de reduzir em 10% a pegada de carbono do etanol e do açúcar.

Acompanhando a transição energética, a Raízen tem diversificado seu portfólio de renováveis, através do investimento em tecnologias e práticas de reúso dos subprodutos da cana-de-açúcar, o que pode ser visto na produção de biogás, E2G, bioeletricidade e pellets.

A Raízen aponta o futuro – e para o futuro. É esse o caminho para se chegar ao mundo melhor projetado pelas Nações Unidas para 2030, e é assim que ele deve ser: sustentável, como um dos tantos caminhos apresentados pelos ODSs para um mundo melhor, mais saudável, livre da pobreza, mais igualitário e com maior qualidade de vida para todos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …

Microsoft acusa hackers chineses de ciberataques a entidades dos EUA com uso de falhas desconhecidas

A Microsoft relatou a detecção de exploits desconhecidos utilizados por hackers chineses "patrocinados pelo Estado" destinados a atacar versões locais da Microsoft Exchange Server a fim de receber informações de entidades dos EUA. Exploit é uma …

Compra de mansão lança novas suspeitas sobre Flávio Bolsonaro

Filho mais velho do presidente comprou imóvel de luxo de R$ 6 milhões. Valor está bem acima do patrimônio declarado pelo senador, e condições de empréstimo para quitar mais da metade do valor levantam questionamentos. O …

Condenado a três anos de prisão, ex-presidente francês Sarkozy enfrenta outros processos na Justiça

Ele se tornou o primeiro ex-chefe de Estado francês a receber em primeira instância uma pena de prisão em regime fechado. Nicolas Sarkozy foi julgado culpado na segunda-feira (1°) por corrupção e tráfico de …

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …