Petrobras baixa preço da gasolina, mas consumidor não sentirá no bolso

Renato Araújo / ABr

-

Queda do preço da gasolina, decidida ontem pela Petrobras, pode não ser sentida imediatamente pelo consumidor do Rio. Isso porque os postos de combustíveis da cidade vão esperar as distribuidoras repassarem a redução de 3,2% anunciada ontem pela estatal no valor nas refinarias.

O preço do diesel também baixará 2,7% a partir de hoje. A petroleira estima queda de média de R$0,05 por litro dos combustíveis para os motoristas. A última vez que a estatal baixou o preço foi em junho de 2009.

A presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes e de Lojas de Conveniência do Município do Rio (Sindcomb), Maria Aparecida Siuffo, diz que a queda de preços nas bombas depende do que for repassado pelas distribuidoras. Ou seja, se elas reduzirem preços, conforme foi anunciado pela Petrobras.

“Não posso precisar o repasse porque dependemos da distribuição. Mas se o preço nas distribuidoras caírem, nós reduziremos o preço na bomba”, garante. Já o Sindicom, sindicato das distribuidoras, limitou-se a informar ao DIA, em nota, que “enquanto entidade/sindicato não tem ingerência neste assunto”.

Mas, ao contrário do Rio, os consumidores de São Paulo vão pagar menos pela gasolina. Lá, o preço deve cair R$0,03 na bomba, menos do que a estatal projeta para o consumidor, pelos cálculos do Sindicato dos Postos de Combustíveis de São Paulo (Sincopetro).

Mesmo que os postos repassem aos motoristas a queda de preços, o efeito será bem pequeno, avalia Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE). “Como a redução na refinaria é pequena, o natural é que o preço baixe pouco na bomba também. Para o consumidor, quase nada muda”, afirma.

Em caso de repasse, Pires prevê impacto ainda menor no bolso do que a Petrobras projetou. Segundo ele, a redução no preço da gasolina deve ficar em torno de 1%, o que representaria menos de R$ 0,04 por litro.

Da refinaria até o posto, o preço dos combustíveis é influenciado por diversos fatores, como valor do etanol, dos custos de distribuição e de revenda, e os tributos estadual (ICMS) e federais (Cide e PIS/Cofins). Por isso, chega com queda bem mais baixa nas bombas.

O presidente da estatal, Pedro Parente, garantiu que as motivações para a revisão dos preços foram empresariais e afastou qualquer interferência política na decisão. Ele disse ter informado ao presidente da República, Michel Temer, que uma política de preços estava sendo elaborada, mas que não foi indicado ao governo se os preços deveriam cair ou aumentar.

Redução terá impacto na inflação

Para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a decisão da Petrobras em reduzir os preços da gasolina e do diesel é positiva para a inflação e reflete a nova política da companhia. Segundo ele, não houve interferência do governo federal na decisão da estatal.

“O que nós temos enfatizado é que a mudança no preço da gasolina é uma decisão da Petrobras. É uma grande mudança que os preços dos combustíveis deixaram de ser definidos pelo Executivo tendo em vista alguns objetivos outros de política econômica”, diz.

“Não há dúvidas de que nesse caso a decisão é favorável do ponto de vista da inflação, mas isso é uma decisão clara da Petrobras e autônoma”, disse o ministro. E complementa: “A Petrobras tem que seguir sua política de empresa que tem responsabilidade com seus acionistas e com o país, sendo viável e que cumpre suas obrigações”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …

Pé Grande vagueia pelo Reino Unido enquanto centenas de relatos são registrados

Apesar de a lenda do Pé Grande ser tipicamente americana, centenas de pessoas relataram ter visto a enigmática criatura em diversas localidades do Reino Unido. Se por um lado o Reino Unido é um país relativamente …

Um terço de todas as espécies de animais e plantas pode desaparecer em 50 anos

Um novo estudo da Universidade do Arizona (EUA) estimou que um terço de todas as espécies de plantas e animais do planeta pode ser extinta em até 50 anos devido aos efeitos da mudança climática. Para …

Huawei ataca governo dos EUA e lembra caso Snowden

Em comunicado publicado nesta quinta-feira (13), a Huawei voltou a se defender dos ataques feitos pelos Estados Unidos nesta semana, afirmando que, se tem alguém envolvido com espionagem internacional, esse alguém é justamente o governo …