Polícia prende suspeito de estupro e assassinato de jornalista búlgara

(dr)

A jornalista búlgara Viktoria Marinova investigava casos de corrupção

As autoridades da Bulgária confirmaram a prisão nesta terça-feira (9) de um suspeito no caso do estupro seguido de assassinato da apresentadora de televisão Viktoria Marinova. Ela é a terceira jornalista abatida na Europa em menos de um ano.

A polícia está investigando o álibi apresentado pelo detido, romeno de origem ucraniana. “Por enquanto ainda não podemos dizer com certeza de que se trata de um suspeito”, ponderou o chefe da polícia regional, Teodor Atanasov.

O cadáver da jornalista búlgara, que trabalhava para o canal de televisão local TVN, foi encontrado no sábado (6) em um parque de Ruse, cidade do norte do país. Segundo o Ministério do Interior, ela foi estuprada, recebeu uma pancada na cabeça e foi estrangulada.

Os investigadores analisam todas as pistas, tanto vinculadas à sua vida pessoal como à profissional. A jornalista de 30 anos era apresentadora de um programa sobre assuntos sociais de Ruse, um grande porto sobre o rio Danúbio, na fronteira com a Romênia.

Mas o ministro búlgaro do Interior, Mladen Marinov, declarou na segunda-feira (8) que ainda não é possível estabelecer algum tipo de ligação entre o crime e as atividades jornalísticas de Viktoria Marinova.

Na última transmissão deste programa, em 30 de setembro, houve uma entrevista com dois famosos jornalistas investigativos, o búlgaro Dimitar Stoyanov, e o romeno Attila Biro, que estão apurando possíveis fraudes nos subsídios da União Europeia (UE). As denúncias levantadas poderiam envolver empresários e políticos do país.

O assassinato foi condenado provocou uma onda de indignação na Europa. Em um comunicado, a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu que uma “investigação séria e aprofundada seja feita para identificar os autores desse assassinato odioso”.

A entidade também pediu que os jornalistas do canal TVN que estavam trabalhando nas mesmas reportagens que Viktoria Marinova sejam colocados sob proteção da polícia.

Na última classificação da ONG sobre a liberdade de imprensa, a Bulgária ficou na 111ª posição em um total de 180 países, de longe a pior da UE, visto que é acusada regularmente pela corrupção de seu entorno midiático, que viola a liberdade de imprensa.

Viktoria Marinova é a terceira jornalista assassinada em menos de um ano em um país da União Europeia. Em outubro de 2017, a maltesa Daphne Caruana Galizia, de 53 anos, morreu vítima da explosão de seu carro. Em fevereiro deste ano foi a vez do eslovaco Jan Kuciak, de 27 anos, ser executado com sua mulher. Ambos estavam trabalhando em reportagens investigativas sobre corrupção.

A morte de Kuciak provocou uma onda de manifestações na Eslováquia, que resultou na queda do chefe do governo, Robert Fico, e dois de seus ministros.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fortnite dá desconto por fora, é banido pela Apple e caso vai parar na justiça

A Epic está processando a Apple pela retirada de Fornite da App Store. Após um embate jurídico entre as duas companhias, o jogo foi bloqueado na loja do iOS, criando reação imediata da desenvolvedora. A história, …

Com 1000 anos, maior cidade pré-colombiana da região dos EUA fica sob a cidade St Louis

Por mais que tenhamos sido ensinados que a história do continente americano começa pela chegada por aqui dos navegadores europeus – e o próprio nome de tal território sublinha essa recorrente doutrinação – o fato …

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …