Autor americano afirma ter encontrado provas de descendência judaica de Hitler

Leonard Sax, um autor do New York Times e psicólogo, afirma ter descoberto provas de que Adolf Hitler era parcialmente judeu.

Em suas descobertas, publicadas na revista acadêmica Journal of European Studies, revisado por pares, Sax se baseia nas revelações do político e criminoso de guerra alemão Hans Frank. Frank foi advogado pessoal de Adolf Hitler e governador-geral da Polônia durante a ocupação do Terceiro Reich.

Durante o seu testemunho em Nuremberg, Frank fez uma afirmação sensacional de que tinha investigado a ascendência de Hitler após o meio-sobrinho do líder nazi, William Patrick Hitler, o ter alegadamente chantageado com ameaças de revelar detalhes embaraçosos sobre a sua família.

Diz-se que Frank teria descoberto a correspondência da avó de Adolf Hitler, Maria Anna Schicklgruber.

Ele teria supostamente descoberto que Maria Anna trabalhou para um homem judeu na cidade austríaca de Graz e que o filho adolescente de seu empregador a engravidou em 1836 – o ano em que o pai de Adolf Hitler, Alois, foi concebido – no que se suspeita teria sido um estupro.

Nome do pai

Mas é alegado que a família de Maria Anna a rejeitou, e ela foi forçada a dar à luz seu filho no celeiro de um estranho no ano seguinte. Leonard Sax diz que o registro de batismo não menciona o nome do pai, e Maria Anna teria vivido com a “pensão alimentícia” enviada pela família judia.

Ela depois se casou com um homem chamado Johann Georg Hiedler e, quando seu filho Alois Schicklgruber tinha 39 anos, ele decidiu legitimar Hiedler como seu pai biológico, mas um padre escreveu mal seu nome, que se tornou “Hitler”.

Segundo Sax, Adolf Hitler sabia que seu avô paterno era judeu e estava “desesperado para escondê-lo”. A correspondência de Maria Anna com a família judia nunca foi publicada e o fuhrer ordenou a eliminação de qualquer menção da cidade onde sua avó viveu.

Adolf Hitler, em vez disso, empregou um genealogista, Rudolf Koppensteiner, que estabeleceu sua árvore genealógica dizendo que todos seus antepassados eram alemães austríacos.

Biografias principais

A história do advogado de Hitler foi questionada por muitos pesquisadores, e o consenso geral é que ele não era judeu. Um dos primeiros críticos foi Nikolaus von Preradovich, um historiador austríaco que declarou em 1957 que não havia “um único judeu” em Graz quando a avó de Hitler vivia lá.

Mas Sax afirma ter estudado todas as principais biografias e referências ligadas a Adolf Hitler e descobriu que todas as afirmações de que Hitler não tinha ascendência judaica são baseadas na de von Preradovich.

Ele continua a dizer que von Preradovich revelou-se ao longo de toda a linha como um “simpatizante nazista” que tinha amontoado elogios a Hitler e “citado frequentemente Mein Kampf”. Assim, argumenta Sax, o austríaco fez suas afirmações porque ele ficou “ofendido” pela sugestão de que o falecido fuhrer teria ascendência parcialmente judaica.

Sentimento de Hitler

Desmascarando ainda mais as alegações, Sax diz que pesquisou arquivos austríacos do início do século XIX, que mostram que tinha havido uma “comunidade judaica estabelecida” em Graz em 1850.

Sax acredita que, ao contrário de muitos antissemitas alemães do período entre guerras, o sentimento de Hitler não era econômico, mas “sexual”, já que não o impediu de comprar fuzis de fabricantes judeus, mas o levou a proibir as mulheres gentias de trabalhar para empregadores judeus e a destruir a cidade de sua avó.

Sax insiste que não há uma base probatória forte sobre a ancestralidade de Hitler e sugere que são necessárias mais pesquisas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …