Primeira-ministra da Finlândia quer semana útil de 4 dias e até 6 horas de trabalho

A redução da jornada de trabalho é uma luta dos trabalhadores desde a Revolução Industrial. A ideia de que um trabalhador que fica mais tempo em seu ofício produz mais poderia ser a lógica, mas muitos estudos e experiências têm mostrado que, na verdade, a produtividade pode aumentar quando há redução da jornada de trabalho.

Ao menos, é assim que pensa Sanna Marin. A primeira-ministra da Finlândia – a segunda chefe de estado mais jovem do planeta, com apenas 34 anos – declarou que a jornada de trabalho ideal deveria ser de 6 horas por dia durante 4 dias úteis. Atualmente, o país tem um modelo similar ao brasileiro, com uma jornada de 40 horas semanais (5 dias por semana, 8 horas por dia).

Segundo a premier finlandesa, o modelo pode ajudar a ampliar o bem estar social do país. “Eu acredito que as pessoas merecem passar mais tempo com suas famílias, com as pessoas que elas amam, com seus hobbies e com outros aspectos de suas vidas, como o consumo de cultura. Esse pode ser um grande passo para todos nós no que se refere à vida e ao trabalho”, afirmou ao Parlamento.

A Finlândia segue na contramão de bilionários como Jack Ma, CEO e fundador do Ali Baba, que acredita em uma jornada de trabalho de 72 horas por semana. Entretanto, centenas de estudos demonstram que, quanto maior o tempo de um empregado em seu posto, maior é sua insatisfação, descompromissão e insubordinação no emprego.

O modelo que deve ser implementado na Finlândia garantiu sucesso em outros países. A se observar que o que aconteceu na Suécia um ano após a jornada de trabalho ter sido reduzida para 6 horas foi um grande aumento na produtividade, não gerando perdas para as empresas.

“Tivemos 40 anos de uma semana de trabalho de 40 horas. Hoje temos uma sociedade com índices mais altos de faltas por motivos de saúde e de aposentadoria antecipada”, afirmou Daniel Bernmar, líder de esquerda na Câmara Municipal de Gotemburgo, uma das principais cidades suecas.

O modelo de 3 dias de fim de semana foi levado a cabo pela Microsoft, no Japão, e trouxe benefícios similares à produtividade dentro da empresa de tecnologia.

A New Economic Foundation, uma think thank britânica ligada à valores de esquerda, publicou um estudo garantindo que a jornada semanal de 21 horas (três horas a menos do que a proposta por Marin) seria a ideal para a manutenção da nossa economia, conservação da saúde pública e garantia do meio ambiente.

“Uma jornada de trabalho mais curta iria transformar o ritmo de nossas vidas, remodelaria nossos hábitos e convenção e alteraria de maneira profunda as culturas dominantes de nossa sociedade ocidental. Ajudaria a promover mais justiça social, bem-estar e, no geral, uma vida melhorar, salvaguardando os recursos naturias do planeta e criaria uma economia robusta e certamente, mais próspera”, afirmou a NEF em seu estudo ’21 hours’.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …

Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê

Não se engane ao achar que o corpo humano não está em constante evolução. Pesquisadores australianos descobriram recentemente que o nosso organismo parece estar, aos poucos, desenvolvendo uma nova artéria no braço: a artéria mediana. Esse …

Tesla supera expectativas e apresenta quinto trimestre consecutivo de lucros

A Tesla divulgou nesta quarta-feira (21) seus resultados financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2020. E as notícias foram boas: além de apresentar lucros pelo quinto trimestre consecutivo, a montadora elétrica apresentou os três meses …

Bitcoin alcança valor máximo anual após anúncio do PayPal

Nesta quarta-feira (21), o PayPal anunciou que vai lançar um sistema que permite efetuar compras e vendas em moedas digitais. Nesta quarta-feira (21), o bitcoin alcançou seu valor máximo neste ano, acima de US$ 13.200 (R$ …

Papa Francisco defende união civil homossexual

Pela primeira vez desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, pontífice se manifesta a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo. "Gays têm direito a ter família, são filhos de Deus", diz …

Obama faz campanha para Biden e tenta ganhar votos republicanos com evento drive-in na Pensilvânia

Em seu primeiro evento presencial do ano, o ex-presidente Barack Obama vai participar de uma campanha drive-in na noite desta quarta-feira (21) na Pensilvânia. A expectativa é que Obama conquiste eleitores negros no sul …

Cientistas acabam de descobrir um órgão misterioso escondido no centro da cabeça humana

Cientistas fizeram uma descoberta anatômica surpreendente, encontrando o que parece ser um misterioso conjunto de glândulas salivares escondidas dentro da cabeça humana que de alguma forma passaram despercebidas até agora. Essa “entidade misteriosa” foi identificada acidentalmente …