Cientistas encontram provas de um dos mais antigos assassinatos na história da humanidade

(CC0/PD) Kranioti et al.

Em uma caverna no território da Romênia moderna, arqueólogos encontraram um crânio com evidências de assassinato por meio de um cacete efetuado cerca de 33 mil anos atrás.

“Nossa descoberta mostra que a violência e o assassinato naquele tempo já faziam parte do repertório de comportamento dos primeiros cro-magnons que habitavam naquele período o sul da Europa”, nota Katerina Harvati da Universidade de Tubinga (Alemanha). Os resultados da “investigação” foram publicados na revista PLoS One.

Nos últimos anos, os antropólogos, paleontólogos e arqueólogos começaram a se interessar sobre quando os nossos antepassados começaram a se matar uns aos outros, entrar em guerras e demonstrar outros traços negativos característicos, inerentes aos humanos modernos.

Tais pesquisas mostram que a guerra e a morte acompanharam a humanidade durante praticamente toda a história de sua existência.

Por exemplo, os cientistas encontraram muitas provas do fato que os homens de Neandertal eram canibais, assim como evidências do primeiro assassinato no planeta, na Serra de Atapuerca, um lugar famoso que contém muitos outros achados arqueológicos importantes que explicam a história da civilização. O crânio de um dos habitantes da caverna de Sima de los Huesos foi quebrado por outro homem quase 430 mil anos atrás.

O achado de Katarina Harvati contraria a teoria de Jean-Jacques Rousseau, que afirmava que até ao aparecimento da civilização o homem era o “bom selvagem”, não se distinguia dos animais pela sua agressividade e vivia em harmonia com a natureza e as outras pessoas. Assassinatos, guerras e violência, como supunha Rousseau, teriam aparecido depois do surgimento da civilização e da propriedade privada.

Harvati e outros pesquisadores, ao contrário de outros cientistas, que fizeram muitos erros enquanto realizavam escavações e analisavam os achados, provaram por métodos mais modernos da física e medicina que os danos no crânio tinham aparecido pouco antes da morte e que tinham sido eles que a causaram.

O problema é que essa descoberta não prova que o homem foi assassinado por um membro de sua tribo ou por inimigos. Ele também podia ter recebido esses danos sem “ajuda” de outras pessoas – tendo caído de um barranco ou morrido por causa de um desmoronamento da caverna.

Para esclarecer a questão, os cientistas realizaram uma série de experimentos com um modelo de crânio batendo nele com uma cacheira, lançando-o de um ponto elevado ou o submetendo a outras ações que em teoria poderiam perfurar a caixa craniana e matar uma pessoa.

Esses experimentos mostraram que só é possível produzir danos do tipo dos apresentados pelo crânio encontrado batendo nele várias vezes com um cacete ou outro objeto contundente, em particular desde o lado da face.

Um fato interessante é que a primeira pancada provavelmente foi inesperada para o cro-magnon e ele teria tentado fugir da segunda para se salvar, ou já teria começado a cair. Outro fato é que o atacante era canhoto.

Essas descobertas comprovam definitivamente que este habitante da Transilvânia foi assassinado por outra pessoa no decorrer de um conflito, e provam que tanto os homens de Neandertal como os nossos antepassados diretos não eram “bons selvagens” pacíficos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em contexto de tensão na Síria, diplomacia boicota jogo entre França e Turquia

A polícia reforçou suas equipes nos arredores do estádio. Já os responsáveis pela segurança dentro do Stade France passarão dos 1.200 habituais para 1.400 homens. Há temores de que torcedores turcos e militantes pró-curdos se enfrentem …

Enterros verdes: Paris inova e inaugura seu primeiro cemitério sustentável

O cemitério de Ivry-sur-Seine, no subúrbio de Paris, reservou uma área de 1.560 metros quadrados para enterros sustentáveis. A nova ala deverá ajudar a diminuir o impacto gerado pelos enterros tradicionais. A contaminação do solo e …

Microsoft quer levar internet a mais de 40 milhões de pessoas em 2022

A inicativa Airband, desenvolvida pela Microsoft, está sendo expandida com a meta de conectar mais de 40 milhões de pessoas à internet até julho de 2022. Lançado em 2017, o programa visa o aprimoramento da internet …

Abandonados, curdos encontram em inimigo dos EUA um aliado

Regime sírio, um aliado russo, desloca tropas para a fronteira em apoio a milícias curdas, que estão sendo atacadas pela Turquia desde que perderam apoio de Trump. Nova aliança representa reviravolta no conflito. As Forças Armadas …

Experimento quântico indica que viagem no tempo é possível

Utilizando um computador quântico cientistas conseguiram fazer com que a máquina voltasse em uma fração de segundo ao passado mostrando que a viagem no tempo é possível. Viajar ao passado é um dos maiores sonhos da …

Dobram os focos de queimadas em terras indígenas da Amazônia

Números são os maiores desde 2011. Parque do Xingu registrou o total mais alto de sua história. Segundo Ipam, aumento se deve à ação de invasores em combinação com período de secas intensas. Dados do Instituto …

Obesidade cresce de forma acelerada no Brasil e se aproxima da taxa dos países ricos, indica OCDE

A quantidade de pessoas obesas no Brasil cresceu de forma mais acelerada que a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Agora, o Brasil se aproxima da taxa do problema …

É detectado quando asteroide recém-descoberto poderia impactar Terra

A Agência Espacial Europeia (ESA) acrescentou um novo asteroide à sua lista de perigos porque esse corpo celeste pode colidir com a Terra dentro de 65 anos. O asteroide se chama 2019 SU3, tem um diâmetro …

Queniano completa maratona em menos de duas horas

O queniano Eliud Kipchoge fez história no atletismo neste sábado (12/10) ao se tornar a primeira pessoa a correr uma maratona em menos de duas horas. O atleta de 34 anos terminou a prova clássica …

Chineses detectam novos sinais de rádio vindos do espaço

Novas dezenas de rajadas rápidas de rádio foram detectadas pelo maior radiotelescópio esférico do mundo localizado em Guizhou, China, disse especialista à Sputnik Internacional. O achado foi feito por astrofísicos chineses que estão estudando minuciosamente as …