Rússia não aceita ultimatos; Theresa May expulsa 23 diplomatas

Stefan Wermuth / Reuters

A primeira-ministra britânica Theresa May

A Rússia voltou a se declarar inocente e reiterou, nesta quarta-feira (14), que “não admite acusações sem provas” e ultimatos de Londres, exigindo explicações de Moscou sobre o envenenamento do ex-espião Serguei Skripal no Reino Unido.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou em coletiva de imprensa que “a posição de Moscou é conhecida”, insistindo que a Rússia “não tem qualquer relação com o que se passou na Grã-Bretanha“.

Além disso, o porta-voz acrescentou que a Rússia considera inaceitáveis as acusações sem provas “e não admite a linguagem dos ultimatos”, em alusão ao prazo dado pela primeira-ministra britânica, Theresa May, para que Moscou explique como o agente nervoso de fabricação russa usado no atentado chegou ao Reino Unido.

Por sua vez, o ministro de Relações Exteriores, Serguey Lavrov, disse, nesta quarta, que a Rússia responderá aos requerimentos de Londres dez dias após receber um pedido oficial de explicações, assim como aponta o Tratado para a Proibição de Armas Químicas.

Enquanto isso, a Rússia planeja pedir acesso consular para poder visitar Yulia Skripal, hospitalizada em Salisbury juntamente com o pai, desde que foram envenenados com um agente nervoso, no dia 4 de março. A mulher, de 33 anos, voou no dia 3 de março para Londres para visitar seu pai, um dia antes de ambos serem envenenados.

Segundo o porta-voz do Kremlin, Moscou continua disposta a cooperar com a investigação sobre as causas do incidente, mas “infelizmente não vemos a mesma disposição por parte do Reino Unido”.

Questionado sobre se Moscou teme o isolamento internacional, Peskov apontou que espera “que prevaleça o sentido comum, que outros países pensem pelo menos se há ou não provas que sustentem as acusações contra a Rússia”.

Entretanto, o governo britânico prepara um conjunto de medidas que aplicará caso a Rússia não dê uma explicação convincente sobre o ataque, quando já passou o prazo dado pela primeira-ministra Theresa May ao Kremlin. Uma das sanções poderá ser o fechamento da televisão russa RT, considerada um órgão de propaganda pró-Kremlin.

May anuncia expulsão de 23 diplomatas russos

Segundo a BBC, primeira-ministra britânica Theresa May anunciou no parlamento a expulsão de 23 diplomatas russos em retaliação contra a falta de resposta de Moscou.

Depois de ultrapassado o prazo para o Kremlin dar o devido esclarecimento sobre o envenenamento do antigo espião russo, a governante esclarece que “desprezo e sarcasmo” foram as atitudes que Londres recebeu de Moscou, quando pediu esclarecimentos sobre como o gás de nervos da série Novichok entrou no Reino Unido.

Além disso, avança o Público, todos os contatos de alto nível serão cancelados, incluindo uma visita do ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, ao Reino Unido e a presença de ministros ou membros da família real no mundial de futebol que será realizado este ano na Rússia.

Agora, May não tem dúvidas de que a Rússia está por trás não só do envenenamento como também da ameaça “da vida das pessoas na cidade de Salibsury”. “Esse não é apenas um ato contra Sergei e Yulia Skripal e contra o Reino Unido, mas também uma afronta à proibição da utilização de armas químicas”, disse.

O Reino Unido anunciou ainda que pediu uma reunião de urgência do Conselho de Segurança das Nações Unidas para informar os membros – entre eles a Rússia – sobre a investigação ao caso. O encontro deverá acontecer ainda nesta quarta.

O Kremlin já garantiu que irá responder ao Reino Unido. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Maria Zakharova, lembrou ao Reino Unido o potencial nuclear da Rússia e recordou que Vladimir Putin já tinha anunciado novas e poderosas armas.

Além disso, caso a RT seja fechada no Reino Unido, todos os órgãos de comunicação britânicos na Rússia serão igualmente expulsos do país.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …

Monolito misterioso achado no deserto dos EUA desaparece

O misterioso monolito de metal que causou grande especulação após sua descoberta em um deserto no estado americano de Utah, nos EUA, aparentemente desapareceu, segundo funcionários locais. O escritório de administração fundiária do estado de Utah …

Parlamento iraniano assina texto que impede inspeção de centrais nucleares

A proposta é uma represália ao assassinato do cientista Mohsen Fakhrizadeh, chefe do Departamento de Pesquisa e Inovação do Ministério da Defesa, nesta sexta-feira (27). O governo iraniano responsabilizou Israel pelo crime, dizendo que …

Campanha pede debate da Globo online após Boulos testar positivo para covid-19

De última hora, o candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), testou positivo para covid-19. Nessa sexta-feira (27), haveria o último debate antes das eleições entre ele e o candidato à reeleição Bruno Covas …