Trump – o homem que odeia fake news – é acusado de conspirar com a Fox para falsificar notícias

Um ex-detetive e ex-consultor da Fox News acusou Donald Trump de conspirar com o canal para falsificar notícias sobre a morte de Seth Rich, o democrata que, supostamente, teria divulgado documentos secretos à Wikileaks.

A cadeia televisiva conservadora Fox News, que apoia Donald Trump, foi processada por um dos seus consultores, que a acusa de ter publicado, de propósito, informações falsas desfavoráveis aos democratas, a pedido do presidente norte americano.

Rod Wheeler, consultor sobre questões de segurança, polícia e justiça, acusa a Fox News de ter montado uma história em torno do caso de Seth Rich, de 27 anos, funcionário do comitê nacional do Partido Democrata, que foi assassinado com um tiro nas costas, durante a madrugada de 10 de julho de 2016, perto da sua casa, em Washington.

A história podia acabar aqui, se o assassinato do jovem democrata de Omaha, no Nebraska, não tivesse acontecido no mesmo dia em que a Wikileaks decidiu “vazar” milhares de e-mails dos mais elevados cargos do Partido Democrata norte-americano, entre eles John Podesta, o gestor da campanha de Hillary Clinton.

O inquérito oficial tinha concluído a ocorrência de um assalto à mão armada que deu errado, mas, desde a sua morte, vários meios de comunicação conservadores especulavam com a possibilidade de se ter tratado de um assassinato político.

Segundo a teoria, não comprovada por qualquer prova formal, teria sido Seth Rich que enviou à Wikileaks, a plataforma de publicação de documentos secretos, mensagens de correio eletrônico internas do Partido Democrata, antes de ser descoberto e assassinado.

De acordo com a NPR, rádio norte-americana que teve acesso ao processo judicial em que o ex-detetive acusa a Fox News, a cadeia televisiva e o milionário Ed Butowsky, com o apoio da Casa Branca, de terem sido eles a “cozinhar” a história.

Por isso, diziam eles, os democratas tentariam abafar o caso, obstruindo a investigação da polícia, o que acabava retirando força à narrativa de que teriam sido russos a enviar os e-mails para a Wikileaks.

“Publicar imediatamente”

O ex-detetive teria sido contatado por Ed Butowsky para investigar o caso, com o milionário assumindo a investigação, argumentando que o fazia em nome dos pais da vítima. Durante a investigação e a criação da história, os dois tiveram uma reunião – confirmada pelo próprio – com Sean Spicer, então porta-voz da Casa Branca, para discutir o caso.

Em mensagens de texto e de voz deixadas pelo investidor pouco antes de a peça ser publicada, que constam no processo a que a AFP teve acesso, Ed Butowski teria pressionado o ex-detetive a avançar com a história, argumentando que o presidente Trump já teria lido o artigo e queria vê-lo “imediatamente publicado”.

Em meados de maio, a Fox News divulgou na internet o artigo que corroborava a tese, integrando citações de Rod Wheeler, que afirmava que Seth Rich tinha transmitido mensagens de correio eletrônico à Wikileaks e que um alto dirigente procurava bloquear o inquérito sobre o caso.

Rod Wheeler, ex-detetive e ex-consultor da Fox News para questões de segurança, polícia e justiça

No entanto, segundo o próprio Rod Wheeler, que colocou a ação no tribunal federal de Manhattan, as citações, que constituem a única fonte do artigo, são inventadas. Ele afirmou também que nunca as proferiu, segundo a documentação da queixa consultada pela AFP.

Dias depois de ter publicado o artigo, a Fox News o retirou do ar, explicando que não o tinha submetido a um “exame editorial mais exigente” e não respeitava os “padrões” da cadeia em matéria de informação.

A família Rich, a polícia de Washington DC, o Partido Democrata e até alguns jornalistas da estação colocaram toda a narrativa em causa. A peça, que citava um agente do FBI não identificado, argumentava que os e-mails teriam sido entregues à Wikileaks por democratas, que estariam envolvidos na morte de Seth Rich e que eles tentavam obstruir a investigação das autoridades.

A maior parte da história era baseada na investigação de Rod Wheeler, mas o ex-detetive disputa parte do que é dito e admite que se arrependeu da peça assim que ela foi para o ar.

Segundo Rod Wheeler, a jornalista da Fox News autora do artigo, Malia Zimmerman, teria trabalhado em colaboração com Ed Butowsky, também visado na queixa.

O responsável da Fox News pelo dossiê da informação, Jay Wallace, qualificou na terça-feira (1º) as acusações como “completamente falsas“, conforme uma declaração escrita transmitida à agência de notícias AFP.

O artigo em causa é objeto de um inquérito interno, disse Wallace, que acrescentou: “Não temos qualquer prova de que Rod Wheeler tenha sido citado de maneira errada” pela autora do artigo.

O advogado do ex-detetive e comentarista da Fox News diz, segundo o Observador que cita a NPR, que Rod Wheeler foi “usado como um peão por Ed Butowsky, pela Fox News e pela administração Trump para tentar desviar as atenções que estavam centradas no roubo dos e-mails do Comitê Nacional Democrata pelos russos”.

Ed Butowski, o milionário que teria tentado dar gás à história, refuta as acusações, alegando que o encontro com Sean Spicer aconteceu porque Rod Wheeler queria desesperadamente um trabalho na Casa Branca.

Sean Spicer diz que nunca se falou em qualquer cargo na reunião que tiveram – e que os comentários sobre Trump saber da história eram apenas brincadeiras entre amigos. Spicer disse também que não tinha conhecimento de que Trump estivesse a par da investigação.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Encontrados metais em crateras da Lua que podem dar pistas sobre sua formação

A hipótese mais aceita sobre a formação da Lua diz que ela surgiu após a colisão entre a Terra e um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia. O suposto evento é chamado de “hipótese …

Coronavírus empurra Cuba de volta à crise

Apesar de a covid-19 estar sob controle no país, os problemas econômicos têm se agravado, e a já difícil situação de abastecimento se torna mais crítica. Segundo semestre deve ser ainda pior na ilha caribenha. Cuba …

Boicote ao Facebook: como a debandada de grandes anunciantes pode afetar sobrevivência da rede social

Boicotes podem ser extremamente eficazes: é o que o Facebook está descobrindo. No final do século 18, o movimento abolicionista encorajou o povo britânico a ficar longe de bens produzidos pelos escravos. Funcionou. Cerca de 300 …

Cientista conta quais formas de vida os humanos podem encontrar em Marte

A humanidade tem cada vez mais chances de conhecer outras formas de vida, conforme desenvolve suas capacidades de exploração espacial. Em Marte, poderemos encontrar organismos introduzidos por veículos espaciais e modificados sob influência das condições no …

O coronavírus do ocidente é uma versão mais perigosa do que a original

Esforços são realizados para identificar se o vírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, passou por mutações em relação ao primeiro identificado em Wuhan, na China, em dezembro do ano passado. Em abril, um estudo não revisado pelos …

Missão indiana levará sonda para investigar efeitos do vento solar em Vênus

Em 2005, o Instituto Sueco de Física Espacial (IRF) enviou à órbita de Vênus a sonda ASPERA-4, através da missão Venus Express, da agência espacial europeia ESA. A sonda estudou o planeta até 2014, medindo …

O mistério das centenas de elefantes encontrados mortos em Botsuana

A morte “totalmente sem precedentes” de centenas de elefantes em Botsuana nos últimos meses está cercada de mistério. O biólogo e ativista Niall McCann afirmou que colegas no país do sul da África identificaram mais de …

Coronavírus na Coreia do Norte: Kim Jong-un declara 'sucesso brilhante' no combate à pandemia e zero casos

O líder norte-coreano Kim Jong-un elogiou o "sucesso brilhante" de seu país ao enfrentar a pandemia de covid-19, segundo a agência de notícias estatal KCNA. Falando em uma reunião do Politburo, Kim disse que o …

Bolsonaro veta uso obrigatório de máscaras em comércio, templos e repartições públicas

Presidente alegou que uso de máscaras em locais fechados pode ser classificado como "violação de domicílio" e vetou trecho que obrigava o poder público a fornecer máscaras para a população mais pobre. O presidente Jair Bolsonaro …

Novos hábitos devem fazer parte da vida das sociedades no pós-pandemia, dizem especialistas

Enquanto a vacina que poderá conter a disseminação do novo coronavírus não sai, o mundo seguirá lavando as mãos. exaustivamente, abusando do álcool gel (ou de desinfetantes poderosos), caprichando na limpeza de tudo o …