Última vítima da “Ilha da Morte” usou nome falso em hotel

A turista belga, a mais recente vítima da chamada “Ilha da Morte”, na Tailândia, usou um sobrenome falso quando fez check-in em um hotel e contornou o fato de precisar dar o número do passaporte para dar entrada no estabelecimento.

Segundo o Mirror, uma fotografia do registro no hotel localizado na ilha de Koh Tao, na Tailândia, mostra que Elise Dallemagne poderia estar tentando esconder sua identidade.

A turista belga escreveu seu nome e sobrenome, tendo depois riscado este último, substituindo por “Dupuis”. Além disso, se recusou a escrever o número do seu passaporte, tal como todos os hóspedes, dizendo que o daria mais tarde.

De acordo com um funcionário do Triple B Hotel, a belga de 30 anos chegou no dia 19 de abril, com uma mochila nas costas, e pediu para ficar alojada no quarto mais barato. O jornal britânico escreve que, na mesma noite, um incêndio teria começado em seu quarto, tendo se alastrado a três outros cômodos. Foi nesse momento que teria fugido do hotel.

Escreve o Mirror que, além desse episódio, as autoridades tailandesas também já tinham revelado que Elise tinha tentado se suicidar no início do mês, na estação de trem de Nopphawong, em Bangkok, tendo sido salva por agentes da polícia.

A mesma fonte revelou que a belga foi enviada para o Instituto de Psiquiatria Somdet Chaopraya para fazer tratamento, tendo depois viajado para Koh Tao.

O caso

A turista, que viajava há mais de dois anos pelo continente asiático, foi encontrada na floresta enforcada e parcialmente comida por lagartos. A jovem vivia em um retiro de yoga, que era considerado por muitos uma ceita.

A mãe da jovem, Michele van Egten, não acredita no suicídio da filha e receia que alguém esteja envolvido na morte da filha: “Temos receio de que alguém esteja envolvido. Não aceito que a minha filha tenha se suicidado”.

A garota já tinha inclusive dito à mãe que iria retornar à Bélgica em breve e a mãe aponta ainda o fato de as malas de Elise terem partido em um ferry em que ela ia embarcar, para depois se dirigir para Bangkok. “Não sei por qual motivo ela compraria um bilhete e depois iria para a selva cometer suicídio“, afirmou.

Nos últimos três anos, outros sete turistas perderam a vida nesta ilha, na costa oeste do golfo da Tailândia, o que lhe deu o pouco simpático apelido de “ilha da morte”.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …