Um meteorito explodiu em Júpiter, e um astrofotógrafo capturou o fenômeno em vídeo

O astrofotógrafo Ethan Chappel, do Texas (EUA), captou uma visão incrivelmente rara com sua câmera: o flash do que parece ser um impacto na atmosfera superior de Júpiter.

“Depois de ver o vídeo e me ter apercebido do flash, a minha mente começou a andar às voltas. Senti urgentemente a necessidade de partilhar isto com as pessoas que achassem os resultados úteis”, explica Ethan Chappel ao Science Alert.

O evento ocorreu no último dia 7 de agosto. Chappel escreveu na rede social Twitter: “Fiz uma imagem de Júpiter hoje à noite. Parece muito com um flash de impacto no cinturão equatorial do sul”.

Você deve ter reparado no estranho brilho que surge e desaparece no canto inferior esquerdo da imagem. Ele não lembra nenhum fenômeno natural que ocorre no planeta, como relâmpagos e auroras. É por isso que Chappel compartilhou o vídeo – deve se tratar de um impacto de meteorito, e muitos cientistas poderiam achar a filmagem útil.

“Conseguir um vídeo como esse, uau, nunca vi nada parecido antes. Totalmente de tirar o fôlego”, comentou o astrônomo Jonti Horner, da Universidade de Southern Queensland (Austrália), com o ScienceAlert.

Impactos de bólides não são raros em Júpiter (um bólide é um meteorito na forma de um globo inflamado e brilhante que atravessa velozmente a atmosfera de um planeta, explodindo no ar e produzindo um flash).

Eles já são bastante comuns na Terra, e nós somos um alvo muito menor e gravitacionalmente menos intenso que Júpiter. Isso sem contar o fato de que o gigante de gás é cercado por objetos como cometas e asteroides que podem ser “pegos” pela sua gravidade.

Para se ter uma noção do que estamos falando, um estudo de 1998 descobriu que a taxa de impactos em Júpiter é provavelmente cerca de 2.000 a 8.000 vezes maior do que a taxa de impactos na Terra.

Apesar de termos muitas “oportunidades”, tais eventos dificilmente são registrados em câmera. Telescópios já conseguiram captar sinais de tais impactos, como o do cometa Shoemaker-Levy 9 em 1994, mas ver um deles acontecendo é algo inexplicavelmente precioso.

É um evento muito fugaz, são alguns segundos”, disse Horner ao ScienceAlert.

Para os cientistas, é muito interessante ter um vídeo como este, que mostra o flash brilhando intensamente e desaparecendo. Isso significa que eles poderão comparar a filmagem com outros eventos raros também capturados em câmera, como o meteoro de Chelyabinsk de 2013, estudando a duração e outras características do impacto.

Não é possível dizer qual o tamanho do meteorito que atingiu Júpiter, mas, para o fenômeno ter sido visível da Terra, não deve ter sido muito pequeno.

Por conta disso, pode ser que o impacto tenha deixado alguma marca que pode ser estudada por sondas que estão atualmente orbitando Júpiter, como a Juno da NASA. Por enquanto, os cientistas não pensam que tal marca exista, mas talvez Juno tenha sorte.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Primeiro-ministro renuncia e coloca fim a governo na Itália

Em discurso no Senado, Giuseppe Conte anuncia que vai deixar o cargo e acusa seu vice, Matteo Salvini, por crise na coalizão de governo. Presidente deve decidir sobre convocação de novas eleições. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe …

Governo de Hong Kong espera "volta à calma" sem ceder a demandas de manifestantes

A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse esperar que "uma volta à calma" esteja a caminho no território, depois que a grande manifestação do último domingo (18) acabou sem violência. Depois de …

Cientista americana diz ter certeza que a Terra será atingida por um asteroide

Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após a quase colisão da …

Justiça de El Salvador absolve acusada de homicídio por suspeita de aborto

Promotoria pedia pena de 40 anos de prisão para vítima de estupro que dizia não saber da gravidez até o momento do parto. País da América Central possui uma das legislações mais rigorosas do mundo …

EUA testam míssil após deixarem tratado nuclear

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (19/08) que realizaram um teste com um míssil de cruzeiro. Esse é o primeiro teste feito pelo país desde que deixou oficialmente o Tratado de Forças Nucleares de Alcance …

Astrônomos descobrem 39 galáxias antigas movendo-se tão rápido que nem mesmo o Hubble consegue vê-las

Astrônomos da Universidade de Tóquio (Japão) conseguiram detectar 39 galáxias muito antigas, do início do nosso universo, utilizando dados do espectro infravermelho de telescópios submilimétricos. A luz destas estrelas viajou nada menos que 11 bilhões de …

Trump confirma ter interesse em comprar Groenlândia

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou em entrevista com jornalistas que tem interesse na compra da Groenlândia. O cientista político Vladimir Shapovalov comenta a declaração do líder norte-americano em entrevista ao serviço russo da …

Brexit sem acordo: tempos duros para britânicos, confirma relatório vazado

Segundo documento do governo vazado para imprensa, Reino Unido estará sujeito a meses de caos de transportes e carência de artigos básicos, caso se separe da UE sem um acordo de transição, como propõe o …

Pesquisadores criam adesivos corporais que verificam a saúde

A universidade de Stanford anunciou um novo experimento: adesivos corporais que leem informações a respeito da saúde da pessoa. Basicamente, os adesivos captam os sinais fisiológicos que emanam da pele, e então transmitem essas leituras de …

Bolsonaro se engana e critica Noruega com vídeo dinamarquês

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a Noruega, que anunciou na semana passada a suspensão de repasses ao Fundo Amazônia. O mandatário, cujas políticas ambientais têm sido alvo de críticas internacionais, publicou um vídeo …